Posts Populares

Brooklyn Nine-Nine – S06E10 – Gintars

“As moscas não mentem”. Será mesmo?

Esse foi um episódio que passou rápido, não só pelo tempo curtinho que realmente a série tem, mas também porque isso acontece quando o enredo te prende e faz você se envolver com a história. E Brooklyn Nine-Nine consegue fazer bastante isso. Os dois plots foram bons e ágeis.

Gintars, o pai biológico de Nicolaj, aparece de repente e quer se aproximar do filho. Boyle não gosta muito da ideia, mas acaba permitindo que ele se aproxime do menino, só que sem dizer quem é de verdade. O homem não consegue se controlar e, no impulso, conta para o garoto que é seu pai.

Foi muito boa a cena em que Gintars fala a pronúncia de Nikolaj. Ele e Boyle repetem várias vezes o nome do menino, como o detetive costuma fazer, mas descobrimos que Boyle também fala errado! Nikolaj e Gintars acabam se dando bem e o garoto já o chama de pai. Isso faz com que Charles fique deprimido e achando que pode perder o filho.

Para ajudar o amigo, Peralta resolve agir logo e sozinho. Ele vai com Gintars para a sauna com uma escuta em sua toalha a fim de conseguir a confissão de que a marca de roupas do pai biológico de Nikolaj, “Gape”, é uma imitação da Gap. Aos trancos e barrancos, Jake consegue fazer o rapaz admitir isso. No entanto, Boyle já estava tranquilo em relação a toda essa história e fica bravo com o amigo quando descobre que ele agiu pelas suas costas. Jake se desculpa e eles fazem as pazes, mas Charles pede que o detetive passe a ouvi-lo mais.

Ao mesmo tempo, Rosa quer provar algo sobre o caso que está cuidando e Holt e Amy dão a ideia de chamar o Dr. Yee, um cientista forense que usa insetos, especialmente moscas, na perícia. Holt diz para Terry que milhares de insetos vivem em suas sobrancelhas e o sargento fica neurótico com isso. Cada sobrancelha que ele inventou de colocar depois que raspou tudo kkkk, uma mais esquisita que a outra.

O especialista não acha nenhum vestígio no local do crime, pois as moscas não detectaram nenhum sangue. No entanto, Rosa tem certeza de sua alegação e consegue provar que o cientista, na verdade, é uma fraude. Ela coloca os insetos perto do sangue de Hitchcock, mas eles não se movimentam, o que mostra que o experimento de Dr. Yee não funciona como ele dizia.

Yee acaba admitindo que, mesmo tendo testado seu experimento várias vezes, as moscas são normais e não vão atrás de sangue. Holt e Amy se desculpam com Terry e, principalmente, com Rosa por não acreditarem neles. Apesar das desculpas e da verdade sobre a farsa de Dr. Yee, a dupla não deixa de venerá-lo.

Dessa vez, tivemos um foco maior na amizade de Jake e Boyle e em Boyle como pai. Foi legal ver de novo o amor que Charles sente por Nikolaj e Peralta aprendendo a ouvir o amigo e a não fazer as coisas na surdina nem por impulso.

Espero que vocês tenham curtido o episódio, assim como eu, e até a próxima!

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Luiza Pinheiro

Carioca da gema e jornalista de corpo e alma. A primeira série que viu mesmo, aquela que a deixou viciada, foi One Tree Hill. Depois disso nunca mais parou e engatou uma depois da outra. Também ligada em cinema, não perde uma cerimônia do Oscar.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries