Posts Populares

Channel Zero: Butcher’s Block – S03E02 – Father Time

Me falta até palavras.

Sabem aquele tipo de episódio que não é tão magnífico, mas te prende de uma maneira tão intensa que, após assistí-lo, você chega fica estático olhando pro nada pensando no que está realmente ou pode vir a acontecer? Cientes ou não, essa foi a melhor forma que encontrei para descobrir o que tem sido estar nessa nova aventura com Channel Zero, principalmente por ela ser a série que encarrega-se de suprir todo a vazio na minha categoria de produções televisivas de terror presentes na minha grade.

Dito isso, gostaria de elencar o aspecto que mais vem chamando a minha atenção nesta temporada. Vocês sabem que seriados ou filmes de terror sempre procuram estar nos assustando, certo? Certo! O que vai diferenciar Channel Zero da maioria delas é a preocupação da produção em fugir do óbvio. Sei que é sempre feita uma comparação entre as temporadas, qual vem sendo a melhor ou coisas do tipo, mas se há algo que venho percebendo é que o pessoal que está por trás desta vem procurando explorar o máximo de potencial que a estória tem a oferecer. E já tomo como o exemplo o fato de optarem por não trabalhar com um mistério em volta daquela criaturinha/filho que sempre anda com capuz, pois até que amedronta um pouco, no entanto, agora vejo-o presente na trama mais como alguém que faz o que lhe ordenam, sendo assim eles acabam dando espaço a outros plots que, inesperavelmente, possam vir a render cenas mais interessantes, ao menos no meu ponto de vista.

Posso mudar de ideia, mas não gostei muito dessa proposta do canibalismo envolvendo personagens que não fazem parte da família Peach, acho meio clichê, mas vida que segue. Venho apreciando bastante o trabalho desempenhado por Holland Roden e acredito que não seja algo muito distante do seu papel anterior nas telinhas, Lydia em Teen Wolf, mas ainda assim consigo enxergar um certo amadurecimento. Na verdade, Zoe vem sendo aquele tipo de personagem que rouba a cena, bem como o gato de Louise.

Por falar em roubar a cena, nós precisamos citar o incrível Rutger Hauer. Sinceramente, se existe alguém nesse elenco que tem conseguido me passar veracidade em seu papel, esse é ele. Joseph Peach, ou “Peachy”, é um dos personagens principais desta temporada e certamente escolheram alguém à altura para realizar este trabalho. A cena com Alice é a prova disso, e é também um dos exemplos quando digo sobre fugir do óbvio. Este novo capítulo de Channel Zero não possui apenas um apelo para o sobrenatural, há aspectos da realidade que também possuem destaque, e a junção dos dois em cena teve um impacto grandioso sobre mim neste episódio. A maneira como poetizaram, tanto a questão da esquizofrenia, quanto o papo sobre crença, foram diálogos muito bem escritos e executados.

Resta apenas comentar sobre algo que eu desconfiei desde o início. Há cúmplices e pessoas que sabem da existência dos Peachs e suas ações assombrosas, mas que vivem como se nada disso acontecesse. Robert Peach fez o favor de provar isso para mim, e imagino/espero que isso venha a ser mais explorado nos próximos episódios, uma vez que Luke viu coisas das quais ele duvidava. Sem contar que Nora (a mulher das tesouras) me pareceu ser tão sã ao ver o reflexo de Robert no espelho, que me pego indagando se ela é mesmo fraca mentalmente, se agiu por instinto, ou se esteve presente em algum evento relacionado à ação dos Peachs na cidade. A acrescentar, só gostaria que Louise tivesse mais destaque e que pudessem trazer algo do seu passado ou solucionarem o mistério de seu irmão, da mesma forma que a produção vem fazendo com Alice e Zoe.

No mais, convido-os para assistirem ao vídeo promocional do que está por vir, compartilharem suas opiniões sobre o episódio e/ou review e, se possível, darem dicas ou sugestões, pois tudo é bem vindo. Espero encontrá-los em breve, abração e até a próxima!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Antonio Netto

Estudante de Engenharia Química. Pernambucano engraçado, dono de uma gargalhada única e de um sotaque marcante. Apaixonado por comida, séries, química e cálculos. Até gosta de estudar mas, sempre que pode, está pelo mundo curtindo e falando da vida alheia.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu