Posts Populares

Chilling Adventures of Sabrina – S01E03 – Chapter Three: The Trial of Sabrina Spellman

“No one has ever beaten the Dark Lord, but you just might”.

A essa altura do campeonato, começo a achar que cada episódio de Sabrina é pensando para desenvolver-se como um mini filme, ainda que no contexto geral, seja uma peça de um grande quebra-cabeça. Faz sentido para vocês? É quase como se cada episódio fosse pensando para funcionar individualmente, abordando uma história que começa e termina em 1hr; ao mesmo tempo que lentamente ele desenvolve-se, deixando pequenas pistas do que virá a seguir, do grande plot final.

É uma estratégia legal, preciso confessar. Mas sei que não fui totalmente cativada por ela ainda. No entanto, posso dizer sim que a série parece ser gradativa, isto é, ela parece melhorar a cada episódio. E isso é um ponto extremamente positivo.

Sabrina é uma personagem carismática, mesma com o pouco destaque de Salém. Ambrose é um personagem maravilhoso, e acrescenta bastante a história. Digo, sabemos que ele está em prisão domiciliar, mas até agora não foi abordado o motivo. E creio eu, deve ser uma história e tanto. As tias, em suas personificações de “bem” e “mau” são fundamentais. Harvey é um bom escape romântico, apesar de não curtir esses relacionamentos melosos, sei que é um casal cativante e essencial. Mas o destaque eu gostaria de deixar nas amigas, assim como em todo o núcleo do colégio Bexter.

No meio de todo suspense e drama satânico, eles tomam seu tempo para abordar temas como feminismo, fascismo, descriminação e bullying, e nos tempos em que vivemos, isso é de suma importância. Sabrina, por si só, já é um personagem empoderador. É uma adolescente desafiando o próprio Diabo. Mas todo esse contexto que é aplicado na escola me deixa realmente contente. É legal saber que as produções atuais se importam mais com esses temas e tentam não fugir da necessidade de representação.

Em contrapartida à todo esse pensamento upfrontting, temos o cume do episódio: o julgamento de Sabrina por “quebra de promessa de noivado”, basicamente. Ao desistir de assinar seu nome no Livro da Besta, segundo as leis do obscuro, Sabrina não honrou uma promessa e deve pagar por tal feito.

Ao longo de todo episódio, ficou notório para nós como Sabrina está mudada. Seu semblante já não é mais o mesmo depois de tudo, e mesmo nos momentos de alegria, ela não está totalmente ali. Todos esses acontecimentos vão pouco a pouco sugando-a, é exaustivo.

O Diabo segue com suas artimanhas, mas Sabrina permanece firme. Tivemos algumas revelações de segredos nesse episódio, mas é claro que ainda temos muitos outros por vir, assim como ainda temos muitas perguntas à serem respondidas. Eu não consigo imaginar o pai de Sabrina vendendo a alma de sua filha assim tão facilmente. Ainda mais após a visão que a menina teve em seu batismo obscuro, em que seus pais a diziam para fugir.

Com certeza, ainda há minha linha para ser desenrolada daí, e provavelmente muita dor para a Sabrina lidar também. Secular a toda a saga de livramento de Sabrina, ainda temos a morte desse Warlock, e a possível ameaça de um caçador de bruxas à solta. O que, provavelmente, será melhor explorado nos episódios seguintes.

No fim, Sabrina “venceu” seu julgamento. Mas será mesmo? Todos parecem bastante empenhados em despachar Sabrina para a Escola de Artes Ocultas, e claro, é um caminho necessário para o desenrolar da história. Mas uma coisa é fato, Sabrina não irá abrir mão de seus direitos e de quem verdadeiramente é assim de forma branda. Ela irá lutar e seguir lutando, pode ter certeza.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Luana Medeiros

Sinceramente, não sei mais há quanto tempo estou nesse site? Mas olha, faz um bom tempo! HAHA. Atualmente cuido mais de reviews de realities musicais, mas também faço meus corres nos seriados, porque a vida é isso aí! Tenho 24 anos, sou formada em rádio/tv/internet, e nas horas vagas vocês me encontram por aqui! ;)

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries