Posts Populares

Daredevil – S01E02 – Cut Man

PQP! Só com essa ‘palavra’ para começar essa review!

Esse segundo episódio focou em explicar um pouco mais do passado de Matt, falar sobre a relação dele com seu pai, mostrar um lado mais humanístico do personagem, e que ele não só vence, ele apanha, ele caí, mas levanta!

E começamos esse segundo episódio com mais uma bela cena, as gotas de sangue espalhadas se encaminhando para a lixeira, onde daredevil está jogado e fora de combate. Ele é resgatado pela enfermeira Claire em um estado de calamidade pública, pior de tudo, duas pessoas de Hell Kitchen já conhecem seu verdadeiro rosto, é isto é uma das grandes preocupações de Daredevil.

Claire foi um dos destaques do episódio, cuidou dos ferimentos de Matt e ainda o ajudou em uma caçada aos russos. Mas antes de ir logo para esse final, vamos falar um pouco dos flash-backs que foram apresentados, que nos permitiram ver como desde pequeno Matt utilizava seus outros sentidos para sentir e ver o que ocorria a sua volta, vemos também a relação que ele tinha com seu pai, como o momento em que ele costura os pontos no rosto de seu pai.

Daredevil 1
Alias, os flash back foram um dos pontos altos deste episódio e prometem ser um dos maiores acertos da produção da série, são bem gravados, os atores são bons, e incrível perceber como o olhar desfocado do pequeno Matt combina tanto com o de Charlie Cox interpretando o personagem na era adulta. Em outros flash-backs durante o episódio conhecemos toda a história do pai de Matt, e fiquei um pouco curioso para saber quem foi a pessoa para qual seu pai ligou. O último flash back é o mais emocionante e também o mais triste, é possível sentir a dor da pequena criança chorando pelo seu pai que foi assassinado.

daredevil 2

Agora voltando para o presente, Claire se apresentou de formou segura na série e achei bem relevante  a introdução da personagem e da forma que foi feita, Claire não é nenhuma personagem avulsa, ela já sabia do ‘mascarado’ e ligou todos os pontos ao retirá-lo da lixeira, A conversa dos dois rola bem mais em um sentido de uma parceria, do que um possível romance e isso me deixa muito feliz, sinceramente, quero que explorem o personagem pelo seu mundo sombrio, pelo seu passado, suas lutas, e não foquem em triângulos amorosos ou relações agora tão cedo.

Antes de comentar o final, só gostaria de falar que Karen e Foggy se divertindo pela noite em Hells Kitchen, a química dos dois funciona e serviu para tirar um pouco a carga dramática que o episódio foi trazendo, porém espero ver os dois contribuindo de forma mais ativa para a trama.

Agora vamos falar dos melhores minutos finais de um episódio que eu vi nos últimos tempos, a cena de luta, limpa e feita em um pequeno corredor, sem o uso de armas, apenas golpes com mãos e pernas e o que estivesse no local, foi simplesmente brilhante. O que mais gosto de Daredevil, é que o fato de ele ir lutando e ficando cada vez mais sofrido, ele não se recupera magicamente, ele é o tipo de personagem que está quase morto e caído e continua lutando, e a produção acerta em mostrar ele cansado, em mostrar ele com ferimentos, com dores, enfim é nota 10!

daredevil 4

Daredevil mais uma vez acerta, em um episódio melhor que o primeiro, uma produção bem feita e que aparentemente não irá desapontar ninguém, e que já está com segunda temporada garantida! Enfim, espero vocês abaixo nos comentários!!

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Lindomar Albuquerque

A indie/gótica do @PanelaDeSéries! Paulista, canceriano, 27 anos de dores na coluna, faço Doutorado em Biotecnologia e vivendo pelo mundo. Me chama para beber @ e vamos falar de série, falar de Imagine Dragons e Lana Del Rey, falar de signos, falar de ciência e xingar os fascistas.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries