Parecia uma boa ideia…

O episódio começa com Elektra e Matt lidando com a Yakuza, após a heroína ter envolvido o mocinho na encrenca. Os dois facilmente derrotam os japoneses e Matt coloca Elektra contra a parede pra descobrir o que ela está tramando e o motivo da máfia japonesa estar atrás dela. Ela então explica que a Roxxon tem ligações criminosas (incluindo a Yakuza) e que a máfia japonesa planeja algo grande para a cidade. Após insistir, ela consegue fazer com que Matt aceite a parceria e que os dois acabem com os planos dos japoneses juntos. E o plano é posto em prática numa festa de gala, onde Matt e Elektra roubam arquivos importantes dos japoneses, porém criptografados, em um livro de registros de negócios. No fim, ainda descobrimos que não se trata da Yakuza, mas de outra organização. Fica a dúvida no ar.

O foco principal do episódio gira em torno de Frank Castle. Após descobrirem que a promotoria tentará pena de morte para o Justiceiro e que o defensor público de Castle está concordando com isso, Karen, Foggy e Matt decidem tomar o caso e defender os interesses de Frank, uma vez que não cabe a ninguém decidir quem vive e quem morre, segundo a filosofia do Demolidor. Os três então vão ao hospital que Frank está preso e tentam convencê-lo de que podem evitar a pena severa. Ele se recusa, até Karen estourar e mostrar a foto de sua família e falar umas verdades.

Quase na mesma hora, a promotora Reyes aparece e acaba com a festa do trio. Matt tenta defende-los, mas é surpreendido pelo aceite de Frank pela defesa de Nelson & Murdock. Foggy e Karen então preparam algumas perguntas cruciais para a defesa do Justiceiro, mas ele quer conversar em particular com Karen. Os dois tem uma conversa franca e conhecemos um lado mais interessante de Frank Castle, que pode funcionar bem com a sede de justiça de Karen. Por fim, ela acha que conseguiu convencê-lo de declarar-se culpado das acusações e evitar a pena de morte e um julgamento. No entanto, na hora H, ele declare-se inocente e o julgamento Castle vs. Povo vai acontecer, para desespero de Foggy.

O episódio termina com Foggy dando uma liçãozinha de moral em Matt, após ele ter sumido enquanto os outros dois tentavam defender Frank no hospital. Achei um episódio interessante, que dará margem para conhecermos melhor o Justiceiro e vermos mais um pouco da ótima química entre ele e Karen. Matt caiu de vez nos planos de Elektra e ela já se sente no poder de chama-lo quando bem entende.

Gerson Elesbão
Gerson Elesbão

Nem tão complicado demais, mas nem tão simples assim: quebra-galho, colunista e seriador. Dificilmente atualiza o Banco de Séries, mas adora gongar as séries amadas pelo público. @gersonelesbao
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: