Posts Populares

Dash & Lily – Season 1 – Uma Série Digna de Maratona

Romance natalino? Quero!

Novembro traz consigo uma das melhores épocas do ano: a das comédias românticas natalinas! E se você é como eu e espera aquele romance açucarado e cheio de clichês já está de olho em todos os lançamentos no tema.

Este ano, além dos filmes, a Netflix lançou uma série com uma temática teen produzida por ninguém menos que Nick Jonas (que até faz uma aparição na série), baseada em uma série de livros homônima Dash & lily é a série romântica natalina teen que você estava procurando (mesmo que você não estivesse procurando uma série romântica natalina).

Dash é um adolescente pedante e que paga de cult, depois que ele termina seu ultimo relacionamento ele entra em uma espiral de auto depreciação e decide odiar o mundo e o natal, para tanto ele resolve mentir para pais, que são divorciados, e seus amigos aonde passará o natal.

Para a mãe ele diz que passará com o pai, para o pai ele diz que passará com a mãe e para os amigos ele diz que passará na Suécia. Na realidade ele quer passar o Natal sozinho lendo livros como um bom “intelectual” que ele é (pois é, só de descrever ele, já estou revirando os olhos).

Em sua jornada para ser o cara mais chato e pedante do mundo ser um adolescente tão underground que só gosta de coisas que nem existem ainda, ele decide ir à sua livraria favorita dele para encher o saco dos outros para passar um tempo.

Na livraria ele acaba encontrando um misterioso caderno com os dizeres na capa: “do you dare?” em tradução livre “Você ousaria?”. E aqui temos o enredo da série, o caderno contém instruções especificas escritas por uma garota que procura sua alma gêmea, intrigado pela garota misteriosa Dash segue as instruções. Nisso os dois acabam se apaixonando sem nem ao menos se conhecerem pessoalmente, apenas através de instruções escritas no caderno.

Uma premissa bem simples e óbvia, mas que por algum motivo funciona muito bem, ainda com todas as restrições que Dash apresenta em ser um personagem minimamente agradavel.

A garota misteriosa é Lily, uma adolescente que não segue padrões. Ela é uma garota tímida e que tem gostos e manias incompatíveis com a sua idade, ela acaba deixando as instruções no caderno por insistência de seu irmão. Ainda que a personalidade peculiar de Lily num primeiro momento seja um pouco demais e exagerada, com o passar da série ela foi crescendo e acabei me afeiçoando.

É bem divertido acompanhar os dois se conhecendo através do caderno vermelho e ver a influência que cada um tem no outro, mesmo sem se encontrar. Dash passa a ficar até menos irritante no fim da temporada.

Eles são obrigados a se abrirem com um alguém que eles não conhecem e dividir os seus traumas e as coisas que dão a eles prazer ou que ao menos os definem, foi muito legal vê-los passar por experiencias que um deles adorava e o outro nunca tinha cogitado fazer, e ainda mais legal foi vê-los aproveitando a experiência.

Midori Francis e Austin Abrams tem uma química bem interessante, mesmo quando não interagem diretamente, mas a cena em que os dois finalmente se encontram, ainda sem saber quem o outro é, é deliciosamente incrível e nos deixa com aquela sensação de que um foi feito para o outro.

A série encerra a primeira temporada em um tom bem gostoso e que honestamente para mim seria uma ótima conclusão para a série, no entanto como é baseada em livros já sabemos que terá uma sequência (inclusive ja foi renovada pela Netflix).

Dash & lily é aquela comédia romântica para maratonar, é uma série leve e carismática que a cada episódio deixa um gostinho de quero mais e a aguça a curiosidade do que um descobrirá sobre o outro. Fui sem grandes expectativas e me surpreendi com o quanto me peguei envolvido com a série.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Felipe Tanabe

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries