Ola pessoal, desculpem pelo super atraso, mas finalmente consegui tempo para começar a colocar minhas séries em dia e comecei por Legends! Night of the Hawk acabou me decepcionando por alguns motivos que irei explicar durante a review, mas confesso que Legends vem se tornando para mim pelo menos, muito repetitiva, a série gira demais em cima de algo e pouco evolui, mesmo com as viagens a diferentes lugares e épocas. Entretanto esse episódio ao menos trabalhou algo muito mais importante que qualquer perseguição a Savage em qualquer linha do tempo, ele trouxe a tona diversos preconceitos que hoje , infelizmente ainda estão presentes, mas que em 1958 ocorriam de maneira ainda pior.

388410

Eles foram atrás de pistas de Sandal Savage na pequena Oregon, se dividiram em pequenos times para investigar pistas, Ray e Kendra formaram um casal, e como ele mesmo disse foram brincar de casinha, alugaram uma casa de uma senhora que olhou torto demais para Kendra, e ainda insinuou que Kendra séria a empregada de Ray, mas o jogo virou não é mesmo? Logo após momentos de carinho reciproco, Kendra e Ray recebem a visita de Savage, então não precisaram nem ir atrás para achar o condenado, e acabam sendo convidados para um baile na casa de Savage e a partir dai a casinha que Ray e Kendra construíram começa a desmoronar. Primeiro porque Ray é altamente protetivo, e acha que Kendra não séria capaz ainda de acabar com Savage (o que eu também acho, ela ainda não está preparada), por outro lado, o fato de ele querer controlar ela, sendo que nem um vinculo mais forte os dois tem? Ela deveria realmente ser capaz de tomar as próprias decisões, enfim, deixando isso de lado, era óbvio que Savage iria saber se a adaga dele sumisse, e ninguém pensou nisso. Sendo assim Kendra, tomada por uma coragem que soa de forma inconsequente, achou que séria capaz de eliminar um super vilão de forma tão facil e vimos que o tiro saiu pela culatra, sua sorte foi Ray ser teimoso ao ponto de ir resgatá-la.

O plot de Savage, não se resumiu ao confronto com Kendra, , em 1958 ele era um médico cientista e realizava experimentos ilegais em humanos, inserindo genes de ave em pessoas, e ai que estava toda a razão do mistério. A descoberta de que ele era um médico psicopata acabou surgindo após uma união de peças, que começou com Sarah e Stein trabalhando no hospital, ela como a enfermeira dele, Stein parecia super a vontade, também ele era tudo que uma pessoa privilegiada gostaria de ser: homem, branco, uma boa posição (médico) e hetero. Ele estava todo feliz, até pediu cafezinho pra Sara, e amei ela pedindo para ele trazer o dela com açúcar! Alias Sarah <3, a principal razão de eu assistir essa série, ela lacrou tudo novamente, ajudou Lindsay a se descobrir, viver aquilo que já estava dentro de si e ainda teve seu primeiro beijo após renascer, é interessante essa saga de Sara, tanto no único episódio que ela apareceu em Arrow após renascer, e tanto em toda essa temporada, vemos uma luta dela mesma na busca pela humanidade, pelos sentimentos.

Jax tem como missão ir atrás da garota que era namorada de um dos desaparecidos, e vimos mais um plot interessante, novamente a questão do racismo aparecendo e sendo muito bem trabalhada pelos roteiristas e simpatizei com Betty viu, e com Jax nesse episódio, deixou de ser tão chatinho! Ele conseguiu um encontro, saiu com a garota, beijou a garota, tentou ser herói, foi capturado e no final de tudo recebeu os genes e se transformou naquele mutante estranho com garras, fiquei pensando se ele teria volta, e achei interessante a saída com uma terapia de genes! (eu trabalho com isso, HAHAHA), adoro essas referenciais a ciência que as séries normalmente trazem.

388408

Falamos do casal mais meloso do pedaço, da rainha Sara, do Jaxx e do Stein e vamos para os últimos membros, da equipe, entre eles Snart! Snart segue misterioso, os roteiristas optaram por não mostrar o que ocorreu com Rory, mas tivemos referencias de que ele foi congelado por Snart, e isso deixou alguns membros da equipe meio distantes de Snart (Jax), afinal se ele foi capaz de congelar seu melhor amigo, seu companheiro de toda vida, o que ele poderia fazer? Snart e Rip bancam os investigadores, e conseguem alguns relatórios da policia local. Mais tarde Snart acaba sendo essencial para salvar Jax, e assim acaba ganhando a confiança do garoto de novo.

Fechando tudo, novamente Savage escapa, Jax foi fofíssimo dando o carro e o namorado para Betty! HAHA Sara lacrou dando um novo beijo em Lindsay e ri demais de Lindsay falando que não deveria ter se envolvido com uma ninja, e achei bem desnecessário o chatíssimo do Cronos aparecer de novo, e dessa vez fazer algo diferente, vimos que ocorreu uma partida da nave, sem alguns de seus integrantes, no mínimo isso foi curioso, o que Kendra, Ray e Sara vão poder fazer em 1958? Como será que esse retorno irá ocorrer? Enfim, são perguntas ainda sem respostas.

Mas vamos a uma breve análise da série até aqui, já se foram oito episódios, e pela lógica da série, vamos ver amadurecimento dos personagens em diversas linhas temporais e uma sequência de derrotas para Savage, até que em um belo final, tudo se reverte e eles vencem e depois surge um novo vilão? O que tem de errado? Para mim parece muito simples, muito fraco, sinto falta de uma mitologia melhor trabalhada, de enredo, os únicos personagens que evoluíram foram Snart e Sara. Snart desconstruindo aquela imagem de vilão e passando para o  anti herói, já Sara arrasando sempre e buscando caminhos de trazer sua humanidade de volta, os outros personagens todos, ficam de lado, até mesmo Rip (até então protagonista), espero que LOT comece a trabalhar mais com outros personagens, torne Savage um grande vilão e que arrisque mais em mitologia, ligações, personagens interessantes que podem aparecer nessas linhas temporais, enfim, que aproveitem mais a trama da série.

Abaixo, a promo do próximo episódio: “Left Behind” que será exibido dia 31 de Março!

P.S.1: Se for ter algum plot amoroso nessa série, que seja entre Sara e Snart!
P.S.2: Legends foi renovada para sua Segunda Temporada! \o/

<iframe width=”570″ height=”340″ src=”https://www.youtube.com/embed/a-5vVr9UqVM” frameborder=”0″ allowfullscreen>

Lindomar Albuquerque
Lindomar Albuquerque

Canceriano com ascendente em Sagitário, ou seja UMA ÓTIMA PESSOA! Atualmente um louco que faz Doutorado e que já se formou em Química. Viciado em The Voice, séries e Indie Rock. Gosta de gastar o tempo que não tem para escrever sobre The Voice, The Flash, Bates Motel, Orphan Black, The Vampire Diaries e Westworld.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: