Posts Populares

Dear White People – S03E01 – Chapter one [Season Premiere]

Oi???

Minha gente… o que ta acontecendo com Dear White People? Será que agora a critica são sobre os negros? Desde sua estréia, é fato que Dear white people colocou o dedo na ferida de como a sociedade se porta com o negro e como muitas vezes coisas normais são tão racistas quanto o ato agressivo em si. A primeira temporada narrou toda a luta de Samantha para encontrar o seu lugar e mostrar para as pessoas como as coisas precisam ser mudadas ao seu redor, o seu jeito firme e até sonhador é meio que o combustível da série, não só ela, mas a Coco o Reggie a Joelle, todos tinham uma faísca que deixava tudo na série muito excitante. A segunda temporada veio meio que para bagunçar os personagens e colocá-los em um ponto de amadurecimento pessoal que influenciaria muito na terceira temporada que é onde estamos agora. A série teve uma sacada muito interessante ao colocar nossos personagens não mais numa decisão de confronto onde eles querem lutar por uma voz é como se eles tivessem “aposentados”. Muita gente curte quando um filme ou uma série começa pelo final, vide How to get away with murder e aqui também tivemos algo parecido com Samantha e Laionel entrando para uma tal de ordem que pra mim é algo novo. O choque mesmo ficou por vermos Samantha não mais tão focada nas suas lutas socais e dispensando até uma petição.

Só que parece que todos os personagens entraram nessa vibe de redirecionar seus interesses, aparentemente a luta pela causa negra não é mais o foco para eles, é como se tudo a nossa volta fizesse com que eles apenas seguissem a maré. A série continua muito interativa e de uma forma sútil ela meio que quebra a terceira barreira, citando a sua terceira temporada e abordando outras séries como The Handmaid’s Tale e uma crítica para uma negra que agora gasta mais tempo em dramas de feminismo branco do que em suas próprias causas. Nada contra a Handmaid, muito pelo contrário, eu acho a série genial, mas o que Dear white people quer dizer, é que nada mudou.

A série é genial em mostrar a indiferença de seus personagens para com a causa que antes os movia porque isso nos incomoda, de fato eu achei esse episódio muito ruim porque eu não estava esperando por isso, eu queria vira  militância, a rebeldia e no fim eu vi o dia a dia, vi como as coisas de fato funcionam é isso que o episódio quer te mostrar que essa indiferença vista nos personagens é a que temos todos os dias quando transferimos nosso dever para os outros, eu vim esperando aprender uma lição com a série e percebi como estamos acomodados, como tudo isso reflete a gente e olha só, eu sou o único negro a escrever sobre a terceira temporada e estou nesse exato momento me perguntando qual a diferença de mim para com eles agora, nesse exato momento da série? O episódio chega ao fim nos dando todas as resposta com apenas uma frase: Não seja complacente. Foi isso que vimos o tempo todo.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Dam Souza

Baiano que tem caruru e vatapá no sangue, aquele que é o canto da cidade e só discute com quem entende de Inês Brasil.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries