Posts Populares

Especial – American Idol – As melhores apresentações da season 16

O Idol acabou, mas como esquecer essa season?

Sim, acabou faz pouco tempo e eu já estou morrendo de saudades! Acredito que muita gente, viu? Já que tivemos uma boa season, com muitos talentos e ótimas apresentações. Com tantas performances incríveis assim, não poderíamos deixar de fazer uma publicação especial para relembrar o que tivemos de melhor nessa temporada. Por isso, a nossa equipe resolveu fazer um ranking, listando as melhores apresentações da 16ª temporada, de acordo com a nossa opinião. Vamos começar, então? Pois a lista é grandinha e muito MARAVILHOSA!

[15º LUGAR] Gabby Barrett – “Last Name” by Carrie Underwood 

Na minha humilde opinião, esse hino de performance deveria estar lá em cima, mas, infelizmente, as votantes loucas desse ranking subestimaram esse hino de apresentação e só restou a mim dar meu jeito para colocar essa maravilha aqui. Motivo? Gabby dá um show de presença de palco e se entrega do jeito que a música pede. Adoro tudo nessa apresentação, tanto os vocais, quanto a forma como ela se movimenta e interage com os músicos e a platéia. Eu me senti num show de uma artista muito completa e não poderia deixar essa performance de fora!

Meu nível de amor por essa performance:

[14º LUGAR] Catie Turner Sings “Once Upon a Dream” from “Sleeping Beauty” 

Catie é uma das minhas favoritas da season e a razão é uma só: ela é única e sempre deixa as performances de um jeito que só ela consegue. Nessa apresentação ela estava bem mais contida, mas mesmo assim foi lindo ver a maneira única como ela conduziu a música. O sorriso no rosto, a delicadeza das notas e a forma sensível como ela cantou deixou tudo tão bonito e me deixou com a sensação de que eu estava em um verdadeiro musical.

Minha nível de amor por essa performance:

[13º LUGAR] Caleb Lee Hutchinson – “Stars In Alabama” by Jamey Johnson 

Caleb deixou a desejar em diversas apresentações, não por ir mal, mas por entregar sempre aquele famoso “arroz com feijão”. Porém, quando esse menino acertava, ele acertava MESMO! Essa apresentação é um exemplo disso. Eu consegui sentir sua conexão com a letra, dava para ver verdade nos belíssimos olhos dele, enquanto ele cantava para a mãe, que estava na platéia. Além disso, o timbre dele ficou tão bonito e puro, que eu só queria fechar meus olhos e ouvi-lo cantar por horas.  💜💛

Meu nível de amor por essa performance:

[12º LUGAR] Jurnee Sings “Never Enough” by  Lauren Allred

Lembro que eu lamentei muito por essa performance não ter sido completa, pois eu queria muito ter visto um pouquinho mais dela. A escolha foi perfeita pra Jurnee e ela entregou uma apresentação muito emocional, o que é algo essencial para essa música. Apesar de ter sido uma apresentação comentada e dos vocais não terem sido os melhores entregues por Jurnee na competição, acho justo a presença dela nesse top, principalmente pela conexão e verdade que ela apresentou enquanto cantava.

Meu nível de amor por essa performance:

[11º LUGAR] Jonny Brenns – “Somebody Else” by The 1975

[Redação do Enem escrita pelo Rick] 

Felizmente fui selecionado para falar sobre meu amorzinho dessa season, e estou muito contente de falar para vocês sobre uma das minhas performances favoritas da season. Com uma songchoice maravilhosa, Jonny fez um grande trabalho ao interpretar de forma genuína e singela essa música, colocando todas as suas vertentes indie/pop para o jogo e provando que não era só um rostinho bonito, já que ele nos proporcionou um belíssimo momento com sua voz e sua interpretação. Eu acho incrível a história por trás dessa apresentação, já que Jonny se entregou para mostrar ao seu pai que ele é capaz de viver da música e seguir seus sonhos. Dito isso, Brenns fez o seu melhor e conseguiu se destacar muito nessa rodada das Hollywood Week. Vale dizer, mais uma vez, que a escolha da música foi um grande acerto, e que somado ao estilo do Jonny fez tudo se encaixar perfeitamente. Fico triste em lembrar que ele poderia ter nos proporcionado ótimos momentos no programa, principalmente para mim que amo esse estilo mais indie… Em pouco tempo ele nos entregou músicas do Imagine Dragons, Panic! At The Disco, Vance Joy, OneRepublic e The 1975, olha que repertório incrível! Mas enfim, fico feliz de poder enaltecer Somebody Else, e aproveito para falar pra vocês darem uma olhada na versão de estúdio que o Jonny tem no Spotify, é maravilhosa! (divulguei).

Meu nível de amor por essa performance:

[10º LUGAR] Gabby Barrett & Sugarland – “Stay” by Sugarland 

[Texto escrito pelo Rick] 

Obviamente um dos melhores duetos da season não poderia ficar de fora dessa lista. Gabby depois de sua audition decolou, e em toda semana ela nos arrasava de uma forma diferente, com músicas voltadas para o country e para o soul. Então, Sugarland foi uma combinação mais que perfeita para fazer dueto com essa moça, já que elas conseguiram mesclar o melhor dos dois mundos em uma canção lindíssima. Eu fico maravilhado com as harmonias, além de ter sido uma interpretação muito singela por ambas as partes. Todos ficaram encantados, e com razão, ao ver Gabby mais uma vez se destacando e provando que ela tem sim muito potencial e que não é uma cópia de ninguém. Esse não é meu dueto favorito (Run To You te amo, Tati why me matastes assim?), mas definitivamente esse está no top dos melhores dessa season.

Meu nível de amor por essa performance:

[9º LUGAR] Maddie Poppe Sings “Nothing Compares 2 U” by Sinead O’Connor

[Texto escrito pela Luana] 

Na mesma semana que fui surpreendida por uma das performances mais bonitas e tocantes do Caleb, também fui presenteada com toda a classe e competência da Maddie ao tomar para si um dos maiores e mais arriscados desafios da rodada. Originalmente escrita para e gravada por Sinead O’Connor, “Nothing Compares 2 U” era o encaixe perfeito para Maddie. E ela fez questão de comprovar a teoria, já que na prática a mágica aconteceu de forma tão espontânea quanto respirar. Sentada ao piano e cantando cada nota com toda a doçura de um anjo, Maddie nos entregou mais uma de suas obras primas. E foi provavelmente aqui que seu status de frontrunner começou a tomar forma concreta, pois após esta semana todo o seu momentum só continuou a crescer exponencialmente e a coroa estava cada vez mais próxima!

Meu nível de amor por essa performance:

[8º LUGAR]  Cade Foehner – “All Along The Watchtower” by Jimi Hendrix

Cade foi o primeiro artista que eu senti vontade de torcer. Um roqueiro nato, cheio de star quality e dono de uma presença de palco incrível. Mas, infelizmente, com o tempo ele foi se perdendo e deixou de ser um dos meus favoritos. Mas, nada apaga o brilho de algumas apresentações maravilhosas feitas por ele. Me lembro de ficar enlouquecida com essa apresentação. Para mim, é uma performance bem completa para o estilo que ele representa, pois aqui tivemos ótima presença de palco, voz contagiante e o bichinho arrasou tocando guitarra. Foi uma construção muito bem feita, que mostrou toda intensidade da letra. Para mim, foi o melhor desempenho de Cade durante o programa e uma das apresentações mais completas da season. Ah, a voz dele estava maravilhosa também!

Meu nível de amor por essa performance:

[7º LUGAR] Caleb Lee Hutchinson – “When Doves Cry” by Prince 

[Texto escrito pela Luana] 

Caleb sempre foi, pra mim, um daqueles acts que você gosta de graça, sabe? E nem sempre eu o achava incrível, mas entre uma performance e outra, ele sempre encontrava uma forma de me ganhar de volta quando eu achava que estava indo, haha. “When Doves Cry” foi uma dessas performances que me ganharam 100%. No momento em que o loirinho country teve que sair de sua zona de conforto, foi quando ele mais provou que era merecedor de estar aqui. Ele transformou uma das baladas mais populares do lendário Prince em algo pessoal e característico de si. Num arranjo cheio de sinceridade e devoção, Caleb criou um momento mágico e me deixou arrepiada da cabeça aos pés com sua forma singela de ser, e principalmente, de se apresentar.

Meu nível de amor por essa performance:

[6º LUGAR] Michael J. Woodard – “Titanium” by David Guetta & Sia

Eu perdi a conta de quantas vezes ouvi Titanium em programas musicais, mas em pouquíssimas vezes alguém me envolveu tanto enquanto cantava essa canção, como Michael fez aqui. Foi uma forma tão única de apresentar uma letra forte, mas que se tornou um pouco batida nesse meio, que me deixou totalmente viciada nessa apresentação e eu a revejo sempre que posso. Nem vou me ater aos vocais (que foram ótimos, por sinal, eu amei aqueles melismas no último verso), pois isso não é o ponto forte dessa apresentação. O que marca essa performance é a interpretação maravilhosa que Michael deu à canção e a forma como ele genuinamente se conectou ao que estava cantando. Uma Titanium literalmente by “Michael J. Woodard”, algo dificílimo! Não somente pela letra, mas por ter conseguido ser original, mesmo depois de tantas outras ótimas releituras dessa música. Fico muito feliz que ela tenha aparecido aqui.

Meu nível de amor por essa performance:

[5º LUGAR] Ada Vox – “Creep” by Radiohead 

[Texto escrito pelo Rick] 

Com as expectativas altas para Ada a cada semana que se passava, esse foi o estouro para consagra-la de vez como uma das favoritas da season. Acertando na songchoice, ela cantou e interpretou magnificamente bem, começando suavemente na canção, e subindo no momento certo até chegar no ápice da música. Sua voz estava muito bem controlada, e ela conseguiu mostrar pela primeira e última vez na season seu lado mais contido. Eu amo vê-la em destaque, com esse vestidão vermelho, ela bem centrada no palco e a câmera ao seu redor, captando todas as faces de sua grandiosa voz. Essa não é minha versão favorita da música, mas podem ter certeza que é uma das melhores que eu já vi.

Meu nível de amor por essa performance:

[4º lugar] Maddie Poppe Sings “Don’t Ever Let Your Children Grow Up” – Original Song

Sabe quando o simples basta? Foi o caso dessa apresentação. Temos aqui apenas voz e violão, mas acompanhando de uma cantora incrível, que compôs uma música lindíssima como “Don’t Ever Let Your Children Grow Up” e soube dar à canção a interpretação necessária para nos fazer sentir cada palavra da música, de uma forma simples, mas genuína. Que paz eu senti com essa apresentação, viu? Eu já tinha me apaixonado por essa música quando Maddie cantou pela primeira vez, mas achei que toda evolução que ela apresentou no programa se fez visível aqui e tivemos uma interpretação mais sensível ainda. 💜💛

Meu nível de amor por essa performance:

[3º LUGAR] Catie Turner “21st Century Machine” – Original Song 

[Texto escrito pela Luana] 

Ai que saudades, foi aqui que conhecemos a esquisitamente doce Catie e é uma sensação tão boa rever essa performance! Foi aqui também que Catie com “C” e Katy com “K” se conectaram e deram início a uma relação muito gostosa no programa, que teve um gran finale sensacional com aquele dueto belíssimo de “Part of Me”. Com uma letra afiada e uma melodia sólida, Catie mostrou a todos os seu talento para compor logo de cara e impressionou os jurados. Bem assim, na premiere, já sabíamos que ela estava ali para ficar e a pinta de frontrunner era inegável. Acredito que não só eu, mas muitas pessoas morreram de amores por Catie bem ali naquele momento e mal podiam esperar para ouvir mais dessa menina tão peculiar e desavergonhadamente tão ela mesma! Por sorte ganhamos mais um montão de performances dessa princesa, mas ouso dizer que nenhuma delas ficou tão marcada em nós como “21th Century Machine”, um cartão de visitas de cair queixos, tanto para Catie Turner, quanto para a 16ª temporada do American Idol! Oh take me back to the start.

Meu nível de amor por essa performance:

Gabby Barrett – “How Come U Don’t Call Me Anymore” by Prince

QUE VONTADE DE ESCREVER ESSE TEXTO TODO EM CAIXA ALTA SÓ PRA REGISTRAR O TANTO QUE EU FICO EUFÓRICA COM ESSA PERFORMANCE! Gente, sério, eu amo essa apresentação com todas as minhas forças e ela foi primeira na minha lista, pois acho a apresentação mais completa da season e, sem dúvidas, é a que mais me envolveu em todos os sentidos. Os vocais da Gabby estavam maravilhosos nessa apresentação e ela interpretou a canção com uma maestria sem tamanho, que eu fico me perguntando até agora como essa menina resolveu participar de um reality só agora. A construção dessa performance foi excelente, adoro a serenidade que ela apresenta no começo da música, com direito a risadinha <3, e como tudo vai ficando mais intenso ao decorrer da música. E quando a gente pensa que não há mais pra onde ela ir, ela vai lá e solta aquela nota final maravilhosa, com direito há melismas maravilhosos. Uma interpretação digna de finalista e que mostrou todo o talento que essa garota possui.

Meu nível de amor por essa performance:

[1º LUGAR] Maddie Poppe – “Homeward Bound” by Simon & Garfunkel

Se os anjos realmente cantam, eu tenho certeza de que as vozes desses seres são como a de Amy Vachal, Sarah Simmons, Addison Agen ou, claro, Maddie Poppe. E se eu tinha alguma dúvida disso, eu perdi totalmente quando vi esta apresentação de Maddie, pois em nenhuma outra fase a voz dela me soou tão angelical e doce. Eu poderia assistir a essa performance por horas e não me cansar, pois foi algo pra tocar a alma e me fazer pensar na vida. Engraçado que o timbre e a forma como Maddie interpretou a canção caíram tão bem para a mensagem da letra, eu só conseguia pensar em “On a tour of one-night stands, my suitcase and guitar in hand and every stop is neatly planned, for a poet and one-man band”. Que presente foi essa apresentação da campeã da temporada!

Meu nível de amor por essa performance:

MENÇÕES HONROSAS

Menção honrosa com direito a vídeo, pois eu quero ter certeza de que vocês viram essa coisa maravilhosa de personalidades mais maravilhosas ainda. Já viu? Vê de novo aí, pois isso aqui transborda amor. <3
Ah, tem mais algumas apresentações que gostaríamos de mencionar.

Jurnee & Lea Michele – Run to You
Michelle Sussett & Luis Fonsi – I Can`t Make You Love Me
Gabby Barrett – Ain’t No Way
Ron Bultongez – Home
Mara Justine & Rachel Platten – Fight Song

Então é isso, pessoal! Espero que tenham curtido o nosso especial. Lembrando que essa lista é apenas opinativa e fiquem à vontade, para comentar sobre nosso ranking e listar as apresentações que vocês mais gostaram. Beijo, beijo! E nos vemos por aí. 🙂

gostou da matéria? deixe um comentário!

Tatiane Silva

Sou uma Social Media e Community Manager que ama tanto o que faz, que acaba fazendo isso quase que o tempo todo. Eu moro na internet, por isso acrescento doses diárias de cultura inútil e memes que é pra eu não me entendiar. Amo realities musicais, gasto horas em grupos de discussão e sou viciada em coisas que me fazem dar boas risadas e esquecer da minha conta bancária negativada.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu