FearTWD não é uma série ruim, me diverte bastante, não me sinto obrigado a assistir e muito menos acho os episódios cansativos, mas lhe faltam personagens que passam carisma, porque na série como um todo, a única personagem no meio dos protagonistas é a Alicia e peca muito em uma Madison e Travis muito preocupados com os filhos, não aprendendo a serem frios, então vamos ver o que rolou em mais um episódio.

As consequências da burrice da Madison em ligar o letreiro do Hotel trouxeram uma multidão querendo abrigos, porém eles não podiam fazer nada e nem deixar ninguém entrar, mas no meio dessa multidão veio o Travis. Contudo, precisávamos saber como Travis chegou ao hotel e porque estava sem o Chris, e voltamos alguns dias no tempo para nos mostrar como tudo prosseguiu depois que o Chris atirou no senhor, e deu para perceber que a reação do Travis não foi nada a que eu esperava, pois ele tratou tudo com naturalidade foi ajudar o James que havia tomado um tiro e conseguiu com uns primeiros socorros ajudar o jovem. Ao anoitecer o Travis continuou cuidando do James como um filho, mas claro que decidiu conversar com o filho para dar um sermão, mas o Chris está insuportável e decidiu nem ouvi o pai direito, desdenhando do mesmo.

Quando pensamos que o episódio seria todo sobre o Drama do Travis e Chris, volta a mostrar o Hotel, onde o Travis conseguiu adentrar ao hotel, só que a pergunta que todos faziam era onde estava o seu filho e ele disse para a Madison que “ não teve escolha”, nos deixando muito curioso. Quando voltou a mostrar os acontecimentos, vimos que eles já planejavam a mudar, porque tinha acabado toda a comida, pois eles não economizaram, só que o James não estava nem um pouco pronto para viajar, mesmo dizendo que estava para não magoar o Brandon, e foi dito e feito, assim que começaram a rodar de carro, o menino começa a passar mal e tiveram que parar a viagem, rumo a San Diego, onde já sabemos que está destruída, mas o babaca do Chris jamais vai assumir isso.

O Travis ouviu que os meninos pretendiam matar o James e foi logo interferindo, até mesmo pegando a arma do Chris para assustar o Brandon, só que nada foi útil, e ele foi defender seu mais novo “amigo” e disse para ele, que seus amigos pretendiam o mata-lo, só que ele entendeu a situação, por ser um peso morto e fiquei bem triste com isso. Chris, então decide ir conversar com o pai para amenizar as coisas, mas tudo não passava de uma armação para ele render o pai e logo em seguida os “amigos” dele entrarem e consequentemente assassinar o James, deixando o Travis bem triste e chocado com tudo isso. Para piorar ainda mais a situação do Travis, o Chris depois disso tudo, preferiu ficar com os amigos e se afastar do pai, começando uma nova jornada com esses parceiros, que tinha acabado de conhecer.

439136

Depois de contar para a sua esposa toda sua história, o Travis começou a dizer dos seus arrependimentos com o seu filho e isso é de partir o coração, mas infelizmente o Chris não tem mais volta e minha torcida pela morte dele só aumenta, mesmo odiando o Travis também. Depois de ver um pouco sobre a relação do Travis com o Chris a Madison foi até a Alicia para redimir os seus erros, mas antes vimos que até Enfermeira a alicia virou, pois estava analisando as pessoas que eles foram obrigados a deixarem a entrar no hotel, para saberem que estavam infectados ou não. Ao encontrar a filha, a Madison decide contar a verdade da morte do pai dela, que não havia tido um acidente, mas sim um suicídio e que a preservou por causa do Nick, mas mesmo ela explicando, não conseguir crê na desculpa.  E no fim para a tour ficar mais completa chega uma turma na porta do hotel, onde tinha o Brandon como destaque e fiquei ansioso.

439018

Esse episódio tinha tudo para ser um baita episódio, mas houve falhas, achei o Travis impotente demais, pois ele devia ter matado alguém, não ficar sempre vendo esse filho dele dessa forma, porque já deu para perceber que ele não tem salvação nenhuma. E última coisa pelo amor de Deus, nunca mais façam um episódio focado no Travis/Chris, pois são os personagens mais antipáticos e dão preguiça demais.

Então é isso, um forte abraço e até mais.

 

Phelipe
Phelipe

Estudante de Direito, Cruzeirense, polêmico quando deve ser, mas bem passivo às vezes, além de confuso, autêntico. Começou o seu amor por série com Prision Break e depois disso virou vício.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: