Posts Populares

Fear the Walking Dead – S06E01/02/03/04 – Será que vem aí?

Um começo surpreendentemente bom

Fear the Walking Dead desde sua estreia alternou altos e baixos e na quinta temporada não foi diferente, a primeira metade da temporada até que foi interessante e o mid season finale foi bem bom, no entanto, o retorno para o restante da temporada foi bem abaixo do esperado e confesso que cada episódio era um sofrimento, inclusive tive que acelerar algumas partes e constantemente me policiar para não pegar no sono.

Eis que tivemos a estreia da sexta temporada e as minhas expectativas estavam lá embaixo, mas aí que fui surpreendido, a estreia foi realmente boa! Um dos melhores episódios de toda a série e que me fez gostar do Morgan!

Quando eu vi o trailer eu fiquei meio com um pé atrás, com medo de que fossemos ter mais um episódio arrastado em que Morgan semimorto iria ressurgir das cinzas, para ser sincero tivemos um episódio em que Morgan semimorto ressurgiu das cinzas, mas não foi arrastado e o resultado final foi bem agradável.

O segundo episódio manteve o bom nível do anterior, ficamos inteirados mais um pouco da forma como Ginny governa as suas comunidades, todos aqueles que não se adequam as regras são mandados para uma fábrica de melaço dominada por walkers onde existe uma arma secreta que Ginny quer recuperar.

Dessa vez acompanhamos Strand e Alicia, encontramos Charlie e somos introduzidos a Janis (não lembrava dela) e a irmã mais nova de Ginny, Dakota. Essa última aparentemente desempenhará o papel do parente do vilão que na verdade não compactua com a forma como o vilão governa.

Toda a sequência na fábrica foi muito bem executada e eu fiquei na ponta da cadeira acompanhando o plano de Strand, por fim eles venceram todos os walkers e fomos surpreendidos que a arma secreta que Ginny buscava não era um objeto e sim a liderança de Strand para construir um novo exército, será que as comunidades de Ginny tem um grande inimigo?

Ainda nesse segundo episódio temos um vislumbre de Daniel, o maior sobrevivente de Fear the Walking Dead, aparentemente, dessa vez não sobreviveu sem sequelas, em uma briga por Squidmark acaba apanhando e perdendo a memória. Felizmente, no final descobrimos que é tudo uma encenação de Daniel e que ele está mais que pronto para ajudar Morgan a destronar Ginny.

O terceiro episódio manteve o ritmo acelerado dos anteriores, dessa vez acompanhamos Al e Dwight, ambos trabalhando para Ginny como investigadores, sua missão é simples encontrar comunidades/abrigos que não resistiram e entender o porquê de eles terem sucumbido.

Esse episódio confirmou a tendência de que ao menos nessa primeira metade vamos acompanhar pequenos grupos dos sobreviventes por vez, primeiro Morgan, depois Strand, Alicia, Charlie e Daniel e dessa vez Al e Dwight.

Motivados por uma comunicação de Isabelle, a soldado misteriosa do helicóptero com quem Al se envolve na quinta temporada, que ambos interceptam uma noite, Al e Dwight decidem se deslocar até um prédio que serve de base de apoio para a organização que Isabelle faz parte para que as duas possam se reencontrar.

Ao entrarem no prédio eles descobrem que os sobreviventes que não fazem parte da organização de Isabelle e que estão contaminados com peste bubônica, temos algumas boas sequências quando Al e Dwight tentam chegar ao telhado e no final Al acaba por escolher Dwight ao invés de Isabelle, alertando-a que o prédio está infestado com peste bubônica.

Além de encontrar uma caixa com antibióticos deixada pela organização de Isabelle, o que salvou todos os sobreviventes, temos uma segunda surpresa no final do episódio. Finalmente Dwight se reencontra com Sherry, encerrando um arco que se arrastava desde a introdução do personagem na série.

Por fim o quarto episódio adotou um ritmo mais lento e escuro e teve como protagonista John Dorie, o cowboy parece ter se balançado pela ideia de civilização de Ginny e planeja viver lá com sua amada June.

Tudo começa a mudar quando um walker é encontrado preso em uma cerca, tratava-se de um patrulheiro de Ginny chamado Cameron. Todos pensam que o rapaz somente foi descuidado, mas John utiliza seus instintos de investigador e percebe que o rapaz na verdade foi assassinado antes de ser atacado pelos walkers.

As suspeitas recaem sobre Janis, que tentava escapar da cidade durante o funeral, ela admite para Dorie que ela e Cameron tinham um caso e planejavam fugir juntos. Com um pouco mais de investigação Dorie descobre que o rapaz foi degolado e alguém estava tentando proteger o verdadeiro assassino.

Por fim Janis acaba sendo executada pelo assassinato de Cameron apesar dos esforços de Dorie para inocentá-la, apesar de ser condecorado por Ginny e premiado com a volta de June, algo dentro de Dorie mudou e acredito que ele será peça importante na queda de Ginny.

Foram quatro episódios excelentes em que a história avançou bastante, vimos um pouco da maior parte de nossos heróis, ainda que a localização de alguns ainda permaneça um mistério. Espero que a temporada consiga manter o bom nível que tem apresentado e desenvolver bem a trama que é apresentada.

Minhas expectativas para os próximos episódios é que Morgan consiga aos poucos reuni-los, além de termos mais explicações acerca daquela chave que Morgan está usando pendurada no pescoço. E vocês estão gostando da temporada? Me conta aí embaixo. Até a próxima!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Felipe Tanabe

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries