Posts Populares

Fear the Walking Dead – S06E05/06/07– Não Veio

Depois de um ótimo começo, a série perde força

Quando Fear the Walking Dead retornou eu não botei muita fé, apesar da série ter tido bons momentos em temporadas passadas, a quinta temporada terminou com um gosto meio amargo e a série apresentava sinais de estar se arrastando sem ter muita certeza de onde buscava chegar.

É certo que a introdução de Ginny e suas comunidades trouxe uma enorme gama de possibilidades para a série, no entanto, a série não conseguiu aproveitar totalmente esse potencial, desperdiçando bons momentos.

Logo após aquele episódio visceral focado em John Dorie, a expectativa era de que a série, ao menos, mantivesse o ritmo da narrativa, tratando dos personagens que ainda não apareceram. Não foi o que aconteceu.

O quinto episódio, Honey, seguiu Dwight e Sherry. O casal finalmente se reencontrou e pode finalmente ficar junto, o grande problema é que, mais uma vez, a série escolheu um caminho desnecessariamente mais complicado.

Poderia ter dado certo, como uma forma deixar os personagens mais complexos, o problema é que os dois personagens são extremamente complexos, tudo que eles passaram com o Negan já fez com que ambos se tornassem assim.

No final o tiro saiu pela culatra, o episódio foi extremamente arrastado e tedioso, sem alcançar um décimo do efeito desejado e, ainda por cima, fez com que os dois seguissem novamente caminhos distintos. Péssima escolha de roteiro.

 

O sexto episódio, Bury Her Next to Jasper’s Leg, teve a chance de mudar a maré e voltar a apresentar um bom episódio, mas morreu na praia.

Ainda que no geral o episódio tenha sido ruim, tivemos um pequeno lampejo com Dorie. O cowboy chegou ao seu limite e decidiu abandonar as comunidades de Ginny e recomeçar em algum lugar bem longe dela, chegando a convidar June para ir com ele.

E é aí que estão os problemas do episódio, o que estragou ele para mim foram as escolhas de June. Veja bem, todos os problemas da série envolvem Ginny em algum grau, quando June teve a oportunidade de se livrar dela, ainda por cima de uma forma que ninguém a culparia por isso, ela decidiu fazer um acordo sem sentido e ainda por cima comprometeu Dorie quando não só não o acompanhou, como também manteve Ginny viva.

Para afundar um pouco mais a série veio o sétimo episódio, Damage From the Inside, por causa da escolha estúpida de June Ginny está viva, mas está debilitada. O momento certo para que Strand e Alicia se juntem para destroná-la, mas nada acontece.

Morgan tem seus próprios planos, que conflitam com os planos de Alicia e que conflitam com os Planos de Strand, esse caos criado pelo roteiro faz mais para tornar a série cansativa e desinteressante do que a fortalecer, a máxima “menos é mais” nunca fez tanto sentido como agora.

Esse sétimo episódio foi uma mistura de plots repetidos com uma pitada de motivações fracas e questionáveis, tudo que os quatro primeiros episódios elevaram a série esses três últimos derrubaram, estamos oficialmente no fundo do poço.

Assim chegamos no mid season finale, antecipado por causa da pandemia. Como eu disse na review anterior, a série sempre sofreu com seus altos e baixos, nesse momento estamos em um período de baixa, sem muito brilho, mas se pararmos para analisar também estávamos assim no final da quinta temporada e isso não impediu o início espetacular dessa temporada.

Se a série voltar a aquele ritmo dos quatro primeiros episódios, pode ser que voltemos a ter uma temporada, no mínimo, satisfatória. Honestamente eu não crio mais expectativas com Fear the Walking Dead, sabemos que a história pode render muito, mas o que temos visto nas últimas temporadas é decepção atrás de decepção.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Felipe Tanabe

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries