Após uma sequência de episódios eletrizantes, tivemos um pouco de foco em dois protagonistas de Gotham.

Com os últimos episódios focados no vilão de gelo e os ganchos sobre os planos de Dr. Strange, tivemos muita ação e ótimos plots. Nesse episódio, no entanto, o foco saiu um pouco de Gotham e os holofotes pararam em Bruce, na sua busca por vingança, e em Pinguim, na sua reabilitação. Apesar da pouca ação do episódio, foi interessante observar como a personalidade de alguns personagens marcantes é construída. Vamos por partes.

Pinguim continua em Arkham sendo “tratado” por Peabody e Dr. Hugo Strange. Os dois observam o comportamento do vilão e não veem sinais de violência ou agressividade. Durante uma entrevista com o médico do hospício, vemos um Pinguim diferente. Aqui fiquei na dúvida se ele estaria fingindo ou não, pois sabemos o quão dissimulado ele pode ser. Dr. Strange também coloca Pinguim em alguns testes e observa seu comportamento. Com aparente sucesso, o médico decide libertar Pinguim de Arkham, uma vez que ele havia sido “curado”. Questionado por Peabody, Hugo afirma que faz parte de um plano, tão obscuro que nem sua ajudante pode saber. Com certeza algo a ver com o corpo de Theo Galavan, que está no interior de Indian Hill.

Untitled 2

Enquanto isso, Bruce seguia com seu plano de fazer justiça. Ele consegue a arma de Selina e se diz pronto pra usá-la. Mas bem sabemos que ainda não é o momento. Em conversa com Alfred, eles decidem ir atrás de uma pista do paradeiro de Malone, e acabam num clube de luta, onde um ex-comparsa de Malone está. Cupcake diz que só vai liberar a informação, se Alfred ganhar dele em uma luta. Aqui vemos uma aula do mordomo para Bruce. Uma cena muito bem feita e ótima para os personagens.

Untitled 3

Com Alfred no hospital e outra pista sobre Malone, Bruce decide fazer a jornada sozinho. Ele encontra e conhece Jeri, uma cantora em um bar de rock de Gotham. Aliás, este bar mostra um pouco do legado de Jerome, com uma insanidade e imagens dele passando no telão. Interessante que a série não esqueceu o personagem. Após uma conversa sincera com Jeri, Bruce acaba arrancando a localização de Malone e sai atrás do assassino. Antes, no entanto, ele encontra Jim, que havia sido alertado por Alfred do seu sumiço.

Untitled 4

Bruce então encontra Malone e ficam cara-a-cara. Um momento mais do que aguardado pra série. Bruce faz algumas perguntas, procura conhecer o assassino e entender o que aconteceu. Com a arma apontada pra cara de Malone, Bruce acaba por compreender que ele é apenas um coitado e não um monstro, como ele havia pensado. Ele larga a arma ali mesmo e vai embora, encontrando Jim que viera a seu encontro após interrogar Jeri. Malone decide tirar sua própria vida, o que já era esperado, deixando uma interrogação para o caso da morte dos Wayne.

Por falar em interrogação, Lee sente falta de Kristen Kringle e decide falar com Jim, que vai atrás de Nygma. O vilão em potencial começa a ficar paranoico com o detetive, o que abre precedentes pro surgimento do Charada. Se o episódio termina com Pinguim livre de Arkham, Bruce também busca se livrar de sua mansão, e decide ir morar nas ruas com Selina, pra aprender um pouco de onde surge o crime e as motivações dos criminosos. Como disse, um passo grande pra moldar a personalidade do nosso futuro Batman.

Untitled 5

Gerson Elesbão
Gerson Elesbão

Nem tão complicado demais, mas nem tão simples assim: quebra-galho, colunista e seriador. Dificilmente atualiza o Banco de Séries, mas adora gongar as séries amadas pelo público. @gersonelesbao
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: