As peças estão se encaixando, já diria O Filósofo.

Gotham fez uma pausa nesta semana, e por conta disso a review acabou atrasando um pouco. Porém, neste episódio cheio de esclarecimentos, temos um pouco de luz para Bruce e Jim, que seguem um caminho sem volta e terão que lidar com as consequências.

Jim decide seguir por um caminho, enquanto Bruce vai por outro. O ex-detetive resolve ir atrás da Dama, a mulher que esteve por trás da contratação de Malone para a morte dos Wayne. Para isso, Gordon acaba contando com a ajuda de Barbara, que está decidida a voltar para a vida de seu ex-noivo. Após espancar alguns capangas, Jim descobre que a Dama está no clube Artemis, um clube para mulheres do crime, eu diria assim. Ele tenta entrar, mas é impedido. Barbara aparece e dá conta do recado, interagindo e conquistando a confiança e atenção da Dama. Sem confiança em Barbara, Gordon invade o clube, mas acaba pego e amarrado. Barbara e a Dama o interrogam e a loirinha consegue fazer com que a assassina libere o nome (ou melhor, o apelido) de quem contratou a morte dos Wayne: O Filósofo. Com a informação, Barbara derruba a Dama e outra capanga e libera Jim, que não parece tão agradecido quanto deveria.

Untitled 2

Enquanto isso, Bruce descobre algo sobre uma “Fazenda Pinewood” e uma mulher chamada Karen Jennings, conseguindo um endereço que o levará até ela para algumas perguntas. De cara descobrimos que Karen foi um experimento do Dr. Hugo Strange, e isso fica claro quando Alfred e Bruce chegam até sua casa. Karen possui uma garra no lugar das mãos, criada por Dr. Strange, em uma promessa de melhoria de vida, após tirá-la da cadeia por ter matado o próprio pai, que a espancava. Karen diz que “Fazenda Pinewood” era o nome do projeto onde ela estava e que o Thomas Wayne sabia da existência, mas achou errado o que faziam e decidiu fechar o projeto, uma vez que muitos morriam. Karen leva-os à antiga sede do experimento, que está abandonada. Logo, Bruce descobre que ela já sabia que estava abandonada e não queria que ele soubesse mais dos projetos da empresa Wayne, de forma a proteger o menino. Karen, Bruce e Alfred acabam presos e Jim vai atrás para liberá-los.

Com Bruce e Alfred liberados, Gordon conta o que descobriu e os três bolam um plano para salvar Karen e descobrir quem é o Filósofo. A missão resgate vai dando certo, inclusive com direito a confissões de adoração de Karen pelo pai de Bruce, por ele trata-la tão bem, até que um vilão mandado por Dr. Strange aparece. Mr. Freeze (Sr. Frio), em sua melhor forma, aparece e mata Karen Jennings, para infelicidade de Bruce.

Untitled 3

O episódio ainda mostra Barbara procurando consolo em Tabitha, além do Sr. Fox trazer finalmente a informação de que o Filósofo é nada mais nada menos que Hugo Strange, que seria um amigo pessoal dos Wayne. O episódio termina com Theo Galavan ressuscitando e Dr. Strange e Peabody comemorando. Parece que teremos Azrael na série sim!

Azrael são guerreiros treinados pela Ordem de São Dumas, que têm o objetivo de “fazer a vontade de Deus”, em outras palavras: matar quem a Ordem quer. Nos quadrinhos, o Azrael mais conhecido é Jean-Paul Valley, que tentou tornar-se o novo Batman após Bane ter acabado com a raça de Bruce (isso anos mais tarde do que na série que estamos vendo). No entanto, tudo dá errado, pois Jean-Paul mata muito mais do que deveria. Na série, fica a dúvida pro próximo episódio: ou Theo é o próprio Azrael, o primeiro de todos, ou ele só gritou a primeira palavra que veio à mente após ressuscitar dos mortos. Eu fico com a primeira opção:

Untitled 4

Venha ser um Paneleiro! Clique AQUI pra saber participar da nossa seleção. Vocês terão até o dia 12/06. Aguardamos vocês!

Gerson Elesbão
Gerson Elesbão

Nem tão complicado demais, mas nem tão simples assim: quebra-galho, colunista e seriador. Dificilmente atualiza o Banco de Séries, mas adora gongar as séries amadas pelo público. @gersonelesbao
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: