Posts Populares

Grey’s Anatomy – S11E11 – All I Could Do Was Cry

“Então, dizemos, ‘Sentimos muito por sua perda e esperamos que isso ofereça algo. Algum apoio, um pouco de paz, um pouco de encerramento, algo bom, um pequeno pedaço de beleza no meio de algum lugar escuro. Um presente inesperado exatamente quando ele é mais necessário”.

Que episodio maravilhoso. Quem teve oportunidade de ver a promo, esse seria o episodio para mostrar o porquê de amarmos o show, e olha, Shonda promete, Shonda cumpre.

Nos primeiros minutos eu fiquei um pouco perdida e tava achando um pouco aleatório por caso dos casos da semana, mas no momento que falaram que a mulher estava grávida, foi quando eu finalmente acordei e comecei a prestar a atenção merecida.

3 A trama em si girou em torno do casal Japril que foram sensacionais. Com a grave doença do bebê a melhor forma seria induzir logo o parto para acabar logo com qualquer sofrimento e evitar qualquer coisa futura. Assim como eles, acabamos entrando na discussão moral de porque Deus permitiria tal atrocidade, mas infelizmente se trata de uma coisa real que muitas têm que enfrentar no dia a dia e mesmo April com todas suas crenças, em casos como esse não existe milagre ou intervenção divina que resolva. Mas foi linda ver Jackson na capela pedindo que “Deus apareça” para April.

Outra coisa linda do episodio que vale ressaltar é todos indo até a capela acender uma vela pelo bebê sendo mais uma forma de mostrar como todos é uma família e estão ali quando precisarem.

1

Sobre os casos da semana, aquela história do marido atirando na mulher sem querer teve uma sensação de deja vu, parecendo já ter visto aquilo antes e tive a impressão que ela não iria sobreviver. Mas foi emocionante como foi dado continuação ainda mais com o twist de ela estar de nove meses grávida sem saber e sendo considerado mentira, pois vários médicos teriam dito ser impossível de ela engravidar. E a reação do pai foi super fofa.

Outro caso foi o rapaz cego por causa de seu tumor dando continuidade ao arco da Dra Hermann e achei merecido a dura que Amelinha deu em Steph.

E ainda teve a interna avulsa que descobrimos ser mulher de um falecido paciente que estava rondando aleatoriamente pelo hospital e serviu de escada para April decidir o que fazer.

2

Meredith que vinha sendo rainha dos últimos episódios ficou um pouco apagada essa semana com sua viagem para ver Derek em DC e adorei como Maggie se dispôs a ficar com as crianças e quero ver mais sobre essa aproximação, afinal elas são irmãs.

E como o milagre não veio, tivemos que nos contentar somente com aquela cena maravilhosa que seguiu sendo o parto de April e o nascimento de Samuel Norbert Avery. Não tem como imaginar a barra de alguém de ter que passar por isso e no final foi linda a maneira como eles amaram esse bebê. Mas sabemos que ainda poderão ter muitos filhos.

Ps01: RIP Private Practive e o bebê da Amelia que viveu 43 minutos </3

Ps02: Adorei mamãe Avery e todo seu apoio, mas não aguento ela com Richard.

Ps03: Foi engraçado como a emergência não é a mesma sem a April.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Mariana Dias Gomes

Mineira e leonina com personalidade forte mas do coração bão apesar da ironia. Futura engenheira, bebe vodkinha no happy hour e come muita gordice pra acompanhar!! Nas horas vagas tenta colocar as mais de 80 séries em dia e ainda comentar algumas!!!

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries