Posts Populares

Grey’s Anatomy – S15E21 – The Good Shepherd

Com uma família assim, quem é que precisa de inimigos?

Quem tem famílias complicadas (para dizer o mínimo) vai se identificar com esse episódio aqui. A família Shepherd nunca foi muito bem explorada em Grey’s Anatomy (talvez tenha sido um pouco mais em Private Practice, mas nem todo mundo assistiu esse spin-off), mas pudemos ver que a distância que Derek e Amelia queriam de suas irmãs e também de sua mãe é totalmente justificada. Principalmente em relação às irmãs. Que tipo de pessoa é convidada para o casamento da própria irmã/filha, não comparece alegando que “não sabia se o casamento aconteceria mesmo” e ainda coloca a culpa na própria pessoa?

Poucas vezes na ficção me lembro de ter visto pessoas tão obviamente tóxicas. Nancy e Kathleen são pessoas absolutamente horríveis, sem nenhum eufemismo. Elas não conhecem mais Amelia há anos, mas nunca se interessaram em conhecer quem ela se tornou depois que superou seus vícios e se tornou uma das melhores neurocirurgiãs de todo o mundo, e jogam a culpa do afastamento somente na irmã, sendo que absolutamente ninguém gostaria de ter seus piores momentos causados por uma doença jogados em sua cara toda vez que encontra seus parentes. Amelia é uma sobrevivente, e merece tudo de melhor que o mundo tem a oferecer.

Sobre Amelia e Link: sou só eu, ou realmente parece que a série está encaminhando esse casal para que eles vivam “felizes para sempre”? Tudo indica, considerando o episódio passado, que Teddy e Owen ficarão juntos, e Link tem uma compreensão de Amelia que poucas pessoas tiveram até hoje. Fora que ele é bizarramente bonito, gentil, compreensivo, engraçado, prestativo… Enfim. Tudo que a Amelia merece. E, ao contrário do Owen, está emocionalmente disponível para ela, agora que ela parece estar aprendendo que é, sim, digna de amor e de todas as coisas boas do mundo.

As irmãs Shepherd não se redimiram, mas a mãe, Carolyn, chegou muito próxima disso. Toda aquela história sobre como Amelia, desde criança, estava acostumada a cair de bicicleta e se levantar mais forte que antes, não porque ela não se importava de cair, e sim porque ela não tinha medo, o que a fazia a mais parecida com o seu pai de todos os seus irmãos, foi uma das melhores coisas deste episódio. Amelia é com certeza uma das personagens que tiveram as melhores evoluções ao longo de todos esses anos. Desde a retirada do tumor ela se tornou uma pessoa muito melhor, e a cada episódio parece que ela se encontra mais enquanto profissional e também como ser humano. É muito bonito de se ver.

Fiquem abaixo com o promo do próximo episódio, em que Jo finalmente vai voltar ao trabalho e terá que lidar com seu trauma e as consequências das suas ações:

gostou da matéria? deixe um comentário!

Isabella Oliveira

Poderia estar matando ou roubando, mas provavelmente levaria pouquíssimo jeito para a coisa, daí eu faço Direito. @brockhxmptxn no Twitter.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries