Posts Populares

Grey’s Anatomy – S15E24 – Drawn to the Blood

Jo finalmente está pronta para falar sobre o que aconteceu.

Este não foi dos episódios mais interessantes, até que o final veio e quebrou as nossas pernas. A preparação para a season finale trouxe alguns clichês e coisas que já aconteceram antes: por exemplo, o clássico “ficar preso no elevador” já aconteceu diversas vezes antes (quando o George teve que operar o paciente dentro do elevador na segunda temporada, e recentemente quando várias pessoas ficam presas no elevador, mas todos conseguem sair exceto um trabalhador do hospital que tem as pernas esmagadas quando o elevador desce, etc.), e também não foi a primeira vez que pessoas ficam presas dentro da câmara hiperbárica (lembram? No começo desta mesma temporada o Jackson fez uma tentativa desesperada de salvar uma paciente fazendo cirurgia nela dentro da câmara hiperbárica, o que foi especialmente difícil porque não se pode usar eletricidade lá dentro e, no final, a paciente morreu do mesmo jeito). Difícil não repetir alguns pontos da história em quinze temporadas de série, né? Sigamos.

Talvez a próxima questão mais importante deste episódio tenha sido a Meredith finalmente ter conseguido fazer a Jo se abrir, o que é imprescindível pra que ela possa conseguir ajuda para este quadro depressivo antes que tudo fique pior e uma desgraça aconteça. Foi uma cena extremamente forte, porque ninguém está realmente preparado pra ouvir “você sabe como é saber que sua mãe foi estuprada pelo seu pai? Saber que você anda com a face do estuprador dela por aí?”. E ela está certa, a Mer não sabe como é, e (espero) nenhum de nós sabe, tampouco.

Depois que Jo aceita ajuda e Meredith a leva para o hospital, ficamos sabendo que o pior aconteceu (como já era esperado!), e que descobriram que a Mer cometeu fraude contra seguros para custear o tratamento da menininha imigrante do episódio passado. Só desgraças acontecendo. Então, Mer entra na câmara hiperbárica enquanto Alex está desesperadamente tentando salvar Gus, o menino do sangue raro, já que a Frances, a doadora, é MUITO agorafóbica e ainda não conseguiu chegar ao hospital (significado: “agorafobia é um transtorno de ansiedade que muitas vezes se desenvolve após um ou mais ataques de pânico. Os sintomas incluem medo e evitar lugares e situações que possam causar sensação de pânico, aprisionamento, impotência ou constrangimento”). Ou seja, ela quase não consegue sair de casa, e ter viajado do Reino Unido para os EUA para a doação já foi quase um milagre. Mas, depois que o acompanhante religioso dela é levado para questionamento pelas autoridades (o que provavelmente deriva das políticas racistas e xenófobas do Donald Trump), ela entra cada vez mais em pânico e quase não consegue sair do avião.

É claro que a maioria de nós ficou bastante descontente (para usar uma palavra leve), porque o que está em jogo é a vida de uma criança e a mulher não queria sair do avião, sabe? Então foi necessária bastante empatia para entender que, tendo crescido com esse tipo de condição médica (o sangue super raro), a Frances deve ter aprendido desde muito nova que, se ela se machucasse feio ou ficasse muito doente, a ponto de precisar de cirurgias ou doações de sangue, ela muito provavelmente morreria já que não haveria quem pudesse doar. E esta é exatamente a situação do Gus. Logo, o pavor intenso dela de fazer literalmente qualquer coisa é bastante compreensível. Enfim: o que importa é que, no final, ela finalmente conseguiu deixar Owen carregá-la até o carro, mas É CLARO que logo depois eles se envolvem num engavetamento de carros e quase morrem. É claro. Grey’s Anatomy, senhoras e senhores.

E sobre o final chocante: DeLuca querendo literalmente ir pra cadeia pra evitar que a Meredith vá. ??????????????. Evidentemente foi um momento emocionante e romântico já que o Andrew disse que amava a Mer (e que ela provavelmente sente o mesmo, por mais estranho que seja) e agora está disposto a se sacrificar por ela, mas já parece claro que a Mer jamais vai deixar que isso aconteça. É da CADEIA que estamos falando. Ficar confinado com criminosos por, possivelmente, ANOS, por algo que o DeLuca pode não ter impedido, mas que ele certamente não foi o responsável principal. Fora o fato de que ele vai perder a possibilidade de praticar medicina pelo resto da vida. O sistema de saúde americano é justo? Não. Meredith estava tentando “combater uma injustiça”? Sim. Mas havia outras maneiras de conseguir o mesmo efeito. Ela tem muito dinheiro, assim como o Andrew, assim como o Webber, com certeza a Catherine, entre outros. Eles poderiam custear o tratamento da menina imigrante de mil formas, mas ela escolheu cometer fraude e se alguém tiver que pagar por isso, não pode ser o DeLuca.

Vamos aguardar o que acontecerá na Season Finale, torcendo para que as coisas se resolvam de uma maneira ou de outra! Maggie e Jackson foram acampar e tudo deu errado, Teddy está prestes a ter seu bebê e se declarar para Owen… [Roberto Carlos’ voice] SÃO TANTAS EMOÇÕES!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Isabella Oliveira

Poderia estar matando ou roubando, mas provavelmente levaria pouquíssimo jeito para a coisa, daí eu faço Direito. @brockhxmptxn no Twitter.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries