Posts Populares

Grey’s Anatomy – S16E09- Let´s All Go to the Bar

Vamos pegar a única coisa boa atualmente e TACAR NO LIXO

No episódio passado, que vocês podem conferir aqui, Greys Anatomy apresentou um dos melhores episódios da série, era impossível não ficar animado com esse espécie de recomeço que o nono episódio traria, mas o balde água fria veio congelando. Reciclarem Amélia e Owen é um dos maiores erros da história dessa série, esses escritores devem comer merda para acharem plausível acabarem com April e Jackson, mas insistirem no Owen. O relacionamento Amelia e Link vinha carregando essa temporada nas costas, era impossível não se apaixonar pelos dois tentando se ajustar a vida de pais, por isso chega a ser exaustivo largar tudo isso para ter um drama de mais um filho do Owen. É errado de tantas maneiras e de novo voltamos para décima quinta temporada no quadrilátero amoroso Owen, Amélia, Teddy e Koracick, pois o último resolveu investir mais uma vez na Teddy, colocar essa história de novo só irá afastar a audiência, até porque não tem um fã que queira alguém presa ao Owen.

E pelo visto, repetir tramas da temporada passada será algo comum, já que de novo teremos Meredith presa em um triângulo amoroso, só trocaram o Link pelo novo chefe de pediatria, Cormac Hayes. O médico foi enviado pela Cristina e sem dúvidas haverá um envolvimento com a Grey, esse jogo de rixa para depois se tornar algo amoroso já foi usado na Addison e o Karev, mais uma vez comprovando que Greys Anatomy deveria acabar, não tem mais história, é preciso repetir.

Bebês foi praticamente o tema desse episódio, Jo ficar com o bebê já era previsível, mas eu achei o motivo da personagem plausível e realmente é difícil de simpatizar com pessoas que largam bebês por aí, ainda mais nos EUA onde há clinicas de aborto gratuitas, a série romantizar e até defender em certas partes soou um pouco problemático para mim. Infelizmente tivemos um bebê indo embora, acredito ser imensurável a dor de um pai quando perde um filho, mesmo não tendo chegado a conhecê-lo, as atuações de Chandra Wilson e Jason Winston foram perfeitas, realmente eram pais de luto.

Surpreendendo a todos, a melhor parte desse episódio foi da Maggie, talvez seja pela a entrega da Kelly McCreary, pois era só a personagem aparecer que eu começava a chorar. Todo o seu medo e insegurança são justos, ainda mais sendo um paciente com o mesmo problema de sua prima, era possível sentir a ansiedade que Maggie exalava na cirurgia e seu descontrole ao ver que não estava dando certo foi doloroso de assistir e imaginar a personagem vendo seu maior pesadelo de novo. O pedido de demissão foi sem dúvidas precipitado, ela perdeu o controle em duas situações de extrema importância, a desistência vem como afirmação para mesma que ela tem controle de algo.

Greys Anatomy retorna dia 29 de janeiro e o cliffhanger foi um acidente no bar, dentro dele de importante há a Helm, Nico, Glasses, Ben e o Jackson, ansiosos?

gostou da matéria? deixe um comentário!

Ives Gonçalves

Um carioca estudante de direito querendo se formar, viciado em x factor´s do mundo e que ama uma praia

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries