Posts Populares

Grey’s Anatomy – S16E16/17 – Leave a Light On/Life on Mars?

O último que sair apaga a luz.

No primeiro dos episódios que vamos relembrar hoje, finalmente descobrimos o que aconteceu com Alex, e a razão para ele ter abandonado Seattle, Jo, Meredith e o hospital sem ter dado notícias e sem qualquer tipo de explicação. Quem acompanha notícias da série já sabia que o Justin Chambers (Alex) ia sair da série, mas eu tinha muita fé de que seria de uma maneira menos traumática para aqueles que foram deixados para trás. No entanto, considerando que o ator não poderia gravar novas cenas para a série porque o contrato dele já estava rescindido, creio que os roteiristas tiveram que ser criativos e usarem cenas do passado para ilustrar o presente e o futuro do personagem para dar um ponto final digno ao penúltimo dos “interns originais” que ainda restava na série, além, é claro, da Meredith.

No Banco de Séries, lendo os comentários, dá para ver que quase todo mundo considera este o pior episódio da série inteira (para vocês terem uma ideia, no momento da escrita desta resenha a nota média do episódio é 6,3, e os demais episódios da série alternam entre 8,5 e 9,5 quase que em sua totalidade). O episódio desagradou quase a todos, porém, vocês conseguem imaginar qualquer outra razão para o Alex ter abandonado sua esposa e seus amigos do que a Izzie? Eu, particularmente, não consigo imaginar. Eu acredito que é possível amar e mesmo estar apaixonado por mais de uma pessoa ao mesmo tempo, e parecem ser essas as circunstâncias, mas muito além disso, o Alex explicou (e muito bem) que ele jamais teria feito a “troca” entre as duas mulheres que ele ama se não houvesse um fator a mais. Se não existissem seus filhos.

Depois do começo da série, quando Alex era um personagem de caráter ainda bastante duvidoso, com seu estabelecimento na área pediátrica, todo seu crescimento na área junto com a Arizona e, posteriormente, chegando a ser chefe de cirurgia, já era possível ver que o personagem seria um ótimo pai quando, e se, este momento chegasse. Com os problemas com a mãe dele, a instabilidade de Jo, dentre outras razões, era meu maior medo que Alex não aguentasse a pressão e fugisse de tudo isso. Mas ele permaneceu forte durante todos esses momentos, mostrando que realmente mudou e é um homem de caráter. Ele realmente jamais teria feito o que fez se sua família não estivesse na equação, o que me faz entender muito a posição em que ele se encontrava (de conhecer seus filhos e não querer ter nada menos do que total participação na vida deles dali em diante). E, por entender o Alex, e por não achar que ele está errado, eu achei que o episódio foi o melhor possível dentro das possibilidades que restavam para o encerramento do ciclo do Alex na série.

Para quem realmente não gostou, a única reflexão que eu deixo é a seguinte: vocês preferiam que ele tivesse morrido? Pergunto isso de maneira séria: vocês acham que a Jo teria se recuperado de maneira plena, um dia, se isso tivesse acontecido? Eu acho que não, e sobretudo acho que essa seria um recurso péssimo para tirar o ator considerando a quantidade de gente que já morreu do nada nessa série. Grey’s Anatomy é conhecida entre os fãs e mesmo entre aqueles que nunca viram um episódio como “a série em que todo mundo morre”. Não acho que após 16 (DEZESSEIS) temporadas esse recurso tenha que continuar sendo usado, principalmente quando há alternativas muito melhores em termos de unicidade da narrativa e desfechos condizentes com aquilo que os personagens sempre foram.

O episódio seguinte deu o tom de como será o resto da temporada e como os demais personagens vão lidar com a partida do Alex. Meredith ainda não se sente pronta para conversar sobre isso, mas acho que ela entendeu o Alex mais do que qualquer coisa (e sabe que ele não poderia ter agido de maneira diferente, senão ela o teria convencido a ficar e essa não era uma possibilidade para ele). Jo está muito magoada e um pouco amarga, mas está seguindo em frente e trabalhando, que é o máximo que poderíamos esperar dela nessas condições. E, mostrando a pessoa maravilhosa que é, Jo ainda consegue forças para guardar tudo de positivo que Alex significou na vida dela e usa isso para impedir que Link destrua a sua vida e volte para Amelia.

Em resumo: é uma situação m*rda? Sim. Mas conseguiram tirar o melhor disso para seguirmos em frente sem um dos melhores personagens da história de Grey’s? Também sim. O mais interessante daqui em diante provavelmente será como Teddy e Owen vão se acertar quando ela finalmente contar a ele que o traiu com Tom, essa situação do Tom com o bilionário que tem uma vibe de Elon Musk e o que vai acontecer com o DeLuca, considerando que ele claramente tem a doença do pai e parece estar indo por água abaixo sem que ninguém faça nada muito efetivo para ajudar.

Te amamos, Alex! Obrigada por tudo!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Isabella Oliveira

Poderia estar matando ou roubando, mas provavelmente levaria pouquíssimo jeito para a coisa, daí eu faço Direito. @brockhxmptxn no Twitter.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries