Posts Populares

His Dark Materials – S01E04 – Armour

O melhor episódio da série até aqui, conseguiram equilibrar um enredo envolvente com avanços na trama, a introdução de personagens queridos e um certo toque de malandrice na personagem principal. O tempo em tela voou e fez todo sentido, já foi introduzido ao grande público como o aletiômetro funciona, o caso das crianças sumidas ou as origens de Lyra, isso tudo exigiu algo mais lento e maçante e acredito que daqui pra frente veremos o nascer de uma obra-prima.

Voltando a trama, a caminhada de Lyra e os Gípcios rumo ao norte em busca das crianças desparecidas continua, mas antes de chegar ao seu destino eles precisam ser certificar que podem vencer a grande batalha. Dito isto eles fazem uma primeira parada em Trollesund e Farder Coram diz a Lyra que ali ele poderia buscar alguém que poderia contatar as bruxas e assim conseguiram contatar Serafina Pekkala.

Essa sequência foi simplesmente maravilhosa, sabemos que a Lyra retratada nos livros e no filme tem um lado mais muleca, descolada que chega até a ser um pouco malandra e maliciosa, isso estava meio esquecido até aqui na série mas finalmente ela veio a tona. Lyra a cada dia mais consegue ir além em suas interpretações do aletiômetro e ela deu uma demonstração dos seus talentos no encontro com aquele conhecido de Fardem Coram e até de forma emocionante ela encontrou o galho de Serafina.

Mais tarde descobrimos que Fardem Coram e Serafina foram na verdade amantes no passado, eles se amavam e tiveram um filho que acabou falecendo ainda pequeno devido a um surto de alguma doença. A morte da criança quebrou a relação dos dois, deixando a bruxa em um estágio de revolta e indignação e ele de forma depressiva e melancólica. Ainda não fomos apresentados a Serafina, mas conhecemos o seu daemon Kaisa e nos foi revelado que as bruxas têm a habilidade de puderem se separar de seus daemon.

Entretanto não foram apenas respostas relacionadas a Serafina que os viajantes encontraram, conhecemos durante o episódio o carismático Lee Socresby e seu querido daemon Hester. Lee é um aeronauta e anda pilotando um balão por aí, sua busca por um velho amigo o leva ao encontro de Lyra e os gípcios e ali vemos uma pequena demonstração da garota malandra quando ela lhe conta sobre os jogos de cartas na Faculdade Jordan e ainda lhe pega o último pedaço de bacon do café da manhã.

Lee queria reencontrar seu amigo Iorek. Iorek é um urso lutador de armadura, um panserbjorne que vivia em Svalbard até ser exilado. Seus caminhos o levaram até Trollesund onde descobrimos que ele foi embebedado e enganado por moradores locais e acabou tendo sua armadura roubada pelo magisterium. Iorek só não foi morto devido a suas habilidades com metais e mais tarde ele revela a Lyra que construiu sua própria armadura feita de ferro celestial.

O primeiro encontro de Lyra e Iorek nos mostra um Iorek ressentido e de certa forma zangado, da a impressão que ele vai atacar a menina ali mesmo, mas ele não ataca. Nem mesmo Lee Socresby consegue amolecer o coração do urso que teve seu orgulho ferido e se recusa a sair dali. Ele só não contava com a astúcia de Lyra que usa sua astúcia ao seu favor e descobre onde sua armadura está usando aletiômetro.

A fuga de Iorek pela pequena cidade é uma cena maravilhosa e mostrou demais o poder da BBC de fazer um CGI perfeito e arrasador, no final quando ele quase esmaga a cabeça do guarda foi simplesmente surreal. Após recuperar sua armadura, Iorek agora tem uma dívida com Lyra e segue ao norte com ela rumo a Bolvangar.

Minhas poucas críticas ao episódio vão ao número de daemons em tela, eles poderiam usar mais pássaros e gatos, fica difícil acreditar que todas aquelas pessoas tem cobras ou pequenos insetos como daemons. E isso fica ainda mais claro quando Marisa aparece naquele prédio do magisterium mostrando toda sua persuasão, todos ali tem como daemon uma cobra ou um lagarto pequeno ou algum pequeno animal mostrado no máximo por segundos em tela.

Enfim, fechando a review tivemos Marisa mostrando todo seu poder ao dobrar os conselheiros e revelar que ela tem Lorde Asriel sob seu poder em uma prisão controlada pelos Ursos de Armadura. Ela visita Iofur em Svalbard e faz um acordo com ele lhe oferecendo o batismo e um entrada no magisterium. Isso foi uma linha um pouco diferente do livro e estou bem curioso para ver se uma característica clássica de Iorek será apresentada na série ou se será omitida.

A série chegou a metade de sua primeira temporada com um saldo de acertos muito maior do que erros e mostrando evolução, um ótimo cast e uma boa produção (principalmente de efeitos visuais). E vocês pessoal? O que vem achando da série até aqui?

gostou da matéria? deixe um comentário!

Lindomar Albuquerque

A indie/gótica do @PanelaDeSéries! Paulista, canceriano, 27 anos de dores na coluna, faço Doutorado em Biotecnologia e vivendo pelo mundo. Me chama para beber @ e vamos falar de série, falar de Imagine Dragons e Lana Del Rey, falar de signos, falar de ciência e xingar os fascistas.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries