Posts Populares

How To Get Away With Murder – S05E03 – The Baby Was Never Dead

 “Morrendo sabendo que me entreguei por alguém, isso sim é amor. ”

É tensão que se diz né? Assim resumimos este terceiro episódio. E não tem como não repetir isso mais uma vez, mas… “Meu HTGAWM está vivíssimo”.

E se você ficou de olhos bem abertos, percebeu o assunto “ética profissional” não veio à toa. E sim como uma espécie avaliação psicológica, tanto da equipe de Annalise, quanto o nosso. E aqui surge o seguinte questionamento: Como você agiria diante de um escândalo com ética ou com emoção?

E se você respondeu que a ética acima de tudo, preciso dizer que você precisa rever sua resposta. Porque nossa mente é uma caixinha de surpresas e muitas das vezes nos surpreendemos com nossas reações diante do caos.

Mas calma, não tem com o que se preocupar, nós somos seres humanos e agimos pela emoção. Logo, nossa principal estratégia é se autoconhecer e descobrirmos nossa personalidade em seus mínimos detalhes. E justamente os Keaning five estão com 75% desse processo concluído. Mas sinto dizer que eles ainda têm muito o que aprender.

Opa! Estou falando demais. Tá vendo só, me envolvi novamente com a 5ª temporada e agi de forma emocional. Viu como nossa mente gosta de pregar peças?

Então já que começamos a analisar sobre ética profissional e como nossa emoção fala mais alto, vamos analisar o caso de Tegan Price. Afinal de contas é uma “survivor” desse mundo cruel em que vivemos. E seu discurso à Michaella, sobre sua traição, foi um tapa de luva bem dado. Até porque Tegan precisou renunciar sua vida pessoal e amorosa, para crescer na profissão. E se nos colocarmos em seu lugar sabemos que ser negra, mulher e gay sofre fortemente na sociedade.

Sorry Michaela, mas compreendo Tegan Prince, e reconheço seu esforço em ter seguir os protocolos de ética, por que não é fácil.

Mas como nessa vida nada acontece por acaso, até mesmo nas séries. Quem diria que um caso iria Tegan e Annalise por uma causa comum, o machismo do cliente da Coplan & Gold , o Piscopata CEO. E não pense que foi à toa, porque o embuste trouxe um ponto de reflexão interessante para ser analisado, o sacrifício por amor como uma forma de redenção.

Quem diria que um cliente exibicionista e machista iria chamar nossa atenção sobre sacrifícios feitos por amor. E se tratando de HTGAWM, temos de sobra. Bem que todos tentam exorcizar os monstros do passado, mas é com uma espécie de abstinência. Quando menos se espera, todos estão sujando as mãos de sangue e rezando para não serem pegos. Afinal a verdade sempre aparece.

Falando em verdade… precisamos falar sobre Gabriel Maddox, ou devo dizer Mark Jackson?

Que nós não confiamos nele, todos já sabemos. Que ele pode ser o filho sumido de Bonnie, também sabemos. Mas como trabalhamos com teorias, senta lá que vem textão.

Particularmente eu descarto a hipótese de Gabriel ser o filho desaparecido de Bonnie, porque se tratando de HTGAWM, a produção gosta de brincar com nossa ansiedade. E o fato de Frank o está investigando, sinto que a isca principal é o próprio Frank. E o fato dele estar se aproximando demais de Annalise é justamente isso. Querendo ou não, está no instinto de Frank, matar para proteger um segredo e Annalise a qualquer custo. E a Ética? Foi trocada pela emoção novamente, neste caso medo.

Ou seja, bem que todos tentam viver uma vida normal, mas não conseguem. Veja Bonnie, tentando engatar um romance com Miller, por mais que acredite que seja por interesse, ela precisa se sentir amada e ter uma vida normal. Mas pelo visto os fantasmas do passado voltaram a assombrá-la. Confesso que sinto pena de Bonnie.

E pelo visto, ainda tem muito a se desvendar. E se você ficou no chão ao descobrir que Bonnie tem uma irmã, imagina eu que explodiu uma dinamite perguntas em minha mente. Então Bonnie tem uma irmã gêmea?

Se essa teoria for verdade e se a pessoa que está agonizando no primeiro episódio for realmente uma mulher… Então a vítima pode ser sua irmã ou a própria Bonnie… Espero estar enganado, mas assim como nós, Michaella percebeu que algo de estranho aconteceu neste casamento de Connor e Oliver.

Falando em Oliver… Afinal de contas, onde está o Oliver? E quem morreu no casamento?  Deixe seu comentário e compartilhe suas teorias e o que achou deste episódio. Afinal precisamos debater sobre isso e descobrir #WhoIsDiedAtTheWedding #QuemMorreuNoCasamento.

Inclusive siga a gente no instagram  @paneladeseries e marque a gente com suas teorias. Só nos resta esperar quais as próximas surpresas de HTGAWM. Você tem maturidade para isso? Porque eu não.

Sendo assim, o episódio serviu como um alerta que apesar de conhecermos o código de ética profissional, muitas das vezes agimos pela emoção. Porém a vida é feita de escolhas, e toda escolha tem sua consequência.

Até o próximo post 😉

gostou da matéria? deixe um comentário!

Dandy Souza

Um libriano amante de um bom suspense casado com o belo terror psicológico, porque a vida precisa de emoções. Seu lema: "toda obra tem sua moral, então fique atento aos detalhes". Twitter: @dandysouza81

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries