Segura essa marimba, monamour!

Eu já tinha ficado bem animada com o episódio anterior, porque finalmente a série tinha voltado a sua pegada da 1ª temporada. Mas preciso confessar que esse episódio foi ainda melhor!

Várias das minhas perguntas foram respondidas nesses dois últimos episódios, e acredito que agora sem enrolações, o quebra-cabeças dessa temporada finalmente começou a tomar forma!

z1

Assim como semana passada, nesta semana tivemos duas passagens de tempo durante todo o episódio, o “presente” e “10 anos atrás”. No presente, Annalise e os Keating 5 (4, porque o Wes continua focado no caso da Rose e ainda por cima achou o papel que dizia que ele foi suspeito na morte da mãe) ainda estão tentando lidar com Philip e suas ameaças.

Annalise tomou uma decisão “suicida” e resolveu entregar os vídeos feitos por Philip para a justiça como prova que ele estaria stalkeando-a e a sua equipe, e que eles estariam assim, em risco eminente. Porém, a advogada impôs uma condição: queria imunidade no caso da morte da promotora Sinclair, caso a promotoria interpretasse os vídeos entregues de maneira coesa errada.

z2

E foi assim que o ponto alto do episódio se desencadeou. O promotor se achando o espertão foi logo preparando um mandado de busca para a casa/escritório da Annalise. Porém, o que ele não podia contar era que a advogada mais foda deste planeta tem olhos em todo canto. Nate a avisou imediatamente que a polícia estava indo realizar uma busca em seu escritório. Annalise bolou o plano perfeito a partir daí.

Ela ligou para Bonnie e em linguagem de códigos tudo foi montado. É ilegal executar um mandado de busca sem a assinatura de um juiz, logo se isto acontece, toda e qualquer evidência encontrada ilegalmente não pode ser usada. Chama-se “teoria da árvore envenenada” (aqui cabe um agradecimento especial ao meu paneleiro do coração e futuro advogado, Phelipe, por me explicar a teoria ♥, haha).

E assim, numa jogada de mestre, ao melhor estilo Annalise Keating, ela conseguiu tudo o que queria.

z3

Agora, o babado rolava frenético na passagem “10 anos atrás” também. A dúvida sobre a morte da mãe do Wes ficava cada vez mais forte. Será que ele realmente teria matado a própria mãe? Teria sido Annalise, ou talvez o Sr. Mahoney? Ou mesmo suicídio?

Eve também volta a fazer parte da trama aqui. Annalise havia pedido para sua ex paixão colocar Rose em cárcere devido à sua condição ilegal nos EUA e a partir daí convencê-la a depor a favor de Charles Mahoney, como prometido, já que seu cliente a pressionava de maneiras bem sujas, digamos assim.

Era nítido que Rose sabia muito além do que estava contando, e daí seu medo em dar testemunho. Embora Eve tivesse achado que tinha cumprido com o objetivo, ela foi enganada. Rose disse que iria depor, mas na verdade tentou fugir com o Wes; que acabou não aceitando a situação e saiu correndo do carro, deixando sua mãe extremamente preocupada.

Annalise vai até a casa de Rose para tentar conversar com ela, tentar entender o medo da moça. Rose então faz um pequeno discurso sobre como Annalise não conhece o tipo de pessoa que o Sr. Mahoney é e pede para ela tomar conta de seu garoto e PAM, enfia uma faca no pescoço.

z4

Embora possa haver mais coisas que integrem o motivo de Annalise proteger tanto o Wes, eu acredito que esse pedido de Rose para cuidar de seu filho seja de grande importância. E já nos dá uma melhor noção da profundidade da relação de Annalise com Wes.

z5

Voltando ao “presente”, Annalise decide procurar Wes para conversar, tentar esclarecer algumas coisas e vai até seu apartamento. Ela o chama algumas vezes e ele não responde, mas ela pode perceber que tem alguém lá dentro, e entra.

O shock vem aí, Eve liga para a advogada e pergunta o porquê de Wes estar em seu hotel. Logo… Não era Wes dentro do apartamento e sim Philip! Annalise ainda consegue pedir para Eve ligar para a emergência antes de ser atacada pelo garoto. Mas esse final me deixou de cabelo em pé!

z6

Luana Medeiros
Luana Medeiros

Imagine só que um dia me foi perguntado quem eu era, e juro, até hoje não sei responder. Mas os fatos são: tenho 21 anos; sou de escorpião; amo meu cachorro e meu gato mais que tudo; estudo Rádio/TV/Internet, ouço Maroon 5; piro no Adam Levine; consigo colocar os pés atrás da cabeça; e - contraditoriamente - por fim, nasci de 7 meses.
Deixe-nos um comentário!
  • Leonardo

    Essa série se torna a cada episódio na minha humilde opinião a melhor série do momento, já não quero nem imaginar o que vai acontecer no próximo, porque eu sei que vou sofrer muito.

%d blogueiros gostam disto: