Posts Populares

How To Get Away With Murder – S05E13 – Where Are Your Parents?

Quem precisa de pais quando se tem os Keating 5….

Olá murders, Andy está aqui mais um vez com vocês e pronto pra comentar tudo que aconteceu no último episódio de How To Get Away With Murder.

Primeiramente preciso agradecer pela quantidade de views na última review e me desculpar pela demora para essa sair.

O episódio começa introduzindo o natal na série, mesmo que estejamos já no final de fevereiro e não, o natal norte americano não é em fevereiro. Isso me deixou um pouco surpreso por termos um episódio de natal tão tarde, mas tudo bem, tudo tem um proposito e isso não é diferente em HTGAWM.

Laurel recebe uma ligação misteriosa que ela suspeita ser de sua mãe, mas nada é dito, porém fica ai o gancho pros próximos episódios. Falando na Laurel, ela está completamente apagada nessas season, acredito que só teve um momento interessante que foi quando bateu de frente com a Bonnie por causa do Christopher. Mas eu acho justo, ela teve um papel importante na season 4 e é hora de focar em outros personagens.

Com o natal, entendemos que a mãe do Connor estava indo passar a data com os keating 5, enquanto Annalise recebia sua maravilhosa mãe, Ophelia, e daria um jantar com o cast mais old da série. Interessante pois seria a primeira aparição da mãe do Connor depois dela pegar o Asher e postar uma foto com ele em que Nate e Miller supostamente tendo uma discursão. (Preciso fazer uma errata aqui: Na minha última review eu chamei o Miller de Malcolm, não tem como me defender galera, sorry!!!)

Seguindo com o ep, temos o enterro do Miller, um discurso doloroso de sua mãe e uma Bonnie completamente fragilizada e que não percebe que essa relação dela com a sogra só piora tudo. E como não bastasse a mulher começou a interrogar ela e pediu que a Bonnie encontrasse e colocasse quem matou seu filho na cadeia. Imagina só se ela descobre que ta falando com uma das pessoas que o assassinou.

Enquanto isso, Annalise recebe Nate em sua casa para conversarem sobre as tretas que rodeiam eles, e logo no início Ophelia o recebe com perguntinhas contrangedoras sobre seu pai, mas não da pra culpar a bixinha. E ela não para por ai, mesmo a Annalise tendo mandado ela ir dormir, ela ouviu toda a conversa dos dois e exigiu que Anna Mae não colocasse Nate em uma situação ruim. Será que ela vai ouvir o conselho da mãe?

Mas quem não estava aproveitando NADA do natal foi a detetive do FBI que não lembro o nome, a mulher simplesmente decidiu atazanar a vida de todo mundo nesse episódio. Me perguntei se é puro profissionalismo ou apenas por ela ter uma certa obsessão pela Annalise e ter ficado chateada por não ter sido convidada para a véspera de natal na casa dela.

Eu sei que a mulher infernizou a vida da Teagan na casa dela, queria que Annalise deixasse a mãe pra ir conversar com ela e ainda foi até a casa dos Keating 5 pegar o laptop e fotos do casamento dos dois, fazendo uma releitura da icônica frase da lendária Nathália Coimbra “CARALHOO QUE SAPATÃO CHATAAA”

Enquanto o clima estava bizarro na casa dos Keating 5 com a mãe do Connor, Asher e Gabriel, em Annalise as coisas ficaram fofas, fofas no nível How To Get Away With Murder. Antes de tudo tivemos Annalise falando a Bonnie que não poderia confiar em ninguém naquele momento e com razão né.

Mas sem dúvidas o momento mais legal foi ver Ophelia contando uma suposta história de Annalise em que ela dava comida a um mendigo e falando que por isso ela era uma professora e advogada. Segundo Anna Mae essa história não era sobre ela, mas sinceramente eu não me surpreenderia se fosse. Por mais que ela tente fingir que não, Annalise tem um coração enorme e por isso ela está sempre cuidando da merda das pessoas que rodeiam ela e que ela ama, mesmo sem admitir que ama.

E ainda tivemos a gloria e honra de receber esse sorrisão lindo da Annalise/Viola Davis. Então um momento para apreciar o quanto que essa mulher é linda e perfeita <3

E depois de Anna mandar todos entupirem a boca de comida para não falarem dela, Teagan tentou se aproximar de Bonnie cagou soltando informações que ela não deveria saber. E depois de todos irem embora, Emmett fica para tentar dar aquela cantada em Annalise.

Mas galera, amém que ela não caiu nessa, primeiro que eles não tem química NENHUMA, segunda que não da pra confiar nele pois ele tem um histórico bem podre e terceiro que ele é muito feio galera, desculpa a sinceridade. Então apenas agradeci por isso não ter acontecido.

Agora vamos falar sério, vamos falar de um dos melhores diálogos que já vi em HTGAWM e em todas as séries que já assisti. Annalise e Ophelia conversam sobre solidão e amor próprio e aquilo foi um tiro bem no meu coraçãozinho preto, eu não sei se vocês sabem, mas esses dois temas tem perspectivas bem diferentes quando falamos de mulheres e LGBTIQs negros.

Esse diálogo resumo um pouco sobre esse sentimento, eu adoraria redigir ele aqui, mas ele é um pouco grande demais e não o encontrei já redigido online, mas vale muito reassisti-lo com mais atenção. E preciso dizer que Annalise estava muito correta e centrada em tudo que dizia a sua mãe um pouco mais velha e com ideias um tanto contrárias as delas, mas ao mesmo tempo Ophelia não mentiu em alguns pontos, como quando ela disse “Você não pode se amar se ferir os outros”. Realmente não tenho palavras. Revejam. Pesquisem sobre solidão da mulher negra.

Precisamos falar de Bonnie e Frank. Bonnie passou o episódio todo estranha, mais pra baixo que o comum e depois descobrimos que tudo era por ela estar suspeitando estar gravida. Bom, no final do episódio descobrimos que era só uma suspeita, fico preocupado se isso pode ser mais um motivo para deixa-la ainda mais triste, mas felizmente Frank está ali para apoia-la.

Falando no Frank ta sendo bem interessante ver ele nessa temporada, principalmente nos últimos episódios. Ele vem se mostrando cada vez mais empático e cuidadoso, é lindo como ele cuida e se preocupa com Bonnie, e foi ainda mais lindo ele fazendo os Keating 5 convidarem o Gabriel pro Natal, ter ido até o Gabriel dar uns conselhos a ele e falar sobre como o Sam tratava Annalise e ainda mandar Michaela e Laural aproveitarem um dia de descanso. Pontos pro Frank que nunca foi meu personagem favorito e continua longe de ser, mas está me fazendo ter mais empatia por ele nessa temporada.

Porém o maior plot estava guardado para os 10 minutos finais do episódio. Foi simplesmente INCRÍVEL ver a Teagan massacrando a chata da detetive. Ela forçou um chorinho, seduziu e no final tirou a mulher da jogada e a detetive que se acha tão inteligente nem percebeu onde estava caindo. Tudo isso pela grande admiração de ela tem por Annalise e eu digo facilmente que isso é HTGAWM nos mostrando o que é sororidade negra. Annalise já ajudou Teagan quando Emmett desconfiou dela e agora Teagan fez o mesmo, interessante que ambos os casos foram contra brancos que desconfiaram delas. Por deus eu shippo demaais essas duas, não importa pra mim se elas serão um casal ou amigas, eu só quero elas juntas pra sempre <3 E agora Teagan está oficialmente envolvida em toda a merd*, esse é o único ponto ruim.

E como não bastasse o plano da Teagan, ainda tivemos outro plot. A governadora decidiu chamar a Anna Mae pra uma conversa de boas na igreja e boom, ela tava com as evidencias de quem matou o Nate pai. O que chocou realmente é a pessoa que segundo a governadora fez isso, nada mais, nada menos que Emmett Crawford, não só o chefe de Annalise, como o carinha que tava dando em cima dela na noite anterior.

Eu não consigo nem imaginar onde isso vai dar, até porque provavelmente ele deve saber de muita coisa e existem grandes chances dele estar monitorando Annalise todo esse tempo e talvez esse seja o real motivo dele querer tanto se aproximar dela. Felizmente eu confio na lenda e sei que ela vai acabar com a vida desse desgraçado, pelo menos eu espero.

Bom murders, por hoje é só e essa foi minha última review dessa season. Então espero vê-los na season 6 da nossa amada How To Get Away With Murder.

Podem compartilhar com os paneleiros quais suas impressões do episódio que estamos prontos para conversar com vocês.

Um beijo enorme,

Andy <3

gostou da matéria? deixe um comentário!

Autor

Andy

20 anos, pernambucano da peste, estudante de Radio, TV e Internet da UFPB. Sagitariano com asc e vênus em aquario, lua em câncer! Signo importa sim! Amante e consumidor massivo de cultura pop, além de problematizadora. Amém Rihanna, amém Katy Perry! Bjxxx de luxx

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu