Posts Populares

Legacies – S02E07 – It Will All Be Painfully Clear Soon Enough

Sororidade

“Sororidade é um pacto social, ético e emocional construído entre as mulheres . É, antes de tudo, saber que, juntas, somos mais fortes, que a capacitação só é possível se criarmos fortes alianças entre nós, tratando-nos como irmãs e não como inimigas. Uma relação baseada em nosso valor como um coletivo com a intenção de gerar uma mudança real em nossa sociedade.” Uma coisa que a Julie Plec sempre trouxe para suas séries são as amizades entre mulheres fortes, em TVD havia Elena, Caroline e Bonnie, em TO Hayley, Camile e Davina, já em Legacies me incomodava demais o fato de haver uma rixa tão grande entre a Hope e Lizzie, mas ao final da temporada tudo melhorou, com o chegar da nova temporada e como ela se desenrolava estava bem claro que Hope e Josie seriam inimigas e o pior é que seria por um homem. A cena final com a Hope perguntando para Josie se poderia voltar, soou para muitos como injusta, mas eu vi uma mulher se botando no lugar de outra e se importando com seu sentimento, a resposta da Josie não poderia ser melhor, tenho certeza que todos os fãs de Hosie surtaram nesse episódio e agora com o Landon fora de cena, o caminho ta livre para esse amor LGBTQI+ acontecer.

A rixa entre as nossas protagonistas tinha um nome, Landon Kirby. Nossa fênix sempre dividiu a opinião dos fãs e eu sempre fui um dos que o defendi, até o episódio passado, suas atitudes tem sido tão infantis que fazem a gente perder a empatia pelo personagem, passar esse episódio inteiro indeciso e sendo grosso com a Hope só evidência o quanto o personagem é egoísta e covarde. A chegada do SimuLandon só piora a situação, ter uma réplica de si mesmo mais simpático, espontâneo e corajoso não ajuda ninguém e é inegável o quanto o Simulandon é fofo, por não ter filtro, ele fazia o que dava na cabeça, ou seja, ir atrás da Hope. Esse novo personagem veio também para responder quem o Landon realmente quer.

Clark claramente era o vilão que precisávamos, já estava mais que claro o quanto esse plot de um vilão novo por semana estava desgastante, mas o que mais me incomodava era o quanto as cenas de confronto em Legacies são fracas, nas outras séries as cenas de ação sempre foram perfeitas, fica meio sem resposta o porquê as de Legacies terem tantas falhas, já que é a mesma equipe. Toda a cena de perseguição foi perfeita e cheia de referências, desde de “miss me?” até “hello brother”, sem contar Hope debaixo da cama igual as gêmeas TVD, foi tudo muito nostálgico. Ver no final do episódio o antigo Clark sendo arrastado me deu uma esperança de que talvez não seja o fim do homem barro e nem do ator que o interpreta, o que é muito positivo, pois é um ator muito talentoso e em pouco tempo conseguiu tacar o terror. Em relação a ele ser o diretor, eu achei interessante, porém a revelação deu fim, pelo menos por enquanto, a ascensão da dark Josie.

O monstro dessa semana serviu apenas para introduzir ainda mais o meu personagem favorito ever, pode entrar Kai Parker, o melhor vilão da história que aparecerá no episódio 12 e tudo indica que ele é quem está por trás de tudo isso.

Semana que vem teremos um papai noel do mal, ansiosos?

gostou da matéria? deixe um comentário!

Ives Gonçalves

Um carioca estudante de direito querendo se formar, viciado em x factor´s do mundo e que ama uma praia

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries