Posts Populares

Legacies – Season 3 – Tem um início complicado, mas uma reta final promissora.

Finalmente a terceira temporada de Legacies chegou a fim e já posso dizer que para mim essa é a pior temporada e isso é inteiramente culpa da expectativa que botei em cima da série. Acredito que todo mundo saiba que Legacies é um spin off das séries The Vampires Diaries e The Originals, duas séries que apesar de terem algumas temporadas mais fracas, conseguiram apresentar no mínimo as três primeiras temporadas de maneira excelente. Ambos apresentavam personagens bem trabalhados, um elenco competente, uma história excelente e acima de tudo um tom sombrio e maduro presente o tempo todo, até mesmo em The Vampires Diaries que sempre foi uma série focada no público adolescente. Legacies vem com uma pegada quase infantil algumas vezes, chega a dar vergonha e não é como se a série tivesse conseguindo alcançar um público novo, então porque não trazer o antigo de volta? É como se a série não tivesse ainda encontrado o seu tom e já faz TRÊS TEMPORADAS, não dá mais para passar pano, a série precisa melhorar urgentemente e os últimos episódios mostram o quão potencial ela tem, é uma história interessante, com personagens interessantes. Se seguirem o caminho que foi os últimos episódios (menos o de Star Wars) e deixarem os monstros de lado, a série tem tudo para apresentar sua melhor temporada.

Uma escolha de roteiro acertada e que precisa ser feita mais vezes foi a saída de alguns personagens, Legacies possui muitos personagens, ou seja, muita gente para pouco tempo, algumas personagens acabam se tornando irrelevantes como foi o caso do irmão do Landon. Rafael começou como um personagem interessante, era um lobisomem recente e tinha que lidar com isso mais o fato de estar em uma escola cheia de seres sobrenaturais, além de ser o ponto inicial de desejo das gêmeas. Porém a série tentou repetir a fórmula de TVD e como o público não curtiu, Rafael passou a ser um mero figurante e apesar de ter tido uma saída linda, já era hora de acontecer, o personagem não agregava mais em nada. O mesmo serve para Alyssa, personagem que estou até agora tentando entender o sentido de estar ali, conseguia ser insuportável e sem graça ao mesmo tempo.

A série fez bem em se livrar de alguns, falta agora ter coragem para se livrar de outros como o Jed e o fada e precisa aprender a matá-los, é necessário que temamos por nossos favoritos, senão fica sem graça, a série precisa se arriscar e matar personagens importantes. Foi muito triste ver aS morteS da Hayley, Cami, Jackson, Jo, Stefan em The Vampiries Diaries e The Originals, mas também foram momentos icônicos e que são lembrados até hoje, é preciso se arriscar, sem contar que personagens tendo que lidar com o luto é sempre uma boa narrativa, falta coragem em Legacies.

Na verdade o significado de falta de coragem em Legacies são como eles resumem as gêmeas Saltman, desde a primeira temporada elas sempre estão presa em algum casal, Penelope, Rafael, Landon, Sebastian, MG, Jade, Finch e Ethan foram todos os interesses românticos, olha quantos se tratando de uma série com apenas três temporadas e nenhum foi bem trabalhado, todos com exceção de Lizzie e MG tiveram se quer um desenvolvimento, literalmente foi tirado do nada. Nessa temporada, ambas até tiveram um inicio promissor, Lizzie estava trabalhando na sua saúde mental e Josie seguiu os passos da mãe ao renegar a magia. A história da Josie é de fato muito boa, ela abre mão de tudo e vai começar uma nova vida na escola de Mystic Falls, mas logo depois ela conhece a Finch e mais um casal para conta e sem dúvidas, o casal o Finch e Josie é o que mais sem graça em todos os relacionamentos dela e o que me incomoda é a série tratando como se fosse um amor épico, sendo que elas mal tiveram interações antes de se tornarem um casal, fui tudo entregue de mal beijada, não deu nem tempo de torcer.

Apesar de terem jogado a coerência com a personalidade da personagem no lixo, Hope teve uma história muito interessante nessa temporada. A temporada começa de fato com a “morte” do Landon após ter contato intimo com tríbida e a partir daí vemos a personagem desesperada por quase metade da temporada atrás do seu namorado pondo em risco a vida de seus amigos para conseguir tal objetivo. É um pouco decepcionante ver a filha de Klaus Mikaelson tendo sua vida reduzida a um menino e mais ainda o fato de mal ser explorado o fato dela ser o ser vivo mais poderoso até então, mas foi interessante ver esse lado da personagem.

O ponto alto da temporada foi toda a história do “Landon” nessa temporada, ele retorna de maneira bem broxante, para mais tarde ser revelado que aquele não era o Landon de verdade e era tudo um plano da Cleo, para depois aparecer o dark Landon e mais tarde descobrir que na verdade era Malivore disfarçado. Fazia muito tempo que Legacies não me surpreendia e me deixava preso na cadeira como foi nos minutos finais do último episódio, foi excelente e só comprova o que disse antes, a série possui muito potencial.

Mais uma vez a série teve sua temporada interrompida antes do planejado e os últimos episódio da terceira serão os primeiros da quarta, se forem bons, eu pretendo cumprir semanalmente. Eu espero que nessa quarta temporada os roteiristas tenha finalmente ouvido os fãs e abandonado os monstros, que trabalhe bem seus personagens, traga um tom mais sério para série e apresente um vilão real. Acredito que há um caminho muito interessante que a série possa seguir, Hope vira tríbida para matar Malivore, ele e o Landon morrem, Hope desliga sua humanidade e ela e o Clarke tacam o terror e se tornam um casal, não custa nada sonhar….

Outras observações:

  • Que coisa mais desconfortável foi o episódio de homenagem a Star Wars, o único lado bom foi o retorno da Summer e fortificação da amizade do nosso trio.
  • Fica muito claro que a Finch só existe porque a atriz que fazia a irmã do Ethan saiu da série.
  • Cleo é uma ótima personagem, espero ver mais dela.
  • Quanto menos foco no Alaric, melhor para série.
  • Ethan precisa virar vampiro logo, sinto falta de ver vampiros recém nascidos tendo que se acostumar com tudo.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Autor

Ives

Um carioca estudante de engenharia querendo se formar, viciado em realitys shows ao redor do mundo e que ama uma praia

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries