22 de fevereiro de 2016
LOVE – S01E05 – The Date

E o Oscar de pior date do mundo vai para…

Olha, eu já tive muitos dates que foram bem constrangedores, mas Gus e Bertie ganharam em diversas categorias. Seguindo os acontecimentos do episódio anterior, Gus está pronto para levar Bertie para o primeiro date – que prometeu muito. O cliffhanger do episódio anterior deixou muita expectativa para esse episódio, e entregou algo consistente e divertido – e outra reviravolta na trama. Na metade da temporada, a série já conquista pela química dos protagonistas e a sutileza em fazer humor sem parecer forçado.

O jeitinho meigo e carinhoso de Gus e a evidente falta de química entre os dois foram muito bem colocados nesse episódio, com boas doses de vergonha alheia, mas BOAS doses de vergonha alheia. Gus todo preocupado com cada pequeno gesto que ele fazia mostra que o personagem foi muito bem trabalhado tanto pela direção, roteiro e ator, e estou gostando cada vez mais do que esta sendo entregue. A insegurança do personagem oscila entre pontos altos e baixos – e eu particularmente prefiro ele mais a vontade como no episódio anterior, ou então vestindo a camiseta do amor próprio e tomando as rédeas da situação – como ao final do episódio. Já vimos que são nessas situações que ele se sobressai e a historia anda.

Enquanto isso, Mickey tenta se manter ocupada –  e sóbria. Após várias tentativas, ela decide redecorar e rearrumar a sala.  Sua trama aqui pareceu bem aleatória – afinal nos episódios anteriores ate temos uma menção do problema dela com bebida, mas nada que fosse virar uma trama. De fato, não contribui muito para o andar da história pois não tem tanto impacto como os ex dela jogando verdades na cara dela (e brigando para ‘defender a honra dela’). Mickey se torna interessante no momento que passa a fazer parte do date – através de hilárias mensagens de texto trocadas por eles. Ao maior estilo FRIENDS, o “ele sabe que você sabe que ele sabe” foi muito bem colocado –  e as situações inusitadas do date onde cada parte tentava ferrar mais o outro ficou muito divertido. Ótima cena. Destaque para Bertie e sua dose de sinceridade ao escolher homens no Tinder, amo cada dia mais essa personagem!

LOVE-5.1

O episódio começa relativamente fraco – talvez pela dose de humor constrangedor gerado pelo date, mas cresce muito após a inserção de Mickey na trama. E ainda mais quando os três se encontram em cena na casa. Novamente ressalto: a química da série esta em Gus e Mickey. E ai que mora a grande diversão de assistir LOVE e torcer pelo casal e natural, pois eles estão a cada dia mais em sintonia e mais próximos de engatar o romance de vez. A cena do tapete, novamente usado aqui, só reforça que eles foram feitos um para o outro e que Mickey precisa se libertar do que for que esta prendendo ela a se entregar a este relacionamento. E a cena final nos mostra que estamos caminhando para isso! (gritei de alegria aqui)

LOVE esta cada vez mais quebrando sua perspectiva de cotidiano dos relacionamentos e passando a adotar mais comédia, de forma mais sutil e interessante. Acho ótimo esse movimento, pois a série precisava de um alívio como Bertie para contrabalançar a dureza dos movimentos e a certa monotonia de alguns episódios – principalmente o piloto.

Amei: a citação de Frank Sinatra é muito bonita e merece ser compartilhada aqui: “May you all live to be 100 years old, and me 100 years old minus one day so I don’t have to see you die.”

Faltou amor: eu fico muito constrangido quando vejo cenas de vergonha alheia, e a cada segundo de tela de Gus no restaurante eu ficava mais ‘miga, para!’. Foi uma boa comédia, mas eu senti na pele esse date desastroso!

Outro ponto que preciso destacar é a edição, que esta ficando a cada episódio mais desleixada. Se reclamei da fotografia não muito inspirada da série – com raras excessões – aqui ficou bem visível os cortes mal feitos e as cenas mal organizadas. Ate câmera tremida teve, poxa Netflix, orçamento baixo esse para uma série? Se a série já ganhou ate segunda temporada, por que não tomar mais cuidado com essas coisas?

Fernando Zingler
Fernando Zingler

Gaúcho, engenheiro, mestre em Engenharia de Transportes. Ama Zelda, Pokemon e vôlei, e é apaixonado por séries e músicas em geral. No Panela, assim como na vida, fala coisas aleatórias sobre comedias românticas, tipo Modern Family e LOVE, e eventualmente participa da cobertura do The Voice.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: