Posts Populares

Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D. – S05E21 – The Force of Gravity

E finalmente aconteceu o que tinha que ter acontecido há tempos.

A temporada tá quase acabando e sabe aquele cliffhanger que te deixa curioso e te faz querer ver o próximo episódio? Pois é, não tem isso em MAoS. Inclusive, essa temporada tá piorando de uma forma que me deixa absurdamente triste. Vão ter mais comentários sobre isso tudo na review da season finale, mas, até agora, depois daquele início de temporada que prometeu muito, tudo ficou meio boca, mais do mesmo, só uma luta sem fim pra evitar que o futuro aconteça mas sem fazer muito por isso.

Mas, no fim das contas, não aconteceu muita coisa nesse episódio, como era de se esperar em um quase fim de temporada. Na nave dos Remorath, o Deke consegue resgatar o Coulson e a May, e a Daisy, em mais uma mostra de como ela tá ficando apelona, consegue escapar de uma prisão mental só se concentrando e usando suas habilidades. Enquanto isso, a gente vê que o Thanos e as Jóias do Infinito não afetaram ninguém nessa série. Nem herói, nem vilão, nem ninguém. Ah, o aleatório.

Aí, o Talbot tá na busca pelo gravitonium, naquela ideia de ficar cada vez mais forte pra conseguir derrotar o inimigo supremo. Ele vai atrás do Creel, dizendo que pode silenciar as vozes na cabeça dele. Mas, na realidade, ele acaba transformando o Creel em gravitonium, usando o poder do Homem-Absorvente, e absorvendo ele. E, depois disso, ele vai atrás da família dele.

Uma coisa que tá acontecendo, pra não dizer que não teve muita coisa, é que as tretas começaram a ser perdoadas e resolvidas. O Mack e o Fitz tão em um caminho positivo de perdoar o que aconteceu, assim como tá acontecendo entre ele e a Ioiô. Aos poucos, as coisas tão melhorando.

Mas a gente precisa falar da coisa mais relevante desse episódio. Depois de largar várias indiretas, várias diretas e várias frases de impacto finalmente rola o tão esperado beijo entre o Coulson e a May. Enquanto ele e a Daisy vão embora na Zephyr de volta pra Terra, ela e o Deke vão desativar o sistema de armas da nave e achar outro jeito pra voltar (spoiler, é pela máquina de teletransporte). Aí, na cena de despedida, com os Remorath usando armas humanas pra matar eles, o Coulson ativa o escudo que tem no braço e beija a May. Simples, prático, bonito, porém muito demorado. Inclusive, alguém podia fazer uma montagem e colocar a equipe no lugar do Sam e do Bucky no Fusca naquela cena do beijo em Guerra Civil.

Lá na casa dos Talbot, a coisa não tá muito boa. O Glenn chega lá e é visível que a mente dele já não tá mais a mesma coisa, que o gravitonium não melhorou muita coisa. Ao ver o filho, ele é muito de boa e bastante carinhoso, mas a reação com a esposa dele tá bem estremecida. Ela sente que tem algo estranho e, logo antes dele chegar, o Mack ligou pra ela e, quando ela diz que a S.H.I.E.LD. tá vindo, ele fica bem pistola. Prende ela na parede, deixa claro que vai transformar ela em uma bolinha, assim com fez com os outros “inimigos”. Mas o Mack e a Ioiô finalmente chegam e impedem ele de fazer alguma coisa pior. Só que, naturalmente, é impossível sequer chegar perto dele, tanto com balas tanto com supervelocidade. E as coisas também tão prestes a se complicar, mas agora é o filho dele quem aparece, dizendo que ele não é herói e que tá só machucando as pessoas. Com esse baque, o Talbot vai embora voando.

Aí, enquanto Coulson e a Daisy voltam pra nave, a May e o Deke conseguem reprogramar os alvos dos mísseis e fugir pra Terra via teletransporte. O Coulson tá sangrando devido algum ferimento, mas num primeiro momento isso passa batido Na Terra, o Fitz e a Simmons conseguiram descobrir que também dá pra usar o soro da Centopeia pra injetar o Odium e derrotar o Talbot; só que não tem mais soro sobrando. Ou seja, ou eles derrotam o Talbot ou salvam a vida do Coulson, que agora já tá sangrando bem mais e tá de cama, quase morrendo. E, de um lado tem a Ioiô do futuro diz que eles não podem salvar o Coulson e, do outro, tem o Fitz acreditando que salvar o Coulson é a forma de quebrar o looping, já que o Phil não tava no futuro.

Ah, o Talbot foi atrás da Robin e da mãe dela, perguntando se a guria já tinha tido a visão de onde ele ia quebrar o planeta. E quando ela diz que sim, ele pede pra ela falar onde isso vai acontecer.

 

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Rafael Augusto

Um hiperativo que não sabe viver sem ler, escrever, ouvir música, ver séries e filmes, geralmente tudo ao mesmo tempo. Fã de ficção científica, suspense, Stephen King e histórias em quadrinhos.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu