Posts Populares

Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D – S06E05 – The Other Thing

E o que acontece quando o vilão não é o vilão?

Aí a May foi capturada pelo Sarge, o Keller explodiu, o Fitz foi também capturado. Dá pra dizer que as coisas não tão muito boas pro pessoal da S.H.I.E.LD. Porém, nem tudo tá tão perdido assim. Pelo menos uma das situações, na verdade, as outras tão bem complicadas.

Indo pela parte da May primeiro. O Sarge quer retirar todas as informações que conseguir dela, mas não é uma tarefa exatamente fácil, levando em conta de quem a gente tá falando aqui. Porém, a série tomou uma decisão muito interessante: ao invés de mostrar cenas da May sendo torturada, mostram cenas dela no Taiti, com o Coulson, mostrando pra gente um pouco do que aconteceu no breve período antes da morte dele. Dá pra ver no rosto da agente a dor e confusão que ela sente ao ver o homem que ela ama/amou/amava ali, porém sendo outra pessoa totalmente diferente.

O rolê deles acaba meio que sendo o plot principal do episódio, porque a gente descobre que, na verdade, o Sarge e o time dele não são os vilões. Eles são uma espécie de caçadores intergalácticos, que caçam aqueles pássaros parasitas alienígenas, planeta por planeta, querendo acabar com a ameaça de vez. O planeta da vez é a Terra, então eles até tão aqui pra ajudar a gente. Porém, ah porém, eles não se importam em destruir o planeta todo pra acabar com a ameaça. Os fins, nesse caso, não justificam os meios, não é mesmo?

No espaço, as coisas deram uma complicada forte. Viajar no tempo tem consequências, todo mundo sabe disso, o Thanos explicou isso pra gente de um jeito efusivo demais até, então é natural que elas apareçam aqui. Por algum motivo muito louco, o planeta dos Chronicoms foi destruído e eles acham que o melhor jeito de resolver isso é voltando no tempo pra impedir que isso aconteça. Só que todo esse rolê de viajar pela quarta dimensão, que só permite que a gente ande pra frente, é absurdamente complicado e só existe uma única pessoa que realizou isso com sucesso: Leopold Fitz. Então, é por isso que tão atrás e é isso que querem que ele faça. Mas, como todos sabemos, inclusive eles, as circunstâncias eram diferentes e ele teve muito mais tempo (há) pra fazer isso. Naturalmente ele se nega a fazer e toda aquela coisa de ameaça e “vou matar alguém que tu ama” surge e ele, que tava em outra nave muito aleatória, não descobre o que acontece em seguida. Mas é louco, muito louco, ver a forma como um androide vê o mundo e, consequentemente, as amizades. Ele diz que o Fitz é o melhor amigo dele, mas é tão desprovido de noção que disse que o amigo só conseguiria fazer a tarefa se fosse pra salvar a amada, a Jemma. Ou seja, colocar em risco a mulher que o melhor amigo amava. Mas, pra ele faz sentido, já que caso o Fitz não faça o que é pedido, ele vai morrer. Tirando o fato que o Fitz preferiria morrer ao invés de ver a Jemma em perigo, o Enoch fez tudo certo, claro.

Ah, na Terra tá rolando um negócio meio chato. Ioiô e Mack vão passar o próximo tempo comendo várias tortas de climão; o Benson, que chegou de paraquedas no rolê e precisa preencher um vazio imenso, tá passando por poucas e boas porque, obviamente, ninguém confia nele ainda. E, tirando Fitz e Simmons, o resto da equipe voltou pra casa, já sendo recebidos com a notícia de que a May capturou “ele”.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Rafael Augusto

Um hiperativo que não sabe viver sem ler, escrever, ouvir música, ver séries e filmes, geralmente tudo ao mesmo tempo. Fã de ficção científica, suspense, Stephen King e histórias em quadrinhos.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries