Posts Populares

Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D. – S06E10 – Leap

“Quem está morto não pode morrer” (ah tá, vai nessa rsrsrs)

Após May atirar em Sarge no episódio anterior, por incrível que pareça, ela não se lembrou, em momento algum, de ter atirado nele. Além disso, mesmo atirando, Sarge realmente é imortal.

Para tentar solucionar esse mistério, Fitz conversa finalmente com Deke, mas apenas no âmbito profissional, em busca de respostas e, logo, ele liga Coulson com a explosão dos três monólitos e a criação de Sarge e descobre que, possivelmente, Sarge é apenas um corpo e quem reside nele é um ser como o Motoqueiro Fantasma.

No meio dessa conversa, a agente Piper entra em cena e rouba algo um tanto quanto interessante: um fragmento de Shrike. Com isso, o plot principal se desenrola.

Izel, na verdade, não morreu, mas entrou no corpo de Davis (lembra que no fim do episódio anterior ele estava dormindo?), do Davis passou para a May, que atirou em Sarge, após isso, passou para a agente Diaz, que passou para Piper, roubou o fragmento do Shrike e passou para Deke, criou toda uma zona de suspeitas e passou para Fitz.

Após descobrirem que Izel podia fazer isso, rolou um teste de verdade ou mentira para saber em quem Izel estava, que foi quando descobriram que ela estava no Fitz.

Para evitar maiores desastres, Mack trancou Daisy e Ioiô numa cela em que Izel não pudesse entrar nelas. Porém, Izel foi entrando em cada um naquela sala até que fez com que Davis se suicidasse.

O objetivo de Izel era encontrar os monólitos, mas eles estavam destruídos e unidos em um dispositivo de Gravitonium, para isso, ela entrou no corpo de Mack, já que ele era o único que podia entrar lá.

Daisy e Ioiô saíram da cela e tentaram evitar com que Izel entrasse na cela, mas, nesse ínterim, Sarge, que estava começando a lembrar de algumas memórias, acordou e foi tentar derrotar Izel e lá, o diálogo entre eles confirmou a teoria de Fitz.

Ambos estão interligados, pois eles foram os únicos seres do planeta natal de Izel que conseguiu criar forma graças à existência dos monólitos. Por essa razão, Sarge nunca conseguia matar Izel.

Com isso, Izel pega o dispositivo já fora do corpo de Mack e, ao sair da sala, se depara com Daisy, Ioiô e Mack e decide entrar no corpo de Daisy, mas, como Ioiô sabia que ela ia ser um risco enorme, entrou na frente e Izel entrou em seu corpo.

Por fim, Izel, no corpo de Ioiô, pede para que Mack liberasse um avião para ela fugir e, mesmo assim, Mack libera e decide ir com ela para onde quer que fosse.

Portanto, esse episódio foi muito importante, pois ligou várias pontas soltas após o duplo episódio de antes e ainda nos deixou com um fio de esperança de que Coulson esteja vivo. O que acharam desse episódio? Deixem seus comentários!!!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Leonardo Aguirre

Graduando em História na UFMS campus de Três Lagoas, amante de séries, filmes, animes e livros.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries