Posts Populares

MasterChef Brasil Amadores – S07E01 [SEASON PREMIERE]

Como um formato pode deixar a temporada inteira a desejar…

E cá estamos para cobrir pela primeira vez o #MasterChefBrasil, o famoso talent show culinário da band. Durante 6 temporadas de amadores, o MasterChef teve um formato bem diferente do que estamos vendo nessa sétima temporada, em que entravam apenas 16 participantes, e víamos 1 se despedir por episódio até a final com 2 participantes. Durante a competição eles eram submetidos a várias provas como o desafio da Caixa Misteriosa, Leilões, Prova de Equipe, Prova de Eliminação e Teste de Pressão e afins. Porém, como resultado do cenário pandêmico, o MasterChef teve que fazer algumas mudanças para se adaptar a essa nova realidade, a que mais mexeu com a gente foi a de mudar de 16 participantes por temporada para 8 participantes por episódio, essa decisão acaba com o nosso apego aos participantes, já que o público de casa amava ver as trajetórias e o crescimento individual de seus favoritos, além disso, o programa adotou o distanciamento entre as bancadas, fim das provas coletivas e também das provas externas, e a limitação das idas ao mercado em que somente 4 participantes entram por vez para que não haja aglomeração. Porém, com todas essas medidas, vimos 0 prevenção, os jurados Paola Carosella, Erick Jacquin e Henrique Fogaça, a apresentadora Ana Paula e os participantes no palco sem nenhum equipamento de proteção individual, há momentos em que todos eles se juntam, enfim, tá uma palhaçada! hahaha. O SBT, para gravar o Bake Off Brasil, optou por confinar os participantes e fazer sua nova temporada sem modificar o formato, de fato uma decisão mais inteligente e mais amada pelos fãs que não verão mudanças.

nobody likes changes

Cada episódio é dividido em duas etapas: a primeira é uma prova classificatória, em que os oito participantes competem, já a segunda é decisiva, nessa apenas os “aprovados” na primeira prova competem. Por apresentar mais vencedores, o prêmio final do programa foi reduzido, em que todos os vencedores ganham uma série de prêmios mixurucas e um troféu minúsculo, ao total não se sabe quantos serão vencedores porque esse número ainda não foi divulgado pelo programa, mas por ter mais de um vencedor, diminui bastante o título MasterChef Brasil 2020.

PARTICIPANTES DO EPISÓDIO

A primeira prova foi uma Caixa Misteriosa em que quatro artistas brasileiros escolhem um prato de sua preferência para ser realizado na cozinha do MasterChef, ficando sob responsabilidade dos participantes fazerem uma reprodução do prato escolhido. Como são oito participantes, e quatro artistas, dois participantes cozinhavam o mesmo prato, vamos conferir as escolhas dos artistas e os participantes responsáveis por cada prato:

Ivete: Caruru

Cozinheiros responsáveis: Ali e Saulo

Fernando e Sorocaba: Galinhada

Cozinheiros responsáveis: Cilene e Thiago

Thiaguinho: Feijoada

Cozinheiras responsáveis: Jéssica e Claudia

Tirulipa: Strogonoff de Bode

Cozinheiros responsáveis: Cecília e Hailton

E as polêmicas já começam no mercado quando Ali pega toda a galinha, sendo que seu prato não exige galinha, ao contrário do prato de Thiago que é a galinhada cuja base é a galinha, confuso né? hahaha Thiago acaba saindo do mercado sem o principal ingrediente de seu prato, o que o leva ao desespero. Felizmente, após tomar um esporro de Ana Paula, Ali concorda em dividir o frango. Desnecessário né?

DESTAQUES

POSITIVOS

Saulo

Cilene

NEGATIVOS

Ali

Thiago

Por terem sido destaques negativos imediatamente, Thiago e Ali deixam a competição. Uma pena né? eles poderiam se destacar em outro momento se o formato não tivesse sido alterado. Deixando assim, Cecília, Claudia, Hailton e Jéssica ainda na competição, aquele famoso “foi bom? não foi, mas também não foi ruim”.

E O VENCEDOR DA PROVA FOI…

 

 

 

CILENE

(Como vencedora, Cilene terá uma vantagem na próxima prova)

Vamos para a segunda prova! Para a segunda prova, novamente houve o retorno da Caixa Misteriosa, dessa vez a caixa trouxe ingredientes presentes em cestas básicas. Contendo: arroz, feijão, açúcar, café, fubá, leite, e outros.

Com uma hora de prova, a missão dos cozinheiros é trazer criatividade e preparar um prato digno de MasterChef com esses ingredientes. Além disso, cada um terá direito a escolher uma proteína, tendo como opções: sardinha, fígado, asa de frango e bisteca de porco.

Como vantagem por ter ganhado a prova anterior, Cilene pôde escolher um ingrediente para retirar da Caixa Misteriosa dos seus outros 5 colegas, mantendo a sua intacta. MasterChef ama uma discórdia! haha. E vamos de feedbacks dos chefs.

Claudia

A primeira a ser avaliada foi Claudia, que apresentou um baião de dois cremoso com pimenta e chips de mandioca. Em geral, ela foi bem avaliada.

Jéssica

Já Jéssica fez um frango com ragu de cenoura, contendo ervilha, polenta e quiabo recheado. Esteticamente bem apresentado, Paola o descreve como prato sem nenhum defeito técnico, mas sem nenhuma emoção. Fogaça já diz que é um prato comum, que não dá vontade de comer.

Saulo

Saulo fez um arroz de limada com feijão e ovo. Optando por ser minimalista e não fazendo o uso de proteína, Saulo foi criticado por Jacquin pelo uso de sua louça que não valorizou o prato, Jacquin também afirmou que passou um pouco do ponto. Fogaça diz que o prato de Saulo não apresenta criatividade e está incompleto, mas também não é ruim.

Cilene

Cilene preparou um fígado acebolado com arroz e viradinho de milho. Fogaça argumenta que falta afeto na comida de Cilene. Já o chef Jacquin afirmou que ela cozinhou bem melhor na primeira prova.

Hailton

Hailton fez um fígado acebolado com arroz acompanhado de feijão, bacon e salada de repolho. Paola afirma que ele cozinhou bem e elogia o tempero do fígado e a cebola. Jacquin também afirma que ele mandou bem. E por fim, Fogaça, diz que Hailton cumpriu o propósito da prova de cozinhar um prato “menos é mais” mas que bem temperado e equilibrado. Hailton caiu no choro após ouvir o feedback, não julgo, pois faria o mesmo!

Cecília

Cecília fez uma bisteca suína acompanhada de arroz de milho, cenoura e creme de ervilha. Com comentários breves, Jacquin e Paola concordam que o prato estava muito sobrecarregado, porém gostoso.

Após a avaliação individual dos pratos, os chefs se conduziram para o restaurante do programa e realizaram sua escolha de quem levaria o troféu na noite. Mas sem mais delongas, o vencedor do primeiro troféu #MasterChef2020 foi:

 

.

.

.

.

.

.

HAILTON

Considerações Finais

Deixou aquele gostinho de quero mais, não foi? Na verdade, dá dó ver a cara de decepção dos concorrentes dizendo que o “Masterchef” era um sonho de vida e, no fim das contas, eles aparecem num único episódio, disputando um minitroféu e uma premiação mais pobre. O programa deixou de ser um reality e virou um game. Não dá mais para acompanhar a trajetória e a evolução dos cozinheiros, e escolher o seu predileto. Isso não significa que esteja ruim. Só não é mais o “MasterChef” que a gente conhece tão bem. A impressão que o episódio deu é de que a escolha do elenco primou mais por estereótipos do que pelo talento na cozinha. Teve a mãe séria, a rica, a caipira, o surfista, a surtada, a hippie… Personagens interessantes para memes e vídeos soltos nas redes sociais. E a culinária ficou em segundo plano. O programa parecia um “Minichef Brasil”.

Não se esqueçam de votar na enquete, hein!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Vitor Neves

Nordestino, do melhor estado: Alagoas. Técnico em Informática. Gosta de maratonar séries e realities nas horas vagas. Onde tiver Lana del Rey, pode chamá-lo que ele vai. Ama ver audições aleatórias no YouTube. Gosta de cozinhar. The Crown e The Handmaid's Tale contem com ele pra tudo.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries