Modern Family retoma as rédeas após dois episódios abaixo da média e vem com um episódio bem típico da série: um embate entre famílias, um embate entre casais, um embate entre pai e filha e piadas divertidas.
Blind side, para contextualizar, é um termo utilizado no futebol americano, que exemplifica uma jogada ofensiva onde o quarterback lança uma bola de risco, deixando um dos lados da defesa de seu time fora do campo de visão (ponto cego). Este episódio tratou justamente disso, colocar uma reviravolta de forma que não estivéssemos esperando nas linhas de história desenvolvidas.
O propósito de Blindsided foi dividido em três eixos principais, e bem dividido. Primeiramente, Luke e Manny concorrendo à presidência do conselho estudantil foi o fio da meada principal desse episódio, com Claire, Jay e Gloria interferindo e tentando fazer com seu seus filhos saíssem vitoriosos. A transformação de cada um dos candidatos no outro (com Luke usando um terno e Manny usando uma roupa mais descolada) mostra bem a essência de Modern Family em criar humor na inversão de papeis e de forma tão natural. Não soou forçado, nem no processo de candidatura dos dois, nem no envolvimento dos familiares (Jay e o depressivo Manny foram demais), nem no discurso final e resultado das eleições. Go Luke!
Hailey como promoter e Phill sendo o paizão que vai ajudar ela também rendeu boas piadas. A saída que estão dando para Hailey, após os maiores desastres que já aconteceram com ela (faculdade, Andy, Dillan) está sendo bastante interessante, mostra que o personagem dela ainda está na essência daquela adolescente irresponsável que conhecemos no início da série, porém lidando com dilemas de uma vida adulta. As piadas nesse núcleo estavam engraçadas e encaixaram bem no propósito do episódio, mesmo estando mais a parte do restante das tramas. Hailey mostrando para o pai uma lição sobre networking e medias sociais foi bem esperado, e soou natural na capacidade dela. Será que ela vai virar uma youtuber no futuro? Rs

modern-family-season-8-episode-3-6-554f
Guardei pro final os comentários sobre a guerra de Cam e Mitch, causada quando Cam traz Dwight para casa. O gigante (me identifico) se mostrou um estorvo na vida do casal, porém a situação piora quando Cam traz o lindo dogue alemão em cena para passar uns dias na casa deles. Os dois gigantes rolando no chão e quebrando tudo foi o terror de Cam, e a pokerface de Cam também disse muito. Nas cenas finais, com Cam treinando seu aluno para chorar e fingir que estava mandando ele embora pode ter soado um pouco previsível demais, mas no geral nos rendeu bons momentos dentro do episódio. Ah, eu quero um cachorro que tire os carboidratos da minha mão também!!

1920
As reviravoltas dessas três historias foram até que previsíveis, dado o decorrer do episódio: Luke se consagrando presidente, Cam conseguindo dobrar Mitch para que seu astro do futebol americano ficasse com eles, e Hailey dando um baile no pai com seu novo negócio. Com excessão deste último desfecho, os outros estiveram bem encaixados e conectados, pois trazem de pano de fundo a escola. Hailey e Phill ficaram mais soltos, mas mesmo ligeiramente descolados fizeram bom uso do tema do episódio.
Um episódio agradável e leve, típico de Modern Family e até agora o melhor da temporada, o que não que dizer muito após dois episódios bem medianos. Até semana que vem.
PS: aproveitem melhor a Alex, a pobre estava até engraçada se comunicando só com plaquinhas! hehehe
PS 2: o guru de Phill, típico do personagem. Hilário!

Fernando Zingler
Fernando Zingler

Gaúcho, engenheiro, mestre em Engenharia de Transportes. Ama Zelda, Pokemon e vôlei, e é apaixonado por séries e músicas em geral. No Panela, assim como na vida, fala coisas aleatórias sobre comedias românticas, tipo Modern Family e LOVE, e eventualmente participa da cobertura do The Voice.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: