A incansável busca pelo ‘quem sou eu?’.
Finalmente Modern Family decola nessa temporada e nos presenteia com um episódio bom e na essência da série. Se até então a temporada estava morna, previsível e andando praticamente no piloto automático, com esse episódio podemos vez que ela ainda é capaz de nos conquistar e render bons momentos entre a família mais amada da televisão.
Com a premissa de falar um pouco sobre nos definirmos, os papéis que desempenhamos dentro dos nossos círculos sociais, e como podemos manter e perpetuar essa essência. Parece filosófico, mas na verdade é bem simples a forma que o roteiro nos leva a estas reflexões, apostando em personagens fora de sua zona de conforto e enfrentando alguma dificuldade. O resultado não poderia ser outro: é engraçado!

TY BURRELL
O título do episódio faz uma referência a Phill e sua admiração ao homem do tempo Rainer Shine. O pai de família querendo ser amigo dele pela admiração de seu trabalho mostra bem como o personagem é ingênuo e atrapalhado. Quando ele acaba dando acidentalmente o caminho para que seu ídolo saia com sua filha, a confusão está mais que armada. A construção dos personagens de Phill e Hailey está no ponto, eles são quem são desde a primeira temporada. E juntos, conseguem nos fazer rir e nos envolver nessa história deles. Hailey ainda na busca do que quer ser profissionalmente é um bom caminho pra personagem, e está sendo bastante interessante nessa temporada, mesmo eu querendo ver mais do negócio de promoter que ela iniciou no episódio anterior: acho que pode render bem mais do que ela virar maquiadora tapa-buracos.
Cam e Mitch também estão bem nesse episódio, lidando com Dwight e o ciúmes de Lilly com o novo morador da casa. Esse plot ja havia sido introduzido anteriormente, e a construção aqui fica focada mais na pequena, que bola um plano maligno para se livrar do hospede indesejado. Tipicamente, os pais metem os pés pelas mãos sem perceber que tem ignorado a filha, e acabam pagando por isso – o que nem foi tamanha punição para esse casal fabuloso.

AUBREY ANDERSON-EMMONS, ERIC STONESTREET, JESSE TYLER FERGUSON
Ainda temos um pequeno plot com Alex, ainda com mono, tendo delírios se estava perdendo suas habilidades de extrema inteligência devido à doença. Luke espertinho, se aproveita da situação para dar o troco no jogo de Scrabble, e com a ajuda da mãe conseguem trapacear e quase ganhar o jogo. O questionamento de Alex sobre quem ela vai ser caso perca a sua inteligência entra direto na essência do episódio, e posso dizer que é muito bom ver ela sendo aproveitada pouco mais, apesar de não ter sido o lado cômico predileto do episódio.
Enfim, o melhor do episódio: Gloria e a tentativa de ensinar Fulgêncio um inglês correto, quando ela mesmo se atrapalha muitas vezes no idioma. Sofia Vergara arrasa na interpretação e nos manda um sotaque MARAVILHOSO para seu inglês corretíssimo, algo que simplesmente não é ela. Ri muito nas cenas dela conversando com Jay, cena que me lembrou muito o filme da pantera cor de rosa, e a emblemática cena do hambúrguer (veja aqui). E Jay, no foco do episódio ao lado de Manny, tenta ajudar o enteado a fazer seu video de aplicação para a universidade se afundando nos estereótipos da cultura colombiana, enquanto Manny no final deixa bem claro que ele é produto de dois mundos. O discurso do jovem é muito bonito e nos fez escorrer aquele suor masculino pelo rosto.

screenshot-2016-10-13-21-40-18

Com um bom episódio, Modern Family retoma as rédeas e mostra que pode fazer uma boa temporada ainda. Apesar de muitos fãs já estarem se manifestando a favor do cancelamento da série frente à sequência de episódios preguiçosos e previsíveis apresentados, a série ainda tem bons momentos, muitas vezes apoiado no talento de alguns personagens (Sofia Vegara, estou falando de você).

Fernando Zingler
Fernando Zingler

Gaúcho, engenheiro, mestre em Engenharia de Transportes. Ama Zelda, Pokemon e vôlei, e é apaixonado por séries e músicas em geral. No Panela, assim como na vida, fala coisas aleatórias sobre comedias românticas, tipo Modern Family e LOVE, e eventualmente participa da cobertura do The Voice.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: