Posts Populares

#NowPlaying – Love, Victor

Pride Month on #NowPlaying!

Junho é o mês do orgulho LGBTQIA+ e dia 28 de junho é o dia em que celebra-se mundialmente esta data. Essa data é celebrada desde os anos 70, por conta de um episódio que marcou a resistência de um grupo de pessoas LGBTQIA+ contra a violência policial e a homofobia. Claro, todo esse caso de discriminação não acabou ali. Hoje em dia ainda vemos muito no mundo, em especial no Brasil, o país que mais mata pessoas trans no mundo. Por isso é importante dar visibilidade e voz para ações que envolvam o mês do orgulho LGBTQIA+ e que contribuam para a luta contra o preconceito.

Aproveitando essa deixa, na última semana tivemos a estreia de “Love, Victor”, série da Hulu que nada mais é do que um spin-off do filme “Love, Simon”. Diferentemente do filme, quando tínhamos um cenário e um fundo super favorável a Simon para se assumir gay, a série tinha como intenção dar mais diversidade e visibilidade a situações não tão simples quanto as de Simon. Nós fizemos uma análise completa da temporada, e você pode conferir clicando AQUI.

Como o #NowPlaying é uma coluna de música e querendo aproveitar a série que tá aí fresquinha (acabei de ver a série no momento que estou escrevendo esse post) e ainda aborda a temática LGBTQIA+, que tal a gente dar uma passadinha na trilha sonora? Tem muita coisa boa e que você certamente vai querer colocar na playlist!

“Somebody To Tell Me” by Tyler Glenn – Abertura

Olha que legal, gente! Essa música, da abertura da série, foi criada justamente pra série, de acordo com minhas pesquisas. A música é cantada e foi escrita por Tyler Glenn, vocalista da banda “Neon Trees”. Se for parar pra pensar, faz todo o sentido a letra da música com o que a série aborda né? Victor precisa de apoio, de suporte, e é isso que a música fala “Preciso de alguém que me fale que vai ficar tudo bem…”. A série faz um golaço colocando um músico abertamente gay pra cantar o tema principal, a abertura, e é isso que a gente quer dizer quando fala de representatividade.

“Rendevouz” by Miss Benny – Episódio 1

Eu fui obrigado a colocar essa música. Primeiramente, vamos recapitular. “Rendevouz” é a música que toca quando Victor conhece Benji na escola. A câmera lenta em conjunto com essa música incrível dá todo o clima de “paixão platônica surgindo” hahahahahha Auge pro Benji bebendo água enquanto tudo isso acontece. E vamos de objetificação masculina né! O legal é que, além da música ser incrível, Miss Benny também é um artista da comunidade LGBTQIA+ e que me lembra muito Troye Sivan, um pop diferente, gostoso de ouvir. Outros sucessos incluem “One Damn Good Mistake” e “That’s My Man”.

“Real Games” by Lucky Daye – Episódio 2

Tem uma cena no teaser da série que mostra Benji ensinando Victor a fazer café, já que ele ia trabalhar ali e tal. E como Victor é novo no pedaço e tá achando Benji uma tentação, a música “Real Games” vem pra dar esse ar de sedução, de desejo proibido, e precisamos admitir que funciona demais hahahahaha Lucky Daye é um cantor de R&B relativamente novo na música, mas que faz algo bem singular e interessante. Ele mistura com um pouco de rap e me lembra algo que J Cole faz também. Tentei achar algo sobre a sexualidade dele, pra relacionar como os dois anteriores, mas o talento sobressai sobre qualquer rumor da sua vida pessoal, de acordo com o Google.

“Call Me Maybe” by Carly Rae Jepsen – Episódio 3

Impossível deixar essa música de fora né! É quase uma declaração de amor do Benji pro Victor hahahaha Primeiro, que essa música é um ícone e quem não conhece não viveu bem o pop na última década. Segundo que Carly Rae Jepsen é um ícone da comunidade LGBTQIA+, assim como Cheer e outras grandes divas. Carly se posiciona a favor das causas da comunidade e faz o estilo de pop que todos gostamos de ouvir. Agora, falando um pouquinha da música na série, ela aparece em dois momentos do terceiro episódio, mas ganha destaque quando Benji e sua banda tocam num arranjo bem diferenciado, após ganhar a batalha das bandas.

“Angel” by Finneas – Episódio 4

Finneas é figurinha carimbada na trilha sonora da série. Suas músicas aparecem em outros diversos momentos, e cabe relembrar que ele é um compositor de mão cheia né. Essa música em especial aparece durante o episódio 4, quando Simon e Mia estão conversando sobre suas mães, os problemas que suas mães possuem ou possuíam. Mia é uma personagem incrível pra trama, e merece destaque na trilha sonora também.

“Shades” by The Knocks – Episódio 7

Outra cena massa que aparece durante a temporada é durante a viagem de trabalho de Victor e Benji, que eles estão experimentando várias roupas. Isso é uma vibe bem filme da sessão da tarde, mas a trilha sonora faz a diferença pra ficar tudo mais divertido. The Knocks é um duo americano de música eletrônica e essa música foi lançada em 2018, apesar de ter um ar de música do início dos anos 2000.

“Dreamland” by Pet Shop Boys ft. Years and Years – Episódio 8

Essa é a música que toca no melhor episódio da temporada AKA episódio 8, logo depois de Victor conhecer Simon, que achei um crossover maravilhoso! É a música da boate em que eles estão, e que basicamente faz Victor se soltar mais, ser quem ele quer ser. O legal dessa música fazer parte desse momento é que temos um feat entre gerações diferentes. O Pet Shop Boys é um duo da década de 80, abertamente gays e ativistas dos direitos LGBTQIA+, enquanto a banda Years and Years vem bombando na última década, com seu vocalista Olly Alexander saindo do armário no meio de um show e se tornando uma das grandes figuras da comunidade LGBTQIA+. E acaba que é isso que acontece nesse momento na série também. O encontro entre Simon e Victor traz também esse cruzamento de gerações, onde Simon aparece como um amigo, um guia, um porto seguro pra Victor, que ainda está entendendo quem é.

“Missing U” by Robyn – Episódio 10

Como Carly Rae Japsen, Robyn também se tornou um ícone da comunidade LGBTQIA+ ao longo dos anos, mesmo não fazendo propriamente parte dela. Suas músicas, seu posicionamento a favor das causas e seu ativismo contra o preconceito em relação às pessoas LGBTQIA+ fizeram de Robyn alguém a ser admirada. Além disso, vamos combinar que as músicas são muito boas né. Essa em questão aparece na season finale quando Victor encontra e discute com Derek e Benji sobre como Benji é incrível e que ele não tem culpa de eles terem se beijado e que Derek devia perdoá-lo. É como se Victor estivesse jogando tudo pro alto querendo ver Benji feliz.

“Lost Without You” by Freya Ridings – Episódio 10

Pra encerrar minha lista que já tá longa, a cena que todo mundo esperava era o beijo romântico entre Victor e Benji, e ele só foi acontecer no fim do último episódio da temporada. Felizmente, o terreno foi bem preparado, o momento foi bem construído (Sorry, Mia) e a trilha sonora foi perfeita. Freya Ridings é uma cantora de pop mais voltado pro folk e pro soul, que ficou conhecida mundialmente pelo hit “Castles” de 2018. Antes, ela havia lançado a lista “Lost Without You”, que traduz bem o momento de Benji e Victor quando dão seu verdadeiro primeiro beijo. Um sente segurança no outro, sendo felicidade e confiança no outro. E por isso um precisa do outro.

.

E é isso minha gente. Representatividade é importante, a mudança de consciência é importante, lutar por respeito e igualdade é importante. Que possamos, em meio a tudo que vem acontecendo no mundo, tentar ganhar cada vez mais espaço pra comunidade LGBTQIA+ e tentar deixar as coisas mais iguais.

Abaixo você tem a playlist completa com todas as músicas que tocaram durante a temporada (ou quase todas) e, caso você ainda não tenha visto a série, não perde tempo! “Love, Victor” é uma série leve, que vai te fazer mergulhar no mundo de incertezas que a vida de Victor se tornou. E é mágico ver o seu desenvolvimento e sua evolução ao longo dos episódios.

Talvez Você também goste de...

Panela Indica 08.07.2020 Panela Indica #19

gostou da matéria? deixe um comentário!

Gerson Elesbão

Um @gerson incomoda muita gente, um @gersonrealoficial incomoda incomoda incomoda muito mais! É DC, é Marvel, é Netflix, é reality. Se a série for boa, chama no probleminha, bebê!

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries