E o Submundo chegou com tudo!

Esse episódio serviu pra matar um pouco da saudade de algumas personagens que há muito tempo não víamos mais na série e também, pra fazer odiarmos mais alguns (ou alguma, pra falar a verdade rs). Começamos o episódio achando que Emma já está no Submundo, acordando dentro do seu Fusca amarelo e dando de cara com Neal dentro dele, ela fica super emocionada de revê-lo e pergunta se já está no Submundo, mas ele responde que não e que lá é muito perigoso e por isso veio alertá-la, para que ela desista da ideia de arriscar sua vida por Hook mas é claro, que ela não arreda o pé né? E ele já sabia, mas diz que precisava tentar. Emma diz que se soubesse que isso era possível teria ido buscá-lo também, mas ele conta que não está lá e sim no lugar melhor (Ceú/Paraíso/como cada um queira chamar) e que está bem, pergunta de Henry e logo depois se despede. Eu nunca fui muito fã do Neal, inclusive não gostava do casal SwanFire, mas essa cena foi muito bonitinha, gostei até mais do Neal que deu vontade que ele aparecesse mais vezes rs
Logo depois, Emma acorda do sonho e está no barco chegando no Submundo com seus pais, Regina, Henry, Rumple e Robin. Ao chegar lá, se deparam com uma “cidade” igualzinha a Storybrooke e a torre do relógio caída no chão coma hora parada na mesma hora quando Emma chegou à Storybrooke pela primeira vez na 1ª temporada, guardem isso porque tenho certeza que vai dar/já tá dando história. Claro que lá no Submundo eles se deparam com várias almas vagando e Regina dá de cara com uma das várias pessoas que ela matou quando era a Rainha Má, Snow tá na lanchonete e de repente chega “David” todo faceiro e tasca um beijaço na boca dela, só que era James, o irmão gêmeo de David e pra completar, tivemos a volta de Peter Pan, o tão odiado/amado pai de nosso querido/detestado Rumple, que dá d ecara com ele na loja de penhores e o entrega o elixir que ele está procurando para que Emma e sua trupe encontrem logo Hook e eles possam sair dali o mais rápido possível.
O Submundo deve ser meio tenso, mas vocês imaginem só para Regina e Rumple que fizeram poucas inimizades (só que não) e mataram poucas pessoas (só que não 2) o quão tenso está sendo né?
Confesso que adorei a volta do James, achei divertido ele lá se aproveitando da Snow e aquele jeito bem debochado dele, queria mais ele também nesse Submundo, espero que tenha sido só uma amostra grátis nesse episódio 😛

1 2

No meio dessa caça à Hook e encontro com personagens inesperadas, encontramos Cora no salão da antiga casa de Regina e nossa verdadeira Rainha vai ao encontro da mãe, chamada pelo tal cara que ela matou no passado. Lá, Cora começa a conversar com ela e quando comecei a achar que talvez ela tivesse mudado, que se preocupasse de verdade com a filha, lá vem ela ameaçar Regina que se ela não saísse de lá em 1h, ela iria fazer com seu pai (que também estava lá) o mesmo que faz com o tal capanga dela, jogá-lo no fogo do Inferno, bem isso mesmo, meu povo rs. Só sei que foi o suficiente para eu lembrar perfeitamente porque eu não suporto essa mulher. Affff….
Enquanto vamos vendo o presente de Regina com Cora, voltamos com uns flashbacks de Regina como Rainha Má querendo o coração de Branca de Neve de qualquer jeito e seu pai Henry, desesperado para que ela não se torne a mãe e nem escolha os mesmos caminhos de Cora, inclusive pede ajuda a Cora pelo Espelho Mágico (já que ela tá presa em Wonderland) e depois dessa, Cora sai do Espelho, arranca o coração de Branca, Henry luta em vão e quando ela entrega o coração pra Regina deixando-a satisfeitíssima, se dão conta que Henry havia trocado os corações por de um guarda. Por isso, Regina o prende numa caixinha e manda sua mãe de volta à Wonderland, que acaba levando com ela a caixinha, não sei como Henry saiu dali e fiquei curiosa, mas enfim… voltemos ao presente! Eu sempre tive muita pena do Henry por tudo que Regina fez com ele, mas esse episódio foi emocionante porque ela encontra o pai com o tal do Elixir do Rumple, ele faz ela não desistir de abandonar os migos e Regina resolve enfrentar a mãe. Quando sua mãe cumpre com o trato e acha que destruiu o pai dela, ele simplesmente se livra do fogo e uma luz se abre na frente dele, ele vai pro seu merecido lugar melhor ( <3). E a conversa dos dois e Henry filho? Ai gente, achei tão bonitinha me emocionei! E fiquei mais feliz ainda pela Regina que há tanto tempo queria isso pro pai e viu com seus próprios olhos *-*

3

A parte super triste do episódio foi rápida mas dolorosíssima, que é quando Emma usa o Elixir pra ver e encontrar Hook e a imagem dele super machucado, sem vê-la e quase sumindo aparece na frente dela. Ai gente, que dor :'(
Não só eu, mas todos ali sentiram quase o mesmo que a Emma e ela desesperada, aii….
Não façam isso com meu ship, por quê eles precisam sofrer tanto?
Achei muito fofinho porque Snow e Charming estão super investidos em ajudar a filha a achar seu grande amor. Inclusive, depois que Regina conta do feito que aconteceu com seu pai, eles se dão conta de que podem salvar várias almas no Submundo e todos ficam empolgados com essa notícia, menos Rumple, claro. A operação já até tem nome como o próprio Henry diz: Operação Pássaro em Chamas. Adorei, kirido! 😛
Mas… Hook </3

4 5

E, no fim do episódio… conhecemos Hades, o Deus dos Mortos e o dono do Submundo. Descobrimos que Cora fez um pacto com ele para mandar Regina embora (coisa que ele quer muito) e como ela não atingiu seu feito, ele magicamente faz ela retornar a ser pobre, ser uma Miller novamente, estar grávida de novo e toda ferrada. Sabe o que eu tenho a dizer? BEM FEITO! hahah
E sinceramente? Já gostei desse Hades. Ah! E lembra daquela parada do relógio? Quando Regina olha pra ele depois de Henry “subir”, ele se move e Hades relembra isso, ou seja… seria Regina a Salvadora do Submundo? Ihhhhhh, só esperando pra ver!

6

Na promo já vemos o aparecimento de Hércules e Snow voltando à sua antiga forma. Sempre gostei muito do desenho de Hércules e espero gostar tanto assim na série, que eles não estraguem, pfvr! Hades já tá valendo, vejamos o resto. Até domingo, pessoal!

Caroline Azevedo
Caroline Azevedo

Complicada e perfeitinha. Me tira tudo, mas não me tira minhas séries e a música. Já que não tenho o meu mozão, shippo os mozões do mundo seriador: Delena, Captain Swan, Olicity e Zade são os principais. Entre os meus vícios, estão The Vampire Diaries, Once Upon A Time, The Originals, Arrow e Supernatural.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: