Posts Populares

One Day at a Time – S03E05 – Nip It in the Bud

“Você não pode fazer essas coisas, é diferente para nós”

Olha aí um episódio inteligente e pertinente que abordou um tema bem polêmico de forma leve e descontraída. A discussão da legalização da maconha vem sendo um dos maiores debates da nossa década, isso devido ao estigma de que essa é uma droga que faz tão mal quanto as demais. One Day at a Time teve a sutil decisão de abordar esse assunto trazendo ambas as visões sendo contra e a favor, ainda assim deixando claro que cada pessoa, ou cada família, reage de forma diferente a isso.

Penelope ao deixar Alex ir a um festival de música, descobre após segui-lo que ele usou maconha. Com isso, em seu grupo de terapia, ela leva o assunto em busca de uma solução, o que acabou mostrando alguns pontos de vista diferentes para ela, já que as outras mulheres aparentaram ser a favor da maconha, umas dizendo que o uso foi até mesmo importante e de grande ajuda para elas. Lupita decide então investigar o quarto de seu filho, e com a ajuda de Schneider, eles acabam descobrindo um pacote com algumas gramas de maconha. Obviamente Penelope iria ficar decepcionadíssima, mas Schneider tentou despreocupar ela, dizendo que aquela nem era uma maconha forte, e sim uma das mais fracas, e que ele, como um ex viciado, sabe muito bem que isso que Alex fez não é nada mais nada menos do que os impulsos (burros) de um adolescente de quinze anos.

Penelope decide então conversar com Alex, e aí vemos os dois lados da moeda. Entendemos que o estigma da maconha é algo que está entrelaçado na cabeça da sociedade, mas sabemos que há um viés muito contraditório e conservador por trás das pessoas que demonizam a liberação da planta. Entretanto, o que Penelope alerta para o seu filho é muito importante e emocionante, já que ela conta sua história de quando havia usado maconha e que acabou sendo presa por isso. Ela diz a seguinte frase:

“você não pode fazer essas coisas, é diferente para nós, e por ser latino, você ter cuidado dobrado”. Nisso percebemos algo muito triste e sério, que as regras para pessoas de cor não são as mesmas para os brancos. Eles possuem quase que um passe livre nesses casos, o que mostra um grande preconceito e racismo que há por trás desse estigma. É uma triste realidade essa que Penelope apontou, e a forma que ela fez isso foi muito boa, pois, mesmo ela indo contra, ela não fez um discurso falso moralista e conservador, pelo contrário, alertou o seu filho do perigo que é mostrando a verdadeira face da problemática.

Como um belo alívio cômico, tivemos abuelita indo para a ópera junto com Leslie, Elena e Syd. Lá, Lydia começa a ficar inquieta e acaba se engasgando. No que ela se engasgou, acabou pegando no paletó de Leslie uma bala que possui maconha em sua composição, o que logo fez com que ela ficasse super chapada. Essa bala é medicinal, e para as pessoas que não estão acostumadas ela trás o efeito da maconha bem rápido, e foi o que aconteceu com Lydia. Foi muito engraçado e inteligente a série trazer esse contraponto divertido que ilustrou muito bem o tema.

Com isso tivemos um episódio divertidíssimo e também bastante importante, que mostrou algumas problemáticas reais e tristes, conscientizando e dando aquele leve toque de crítica para as pessoas de mente super fechada. É isso pessoal, espero que vocês tenham gostado, nos vemos na próxima! 😀

Parceria:One Day at a Time Brasil

gostou da matéria? deixe um comentário!

Ricardo Souza

Tem gente que diz que sou um amorzinho, eu digo que sou um trouxa. Viciado em maratonar séries e ficar na bad depois de assistir tudo em um dia. Amo muito música indie, quando quiser me chamar pra ouvir Florence já sabe onde procurar. Mineiro do interior que não puxa o 'r' quando fala, mas adora um pão de queijo.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries