Poussey está morta?

Essa cena dolorosa, provavelmente, tinha que acontecer. Os guardas estão fora de controle, e as prisioneiras não ficam muito atrás, então alguém inevitavelmente ia se machucar. Adicionando um pouco de insanidade ao horror, foi Baxter Bayley que aplicou o estrangulamento aparentemente fatal em Poussey – e exatamente depois que ela recebeu uma promessa de emprego de Judy King, também.

Então, o desaparecimento aparente de Poussey foi cortado de maneira tão desajeitada que não ficou imediatamente claro como ela tinha vindo a ser estrangulada. Esta foi uma surpresa, uma vez que o episódio foi dirigido por um dos grandes expoentes da TV moderna – o criador de Mad Men, Matthew Weiner. Bem, em Mad Men o mais próximo de violência improvisada foi Don Draper com raiva arremessando seu scotch sobre a mesa. Detentas berrando e guardas brutais foram, assim, um novo desafio para Weiner – embora eu imagine que seu tempo escrevendo The Sopranos pode ter ajudado.

Skinhead Helen e suas comparsas foram implantadas como um alívio cômico em vez de vilãs, e havia uma sensação de engrenagens se encaixando no lugar enquanto elas declararam uma trégua com suas inimigas e concordaram em se unir para enfrentar os guardas. Em uma série que se leva a sério na maior parte do tempo, a aliança teria sentido artificial – racistas amigáveis são algo em que devemos prestar atenção cuidadosamente.

orange is the new black s04e12 1

O flashback da vida de Bayley pertenceria a uma série totalmente diferente… mas aqui é onde o toque de Weiner foi se tornando mais evidente, à medida que entrávamos no flashback para os anos de formação do guarda bem-intencionado como um nerd meliante. Vê-lo passar um verão sem rumo atirando ovos e tomando cervejas com seus amigos foi algo mais configurado para um filme do que para OITNB. No entanto, a sequência foi cuidadosamente colocada junta, tendo Weiner magistralmente transmitido as frustações dos homens jovens, como articular o tédio de meia-idade em Mad Men.

Por seu lado, Judy King tem encantado às demais detentas, com sua fala firme e promessas de emprego no mundo exterior. Mas um duro telefonema para o seu advogado mostrou o que estava por trás do véu. Ela quer sair de Litchfield imediatamente, e é estranho como ainda não conhecemos totalmente a personagem, mesmo que ela tenha sido tão influente e recebido tantos highlights nesta temporada.

orange is the new black s04e12 2

Eu não canso de dizer que Orange Is The New Black sempre conteve alguns dos textos mais inteligentes da TV. Como prenúncio do trágico encontro de Bailey com Poussey, Joe pediu ao ingênuo assassino que saísse antes que fosse tarde demais. “Este lugar esmaga tudo muito bem. É um monstro que tem crescido o suficiente e agora está tropeçando e esmagando cidades inteiras. Você não consegue sobreviver aqui… mesmo que você seja a cidade, um dia você será o monstro“. Essa fala foi maravilhosa – não tão dourada quanto um discurso lido, mas ainda eletrificante como uma poesia.

Por fim, era muito óbvio que o doente psicopata Humps seria o grande vilão nesta temporada. Muito melhor que isso, é ótimo ver o bullying praticado contra ele deve ser o único a defini-lo na lista de guardas no curso de colisão com as prisioneiras e suportar, em última instância, a responsabilidade pela morte de Poussey.

Piscatella é o tipo mais perigoso de vilão: o cara mau que acha que é o herói da jogada.

Henry Kapranos
Henry Kapranos

Se quiser falar de amor, fale com o Marcinho. Comigo você vai falar sobre reality shows, pop trending e cultura de gênero.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: