Corações Quebrados, Limites Atingidos e Muitas Decisões Quase Tomadas no Calor do Momento!Depois de apresentar o seu melhor episódio, Orphan Black tinha que lidar com os acontecimentos pós morte de Kendall Malone, e como eu sempre achei acabou não sendo fácil, todos estavam tristes, na BAD, sem querer viver, rancor e ódio tomavam contam dos corações do nosso clone clube. Cada clone teve uma maneira de lidar com os acontecimentos e o episódio focou nisso e como a auto destruição pode ser um caminho fácil para momentos de dor.

Sarah teve o maior tempo e diria que a reação mais dramática, querendo ou não, Sarah assumiu o papel de Beth, ela acaba sendo a maior responsável pelos planos e a seestra que acaba unindo todos a sua maneira para a busca de um dia melhor, e quando ela vê que foi a mesma que deu o aval final para o plano envolvendo o material genético de Kendall e que isso acabou com a morte da mesma, ela entra em um modo triste, psicodélico e sem rumo. As palavras de Siobhan doeram em mim, e não condeno a mesma por ter feito, Sarah deveria realmente a ter consultado.

1“You came to me an orphan. That’s all you’ll ever be. (Você veio para mim como uma orfã. Isso é tudo que você sempre será)” by Siobhan

E essa frase doeu em mim, Siobhan pegou pesado e pós a filha para fora de casa. De certa forma a culpa de Sarah a consumiu totalmente, se formos avaliar ela acabou trocando a vida de Kendall pela sua, em relação a retirada do dispositivo de terapia gênica. Sarah então resolve se entregar aos seus demônios, vai a um bar, bebê todas, fica loucaaa! Ela acaba encontrando Dizzy por lá, e sentimos aquele clima entre ambos, mas o que ninguém esperava era ver Sarah se entregando a um casal, em cenas super quentes, vimos aquela Sarah que se atracou com Paul no primeiro episódio da série, voltar a ativa. Ela acaba inclusive usando drogas, e temos a primeira comparação com Beth. Afinal teria Sarah chegado ao seu limite também?

Enquanto Sarah estava super ocupada, vemos Félix após descobrir que a irmã foi embora partir em busca de Sarah, quem mais poderia encontrar sua irmã louca? Somente Feh! Ele acaba encontrando Dizzy, mas por questões de desencontros não consegue interceptar a irmã no bar. Sarah até arruma aquela tradicional briga de bar, mas acabou sendo salva por Dizzy. Os dois acabam indo a casa de Dizzy, Sarah realmente quer se entregar a ele, e fazer sexo, ela está sedenta por isso. Mas nesse momento acabamos descobrindo mais sobre Dizzy, ele primeiramente menciona um amigo que tinha o mesmo implante de Sarah e que acabou morrendo, depois vemos que ao ver que Sarah realmente não tinha mais o dispositivo ele fica ainda mais interessado. Eu suspeito que alguém muito próximo a Dizzy ou até ele mesmo tenha o implante e ele quer apenas uma maneira de removê-lo. Sarah que a essa altura está entorpecida pelas drogas, quebrada, sem rumo e tendo visões de Beth, decide partir para sua parada final.

No seu caminho até a parada final, vemos diversas visões que Sarah tem de Beth, e de certa forma essas visões de Beth, na verdade são um alter ego da própria Sarah, todo seu lado destrutivo sendo mostrado como Beth. E nisso ambas tinham muito comum, o lado sofredor, a tendência por levar o peso do mundo nas costas, e de querer cuidar de todos, isso é uma característica de ambas, e quando Beth diz que as duas são mais semelhantes do que a Biologia que existe entre elas, eu não posso discordar.

2“There’s more than biology between us, Sarah. There’s something else. You can feel it, too” by Beth

Enquanto tudo isso aconteceu com Sarah, temos uma outra clone que sofreu muito com a morte de Kendall, e essa clone se chama Cosima. Cosima não consegue tirar de sua cabeça a cena da morte de Kendall, ela esteve presente, ela foi a testemunha, ela que de certa forma foi a clone convencida de que o plano daria certo, ela sente a culpa em cima de si, e quem não sentiria não é mesmo? As dores de Cosima, a falta de esperança acaba tornando nossa clone mais amor, um poço de amargura e sobra até para o pobre do Scott. Fiquei com dó dele, quando o mocinho lá menciona o parceiro de laboratório, e Cosima afirma que ela está morta.

Por fim vimos que Evie Cho é realmente uma mulher eficiente, ela apagou todos os traços da pesquisa de Cosima, mas acabou deixando algo que pode vir a ser muito valioso, o dispositivo que foi implantando em Sarah e que procurava colocar em Sarah a mesma doença que as outras clones portam. Talvez com isso seja possível encontrar uma cura para a doença que aflige LEDA e Castores. Após enganar Scott, Cosima se tranca no laboratório e em uma atitude desesperada, ela decide colocar o implante em si mesma, talvez funcione e talvez não? Muito arriscado Cosima, não faça isso com meu coração.

3

E fácil compreender como Cosima chegou a esse ponto, ela viu Kendall morrer por causa dela de certa forma, ela viu toda sua pesquisa e esperança de cura se esvair de sua mãe, ela perdeu o grande amor de sua vida, acredita que perdeu no caso, Cosima então toma medidas drásticas, afinal ela se encaminhava para uma rota de autodestruição naturalmente então usar um dispositivo que a poderia curar ou no caso dela morrer fornecer respostas para a cura de outras seestras séria um preço que poderia ser facilmente pago.

Mas Graças a Deus que Félix Existe, FÉLIX SALVOU O DIA! E neste episódio melancólico, pesado, cheio de drama e lágrimas, ele salvou duas Tatianas Maslany! Com Cosima ele precisou apenas fornecer um pouco de esperança, descobrimos então que após Delphine tomar um tiro, alguém a levou do local, DELPHINE IS ALIVE!

clone-dance-party1

De Repente a Felicidade voltou um pouquinhoo!

tumblr_static_cophine1

Vai ter COPHINE SIM!

Cosima então agradece graças a deus, e em um momento de lucidez quando quase estava colocando o dispositivo, até já tinha feito o corte larga tudo! Já com Sarah, o susto foi ainda maior, quando vi que ela teve a alucinação com Beth, e vi aquela bolsa ao lado do viaduto e o trem vindo, meu coração gelou! Mas Félix chegou a tempo e salvou a irmã de seguir o caminho de Beth!

E se Félix existe graças a deus, Kira e Krystall também existem! As duas de certa forma foram importantíssimas para essa missão resgate de Félix. Cada vez mais a menina Kira mostra seus poderes, é algo fora do normal, séria Kira o denominado ser humano perfeito que todos procuram? Começo a pensar nisso viu.

5

Falando dessa trama envolvendo cura e um humano perfeito, temos que falar de Rachel Duncan, finalmente descobrimos a localização do esconderijo onde ela se encontra, Ilha do Dr. Moreau. Curiosamente é o título do livro onde se encontravam pistas de uma possível cura, lembram? O livro de Duncan!

Se algumas clones chegaram tão próximas de seu limites com a falta de esperança, isso é o que não podemos dizer sobre Rachel Duncan, ela é uma lutadora feroz quando tratamos de sobrevivência, ela vai usar todos os meios, influências e persuasão, mas confesso que temo por Rachel também, a conversa entre ela, Susan e Evie Chó não foi animadora. Aparentemente Susan Duncan jogou tudo para o ar e se aposentou de suas funções na Neovolução.

Mas acredito que Rachel irá persuadir Ira e Charlotte e fugira da Ilha do Dr. Moreau com os dois, afinal os três tem uma semelhança genética e uma necessidade em comum. Sobre Evie Chó, vimos que o tratamento que ela teve de terapia gênica deixou sequelas, como a herpes, aparentemente existe uma nova terapia ainda mais poderosa e Evie será a primeira paciente a toma-lo. Será que esse tratamento poderia curar nossas clones? Enfim, o que importa neste momento é o tom de ameaça da Neovolução para as clones do Projeto LEDA que sabem de tudo, isso inclui Rachel, Alisson, Cosima, Sarah e Helena, é tenho medo por elas.

Sabemos que a vida de nossas clones corre uma série perigo, entretanto os meios serão diferentes dos tomados no projeto Helsinki, acredito que veremos a vida de cada umas de nossas seestras desmoronar e a primeira a sofrer consequências foi Alisson. Já sabíamos que aquele detetive implantado na polícia não era flor que se cheire, Martin Duko se mostrou um grande inimigo para nossas seestras, sendo o responsável pelo tiro que matou Kendall. A cena do embate entre Arthur e Martin foi linda, Art fez tudo que queríamos fazer e acredito que veremos Siobhan no seu modo mais agressivo nos próximos episódios e teremos nossa vingança.

4

O episódio foi dramático para Alisson, abalada pela morte de Kendall e pela falta de esperança por uma possível cura, ela se mostrou em pedaços quando sozinha e uma fortaleza poderosa quando estava próxima dos outros. Donnie sabia disso e chamou o Reverendo para tentar fazer Alisson se abrir, vimos que acabou sendo a toa. Alisson é uma fortaleza poderosa e organizou a festa da filha que acabou de um modo triste. Vimos que a polícia prendeu Donnie Hendrix por tráfico de drogas e veremos nos próximos episódios uma Alisson ainda mais abalada, e vimos no final Martin Duko se revelando para Alisson.

Ainda tivemos Rachel tendo visões com um cisne, visões projetadas por alguém? O que tem nesse olho? Para uma cena de encerramento de episódio fiquei ainda mais instigado.

cisne

Tivemos ainda o retorno de Mika, dessa vez nossa clone misteriosa apareceu para a pequena Kira, e o que as duas falaram? Eu não sei, mas já estou curioso para saber o que aconteceu entre essas duas.

mika

Por fim o episódio foi ótimo, só faltou nos trazer um pouco sobre Helena. Outro ponto é esse sumiço sem justificativa de Cal, sabemos que o ator está em Game Of Thrones ajudando Khalessi, mas gostaria de ver uma justificativa coerente para o sumiço do pai da Kira. Por fim deixo a promo do próximo episódio que promete mais ação e problemas para o Clone Clube.

 

Lindomar Albuquerque
Lindomar Albuquerque

Canceriano com ascendente em Sagitário, ou seja UMA ÓTIMA PESSOA! Atualmente um louco que faz Doutorado e que já se formou em Química. Viciado em The Voice, séries e Indie Rock. Gosta de gastar o tempo que não tem para escrever sobre The Voice, The Flash, Bates Motel, Orphan Black, The Vampire Diaries e Westworld.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: