Posts Populares

Outlander – S04E03 – The False Bride

Bem vindos à Fraser’s Ridge!

Após um episódio anterior muito intenso, esse veio pra, de certa forma, confortar um pouco os nossos corações. Digo um pouco porque não tem como esquecer acontecimentos tão fortes do último episódio antes desse e, principalmente, que por mais fofo que foi ver Jamie e Claire fortalecendo e firmando cada vez mais o amor e a vida deles, tivemos momentos bem tristes com Brianna e Roger, então não foi tãoooo reconfortante quanto esperávamos.
Preciso começar dizendo que garrei ranço daquela tia Jocasta do Jamie e eu sabia desde o começo quando eles chegaram em River Run e a conheceram, que ela não ia ser tão adorável quanto parecia ser, assim como meu sexto sentido me avisou sobre o tal do Bonnet. Dito e feito pra ambos, apesar da Jocasta ainda ser menos pior do que o bandido nojento lá. Digo menos pior porque apoiar a forma como a “lei” lida com os escravos, optar pela riqueza ao invés da humanidade e ainda ser escrota com a Claire do jeito que ela foi, affff… minha vontade foi de voar a mão na cara dela. Claro que a Claire nunca deixa barato e respondeu à altura, mas já imaginei uma revolução de escravos acabando com a raça dela :X
O que importa é que estamos livres da presença dela, ao menos por enquanto.

Mas, vamos falar logo da parte fofa e triste do episódio que foi Brianna e Roger. Eu tava toda trabalhada nos “awwns” e “iti malia” com eles juntinhos no festival escocês, com ela conhecendo suas raízes escocesas, falando que é uma Fraser, com o episódio mostrando o paralelo de Claire e Jamie na Carolina do Norte fazendo o mesmo caminho que eles só que anos atrás e eles em 1970, até que veio aquela cena caliente dos dois e eu já tava pronta pra derreter de amores e empolgadíssima, maaaas… nem tudo são flores não é mesmo? Achei o Roger beeeeem estraga prazeres e sem noção de ter parado no meio pra dar aquele presente pra ela, ter se declarado e simplesmente do nada pedir ela em casamento, acho que ou era antes ou era depois e super entendi o ponto dela. Na verdade, pra ser bem sincera, eu entendi também a frustração dele com o relacionamento e as expectativas que ele tinha sobre ela. A Brianna é muito parecida com o jeito da Claire e o Roger me lembra um pouco o Jamie antes de conhecer a Claire, que foi sendo orientado em vários casos pela amada. Acho muito interessante também a forma como eles falam de machismo sem mencionar o nome machismo ou machista, porque o Roger foi extremamente machista com a Brianna assim como Jamie já foi com a Claire no passado, mas se isso ainda existe forte nos tempos atuais, avaliem em 1970. Achei bem egoísta da parte do Roger não entende o momento de vida da Brianna e nem as justificativas dela, mas sofri quando ela foi embora e vi meu casal se dissolver, nem que seja por um tempo, já que não sei quando eles vão retomar isso porque sei que vão. Só nos resta esperar pra ver mesmo…

Por fim, vamos falar dos donos e proprietários dessa série chamados Jamie e Claire Fraser. Confesso que eu ainda me surpreendo que não tem um mísero episódio que eles não sofram, os pobis rs. Nesse foi a Claire perdida na floresta no meio da tempestade e Jamie desesperado procurando por ela na floresta, tudo bem que não foi nada desesperador em termo de tempo e de tudo que eles já viveram, o assustador mesmo foi a Claire ter encontrado aquele crânio do índio morto e que além de aparecer em espírito pra ela no meio da mata E da tempestade, ainda “usou” as botas dela para levá-la ao encontro de Jamie. Olha, eu não sei vocês, mas eu estaria toda cagada depois disso e a Claire ficou pleníssima contando pro Jamie e quando se deu conta que era um espírito quando apareceu a primeira vez, eu sairia correndo real dali e nunca que iria querer um casa por ali por perto. Mas, ela claramente é e sempre foi mais evoluída que eu e quando se deu conta desde que a rançosa da Jocasta disse a ela que o Jamie era muito pra ficar atrás de um balcão de gráfica e do quanto ele gosta de cuidar de animais e de terra, embarcou na paixão do amado e aceitou feliz sua escolha de viver no meio do mato em vez da cidade. Achei fofo eles terem um lugarzinho deles finalmente e que até nome já tem: Fraser’s Ridge. E nós vamos continuar acompanhando essa jornada linda deles passo a passo <3

Ah! Preciso falar que fiquei curiosa em saber que o crânio do índio é de um viajante do tempo e pra saber se é ou será alguém importante nessa empreitada. E também fiquei super orgulhosinha do Ian nesse episódio, porque eu sempre revirei os olhos pras rebeldias dele com os pais, mas dessa vez quando ele explicou tudo pelo que ele passou e o porquê dele ser um novo homem e não mais um menino diante de tudo, fez total sentido e reagi tipo o Jamie com aquele sorriso de tio orgulhoso e fiquei feliz também em saber que ainda veremos mais dele, eu adoro esse menino!
Comentem aí embaixo as impressões de vocês do episódio e o que esperam pro futuro da temporada.

 

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Caroline Azevedo

Seriadora de carteirinha. Shipper de plantão. Friendsmaníaca. Viciada em música. Feminista. Meu sonho é ser uma Sense8 e me dividir em várias partes para conhecer esse mundão afora, tudo ao mesmo tempo, agora.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries