Posts Populares

Outlander – S04E04 – Common Ground

A história do matador de ursos e o corvo branco.

Nesse episódio, tivemos umas notícias um pouco bombásticas e uma que me deixou abaladíssima até agora. Na verdade foram duas, mas uma delas eu estou ansiosa para ver acontecer, já a outra eu tô orando a todos os céus que haja algum tipo de engano e não aconteça. O episódio como um todo não foi daqueles de não ter como tirar os olhos da tela, mas teve momentos bem tensos e super fofos do nosso casal preferido. Ver eles construindo sua casa, a família e cada vez mais unidos não tem preço, foi tudo que a gente sempre quis <3
Mas, pra quem pensou que ia ser fácil assim, quando se trata de Claire e Jamie nunca é, não é mesmo? Quando Jamie, Claire e Ian começam aos poucos a construir Fraser’s Ridge, os índios Cherokee se incomodam com a presença deles e resolvem demarcar território causando uma tensão entre os lados e sem fazer os 3 entenderem como agir e como acabar com essa rixa sem prejudicá-los. Confesso que por mais que eu ame essa família e tudo mais, nesse momento eu tive que ficar ao lado dos índios porque como sabemos, a história dos EUA (assim como a nossa também) foi justamente colonizar terras que pertenciam aos indígenas, mas foram roubadas pelos americanos. Em um diálogo, Jamie diz a Claire que ele não pretende passar do limite que o pertence, como se as terras dos índios não fosse bem aquelas que ele tá tomando, mas tenho a ligeira impressão que foi colocado dessa forma no episódio para ser mostrado que Jamie em momento algum foi inimigo dos índios, até porque ele é o grande mocinho da história. Essa rixa continua firme e forte durante algum tempo e os fazem acreditar que os Cherokee roubaram seus suprimentos e que, inclusive, estavam sendo rondados por um urso, o que faz Jamie ir atrás do tal cara (que eu esqueci o nome agora rs) que tem um papo reto com os índios e promete oferecer tabaco em troca de paz, mas acaba que antes que ele possa fazer isso, ele é ferido pelo tal “urso” que descobrimos logo mais que não passa de um índio que foi desertado pela tribo Cherokee pelo comportamento imoral com sua esposa e é reforçado algo que é mostrado no episódio inteiro: os índios nunca foram inimigos dos Fraser, eles apenas queriam garantir o espaço deles e nunca fizeram nenhum mal à eles. Isso é bem interessante, porque até hoje é difícil achar um filme/série que não mostre os índios como vilões e os colonizadores como mocinhos. Jamie acaba matando esse desertor e por conta disso, consegue uma trégua e até uma amizade com os índios que se mostram muito gratos ao tal “matador de ursos”. Nesse momento em que é concretizada essa amizade e a vozinha fofa índia conhece Claire é quando eu senti uma tensão no ar, apesar dela ter tido visões super bonitas do trabalho médico de Claire, mas quando ela falou de morte eu já senti aquele arrepio na espinha…

Enquanto tudo isso acontece em 1770, Roger e Brianna vivem 200 anos depois em 1970 e novamente é mostrado cenas da época em que Claire e Jamie estão vivendo com Roger no futuro lendo sobre o que aconteceu no passado, eu acho muito legal esses paralelos e creio que eles devem explorá-los até aonde der. E é justamente lendo sobre isso que Roger descobre sobre Fraser’s Ridge e descobre que Claire reencontrou seu grande amor, fazendo com que ele lembre logo de Brianna e ligue para contar a novidade a moça. Quando os dois se falam no telefone, foi uma coisa muito fofa, tanto ela quanto ele claramente tímidos, porém excitados de estarem falando um com o outro depois de tanto tempo e a colega de quarto dela demonstrando que ela tem falado e muito dele. Awwwwn, voltem logo, nunca pedi nada a vocês! Brianna fica muito emocionada com a notícia e Roger muito feliz também, porém um pouco depois ele descobre a tal da notícia bombástica que eu espero que haja qualquer engano porque só em imaginar não sou capaz de suportar: Claire e Jamie morreriam 2 anos depois da construção de Fraser’s Ridge devido a um incêndio. Isso não pode ser verdade, APENAS! Esses dois ficaram 20 anos separados para viverem nem 10 anos juntos? E a visão da vozinha que previa que Claire adquiriria uma sabedoria médica incrível quando tivesse com o cabelo branquinho? Isso não são apenas 2 anos, tem que ter caroço nesse angu, PLMDS! 🙁
E como se não bastasse uma notícia bomba, lá vem outra, mas essa vem boa e muito boa… quando Roger resolve ligar pra Brianna pra conversar com ela sobre o assunto, a colega de quarto que ela foi pra Escócia reencontrar a mãe, mas sabemos muito bem em qual época sua mãe está né? Ou seja… em breve veremos Bree não só reencontrar Claire, como conhecer seu pai Jamie, AAAAAAA! E muito provavelmente, Roger irá atrás dela! Isso sim eu quero agora na minha mesa *—*

Esse episódio serviu pra me deixar bem desesperada para as cenas dos próximos episódios e temporadas, com o futuro da série, pra me deixar ansiosíssima pra esse encontro de pai e filha Fraser e reencontro de mãe e filha, pra um provável retorno de Roger e Brianna e, claro, pra morrer de amores com a perfeição de Claire e Jamie, que Jamie me fez suspirar 132243 vezes durante todo o episódio com todo o cuidado, carinho, amor, adoração e dedicação eternas que ele tem por Claire. Esses dois tem que ser eternos, não aceito nada diferente disso. E tenho dito!
Comentem aí embaixo as impressões de vcs sobre o episódio 😉

gostou da matéria? deixe um comentário!

Caroline Azevedo

Seriadora de carteirinha. Shipper de plantão. Friendsmaníaca. Viciada em música. Feminista. Meu sonho é ser uma Sense8 e me dividir em várias partes para conhecer esse mundão afora, tudo ao mesmo tempo, agora.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries