Posts Populares

Panelaço: As Cenas Mais Tristes das Séries

Peguem o lencinho e venham chorar!

Olá pessoal, mais um panelaço na área e hoje o tema é bem emocionante. As séries são produtos da mídia que servem muitas das vezes para representar situações, passar mensagens e criar conceitos. Com isso, cria-se uma identificação com a trama e com os personagens, o que faz com que um laço seja estabelecido entre o produto e o consumidor. Sendo assim, tudo que acontece na narrativa, acaba por nos afetar de alguma maneira, principalmente nos momentos tristes dessas séries. Quem aí nunca chorou vendo o último episódio da sua série favorita? Ou então quando aquele seu personagem tão querido acaba morrendo? Pois bem, hoje vamos falar desses momentos e trazer para vocês uma seleção das cenas mais tristes das séries. Lembrem-se que é uma lista pessoal, então alguns itens abaixo podem não ter emocionado vocês, sendo assim, já adianto para comentarem no final da postagem quais as cenas mais marcaram vocês. Vamos lá? 😀 

The Vampire Diaries – Funeral da Xerife Forbes, Caroline para sua mãe (6×15)

Texto by: Lindomar

A mãe de Caroline, a melhor amiga de Damon Salvatore, por seis temporadas vimos Liz Forbes interpretar uma das personagens mais fortes e corajosas de toda série. Seu final envolveu uma morte natural, algo inesperado e raro em The Vampire Diaries, onde corações são arrancados, cabeças decapitadas, corpos são queimados por bruxas ou você apenas acaba se tornando alimento de um vampiro faminto. Liz foi uma das personagens mais amadas por todo fandom, ela cresceu aos poucos e por muito tempo ao lado de Alaric ocupou o papel de uma personagem mais adulta no meio de todos os outros personagens mais jovens. Sua partida foi dolorosa e acabou rendendo alguns plots para o enredo da série, e estamos todos ansiosos demais para ver seu retorno de alguma forma na Season Finale!

Cena Favorita: A cena onde Caroline se conecta a sua mãe prestes a morrer, e enxerga ela ensinando uma pequena Caroline a andar de bicicleta.

Clique aqui para acessar nossas reviews de The Vampire Diaries

Grey’s Anatomy – You Cut Off My Leg (9×01)

Texto by: Isabella Oliveira

Como todos sabemos, Grey’s Anatomy é uma das séries com mais momentos “choráveis” de todos os tempos, até porque ela já tem quinze temporadas, e deu pra acontecer inúmeras tragédias nesse meio tempo. Escolhemos, então, um dos momentos mais pesados, porém menos comentados entre os fãs: o período, logo após a famosa queda do avião, em que Arizona teve um grave problema de saúde que só poderia ser resolvido se sua perna fosse amputada, mas ela não queria isso de jeito nenhum. Então, sua situação ficou tão crítica que ela teve que entrar em cirurgia de emergência e Callie teve que escolher por ela. Acabou escolhendo, de maneira totalmente sensata, amputar a perna, mesmo que tivesse prometido não fazer isso, afinal o que é uma perna perto da vida da Arizona?

Porém, a cirurgiã pediátrica e fetal mais amada da série não viu dessa forma, e se ressentiu de Callie muito tempo por essa decisão. Tanto que o casamento delas quase acabou, e Callie quase perdeu duas das pessoas que ela mais amava no mundo, considerando que Mark morreu logo após o acidente. Shonda realmente não teve pena nem das duas, nem dos fãs.

Clique aqui para acessar nossas reviews de Grey’s Anatomy

The Handmaid’s Tale – Julgamento de Ofglen (1×03)

A primeira temporada de The Handmaid’s Tale é considerada por muitos uma grande obra prima por diversos motivos, e um deles são as cenas impactantes e tristes que ainda buscavam trazer a veracidade e melancolia da incrível trama. Sendo assim, uma das cenas mais tristes da primeira temporada ocorreu logo no terceiro episódio, que por sinal é para mim um dos melhores da série. Sendo capturada pelo governo de Gilead, Ofglen e sua parceira são condenadas por serem descobertas tendo relações homoafetivas. Ser homosexual no governo de Gilead é um crime bárbaro, e por isso eles decidem julga-las de maneira lastimável. Sendo Ofglen uma Aia fértil, ela acabou tendo como punição a retirada de seu clitóris, o que ainda assim não a impedia de ser Aia e gerar filhos. Já sua parceira teve um final ainda mais triste, sendo condenada à morte. O pior foi Ofglen ter que assistir a tudo sem poder fazer nada… Ela viu mais uma vez o amor sendo arrancado das suas mãos. A cena é triste e forte, e acho que resume muito bem a mensagem que a série tenta passar para os telespectadores.

Clique aqui para acessar nossas reviews de The Handmaid’s Tale

My Mad Fat Diary – Desabafo de Rae (2×07)

Está aí uma série que merece muuuito mais atenção das pessoas, e por ser a primeira vez que ela aparece aqui no site, eu logicamente encherei a bola dela, até porque ela merece, pois, QUE SÉRIE INCRÍVEL! Então resumidamente, MMFD conta a história de Rae, uma adolescente de 16 anos que acabou de sair de um hospital psiquiátrico após uma tentativa de suicídio. A série mostra a tentativa de Rae em se ressocializar e reconquistar a amizade de velhos amigos. Ela tem um grande problema de fobia social, além de ter problemas de auto estima por conta do seu peso e sua aparência. A série trata com bastante carinho e com um humor bem inteligente, temas importantes e sérios que devem ser debatidos.Dito isso, é de se esperar que com uma trama assim, teríamos cenas bem tocantes durante a série. Nesse episódio, tivemos a ida de Rae ao seu psicólogo da qual estava a ajudando bastante com conselhos pertinentes, além de ele ter conseguido conquistar o carinho de Rae. Dr. Kester então começa a fazer uma sessão de “descarrego” com Rae, após ela ter entrado em uma crise por conta de problemas com sua aparência que ela tinha voltado a ter. Com isso, Kester dá um conselho lindo e emocionante, que definitivamente serve para todas as pessoas que assistem… E tudo fica ainda mais tocante quando vemos que Rae, mesmo com seu gênio tão difícil, ouve e se entrega às palavras de seu psicólogo, fora que as escolhas dessas palavras são de uma compaixão enorme. Vejam e chorem comigo <3

This Is Us – Super Bowl Sunday (2×13/14)

É claro que a série que mais faz as pessoas derramarem rios de lágrimas não poderia ficar de fora, e eu agradeço aos meus migos que insistiram para eu ver essa obra prima aqui, foi uma das melhores coisas que eu fiz esse ano. Como eu já mencionei, TIU possui uma lista enorme de cenas tristes/emocionantes que arrancam lágrimas de qualquer pessoa que veja, mas deixar o episódio inteiro do Super Bowl Sunday de fora seria um crime, pois esse episódio é triste do início ao fim por conta da fatídica morte do nosso querido Jack Pearson. Mas eu decidi juntar o episódio 13 com o 14, pois no pós temos cenas de partir o coração, com Rebeca contando para seus filhos sobre a morte de Jack, com o enterro dele, entre outras cenas de partir o coração. Mas, sem sombra de dúvidas, o momento em que a tão sonhada casa dos Pearsons começa a pegar fogo, é de fato, o momento mais enternecedor de todos, pois ao decorrer que isso acontece, vemos os cenários em que cada pequeno detalhe representa uma história que aquela família havia construído e vivido, além do fato de que Jack e Rebeca lutaram muito para conseguirem fazer isso para eles e para seus filhos. Muito amor por essa série, que nos comove e envolve com tanto carinho, pois esse episódio mereceu todas as lágrimas, e também, todas as conquistas, recordes e reconhecimentos que ele ganhou.

Obs: Usei como exemplo em vídeo uma montagem que ficou excelente, pois conta a trajetória dos personagens até chegar no momento da morte de Jack, e termina com o luto da família Pearson </3

Clique aqui para acessar nossas reviews de This Is Us

Glee – Make You Feel My Love (5×03)

Glee, assim como This is Us, é uma série que conta com inúmeros momentos que nos fazem derramar litros de lágrimas, mas, sem sombra de dúvidas, o momento que mais faz qualquer um, seja fã da série ou não, derramar mais lágrimas é esse aqui. Eu retirei esse “pequeno” texto que eu fiz de um outro panelaço, que você pode ler clicando aqui, pois meu sentimento sobre essa performance não mudou uma vírgula, e como eu acho que descrevi muito bem, vou somente repetir o que já disse. Tenho muito a dizer sobre essa apresentação. A começar por dizer que TODA VEZ que eu vejo essa apresentação eu choro… É inevitável, pois eu me recordo do fato como se fosse ontem. Lea nessa canção não estava interpretando, ela simplesmente mostrou a verdade do que estava acontecendo no momento. A morte de Cory definitivamente mudou o rumo da série, foi lamentável o ocorrido, e com toda a certeza a pessoa que mais deve ter sofrido com isso foi Lea, ela sendo parceira dele tanto na série quanto na vida real. Desde o início da apresentação Rachel estava com os olhos cheios d’água, e é lógico que ela não iria conter isso. A cada verso, era um pedaço da história de ambos que ela contava, a cada lagrima que caia, era uma lembrança do que Cory/Finn foi para Lea/Rachel. A sinceridade que Lea passa no trecho “I’d go hungry, i’d go black and blue. I’d go crawling down the avenue. No, there’s nothing that I wouldn’t do. To make you feel my love” é linda, e é nesse exato momento em que eu não me contenho. Acho que eu nunca vi na minha vida uma interpretação para uma música que fizesse tanto sentido quanto essa, e apesar de tudo, Rachel cantou de forma simples, até por que o momento não exigia um espetáculo, e sim uma mensagem singela de uma despedida. Essa despedida me toca, e Make You Feel My Love é um dos raros momentos que vemos em uma série que te fazem realmente repensar em tudo o que está acontecendo, e o porquê de tantas pessoas se identificarem com o que está assistindo. Essa apresentação é triste, mas ao mesmo tempo um conforto para todos os fãs da série.

Clique aqui para acessar nossas reviews de Glee

Menção Honrosa: A Million Little Things – Rome e Regina (1×06)

A Million Little Things é a nova série da ABC que veio tentar disputar o título de melhor drama junto com This Is Us. Resumidamente falando, a série conta a história de um grupo de amigos que tentam restabelecer suas vidas após um deles acabar se suicidando. A série ao meu ver ainda não conseguiu passar toda a emoção que poderia passar, principalmente se comparado a This Is Us, mas ainda é muito cedo para tirar conclusões, já que a série só lançou sete episódios. Até agora, uma das cenas que mais me tocou foi essa daqui, em que Regina descobre que Rome, seu marido, havia tentado também se matar, e só não o fez, porque no exato momento que Rome ia ingerir uma quantidade enorme de comprimidos, Gary, um dos amigos do grupo, liga para ele e conta que Jonathan havia se matado, o que faz Rome cuspir os remédios e desistir de cometer tal ato. A reação de Regina ao encontrar a carta de despedida que seu marido havia feito é bem emocionante e muito desesperadora. É compreensível ver que ela ficou tão exaltada, triste e confusa, e é mais triste ainda ver Rome dizendo que, mesmo com uma vida praticamente perfeita, ele também não entende o por que de ele não querer vivê-la. Enfim, eu recomendo essa série aqui viu gente, mas estou torcendo para ela melhorar mais ainda.

 

Talvez Você também goste de...

gostou da matéria? deixe um comentário!

Ricardo Souza

Tem gente que diz que sou um amorzinho, eu digo que sou um trouxa. Viciado em maratonar séries e ficar na bad depois de assistir tudo em um dia. Amo muito música indie, quando quiser me chamar pra ouvir Florence já sabe onde procurar. Mineiro do interior que não puxa o 'r' quando fala, mas adora um pão de queijo.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries