I miss you Glee

Olá pessoal, hoje é dia de panelaço! E hoje para aproveitar o mês em que completamos um ano sem essa série que marcou gerações, nada mais justo do que fazer um panelaço de Glee. Eu irei fazer dois panelaços, esse primeiro, contaremos com a presença dos 6 melhores solos que já tivemos em Glee, e o próximo será das 6 melhores performances em grupo. Claro que esse ranking é pessoal, então sinta-se a vontade para comentar quais foram as suas performances solo favoritas na série. Vamos nessa então?

6º – “Don’t Rain On My Parade – Rachel”

glee dont rain

É claro que o primeiro solo de maior importância de Rachel Berry não poderia faltar nessa lista né? Rachel literalmente incorpora Barbra Streisand em sua apresentação, domina o palco com tanta maestria que foi arrepiante ver essa apresentação. Eu me lembro de assistir o episódio ao vivo, e eu fiquei em êxtase com o que eu tinha acabado de ver e ouvir. Lea considera essa uma de suas melhores apresentações na série, e uma de suas preferidas, e não é pra menos, ela fez a mesma apresentação dessa música no 64th Tony Awards e cantou na frente de ninguém mais ninguém menos que Beyonce e Will Smith! (Clique aqui para assistir). Bom, que Lea, ou melhor, Rachel Berry é uma estrela é inegável, mas essa apresentação foi somente o despertar da mesma, pois outras inúmeras melhores ainda estavam por vir.

glee rain

5º – “Cough Syrup – Blaine”

glee blaine

Essa performance possui um poder enorme, juntamente com sua mensagem. Se eu pudesse, eu pessoalmente mostraria esse vídeo para cada pessoa, e a faria entender o real motivo de toda essa interpretação. Bom, no momento em que Blaine (Darren Criss) está cantando, o personagem Karofsky (Max Adler) está sofrendo por seus “amigos” de escola, descobrirem que ele é homossexual. Tanto Darren quanto Max passam uma mensagem, Blaine canta como se suplicasse pelo fim de toda essa atrocidade contra homossexuais. Karofsky mostra o processo doloroso de milhares de pessoas que sofrem ou já sofreram com isso. Os xingamentos, as risadas, as ameaças e até mesmo a morte (como quase foi o caso de Karofsky)… Tudo isso é jogado em nossa cara em uma interpretação tão visceral por ambas as partes que chega a nos fazer chorar. Darren é um cantor magnifico, e possivelmente essa é a performance onde ele utiliza todo seu potencial como cantor… o trecho “And so i run out to the things they say could restore me” aos 2:04 do vídeo é de arrepiar. Blaine se jogou na letra, e com toda certeza conseguiu transmitir a mensagem que queria. “Respeitar o jeito de cada ser humano viver é o mínimo que todos deveriam fazer. Respeitar as diferenças e viver em harmonia é o que faria do mundo um lugar melhor pra viver”. É isso que a música representa, é isso que Blaine tenta nos mostrar, e é isso que todos deveriam seguir.

glee cough syrup

4º – “If I Die Young – Santana”

glee santana

Glee é uma série que aborda diversos temas, e com isso, músicas e apresentações tristes seriam previsíveis. Porém, o fato que desenrolou essa apresentação foi o maior baque que tivemos na série, mas não só isso, o fato ocorreu de verdade, já que tivemos a morte do amado Cory Monteith. Com isso, a série decidiu homenageia-lo em um dos melhores episódios que já tivemos na série, mesmo com o tema extremamente difícil e delicado de fazer. Mas com isso, tivemos um dos melhores solos na série, e sua protagonista Santana (Naya Rivera) simplesmente transmitiu toda a emoção do momento, além disso, mesmo abalada conseguiu ser vocalmente impecável. Eu sei que tudo é gravado, mas imagina a dificuldade de se cantar perfeitamente uma música para esse tema onde tudo que estava acontecendo era realmente verdade? Entendem o que eu digo? Deve ter sido muito excruciante para todo o elenco. Mas o show deve continuar, e Santana fez isso muito bem, até mesmo no momento em que ela interrompe a música por não aguentar mais cantar e desaba em lágrimas.

glee if i die young

3º – “I Want To Hold Your Hand – Kurt”

glee i want hold

Cantar Beatles não é fácil. Agora some isso a um tema extremamente triste e uma entonação totalmente introspectiva. Kurt (Chris Colfer) conseguiu se destacar e marcar essa apresentação na série como uma das mais emocionantes. Nesse episódio, temas pesados como a falta de fé e o AVC, são abordados, e Kurt reluta todo o episódio sobre isso. Mas a maneira introspectiva que Kurt canta essa música demonstra que não é preciso ter religião se somente sua fé o abastecer. As lembranças durante a apresentação deixou tudo mais dramático, e a nota que ele sustenta em i can’t hide é incrível. Tudo isso somou para o resultado final da apresentação, e com isso, ela merece muito estar aqui em nossa terceira posição.

glee kurt

2º – “My Man – Rachel”

glee man

Essa performance… Eu me recordo perfeitamente do dia em que a vi. Esse episódio para falar a verdade é incrível em si, e não possui só um solo maravilhoso (que no caso seria esse), mas sim 4 solos impecáveis, de Mercedes, Kurt, Santana e a própria Rachel. My Man seria a última música do musical Funny Girl, e a própria Rachel diz ser uma das canções mais difíceis que ela cantou o que eu não duvido, pois essa sem sombra de duvidas é uma das apresentações em que mais exigiram os vocais de Lea. E se você acha que isso tudo é efeito de estúdio meu amigo, você está muito enganado, deem uma olhada na apresentação que a Lea fez dessa música no tributo à própria Barbra Streisand da qual Lea simplesmente arrasou! (Clique aqui para assistir). Sua emoção ao interpretar essa música é evidente, tanto que até lagrimas escorrem pelo rosto de Rachel. E todo o significado fica ainda mais forte agora que Cory infelizmente se foi.

glee my man

1º – “Make You Feel My Love – Rachel”

glee make you feel

Bom, chegamos na melhor e mais emocionante performance. Tenho muito a dizer sobre essa apresentação. A começar por dizer que TODA VEZ que eu vejo essa apresentação eu choro… É inevitável, pois eu me recordo do fato como se fosse ontem. Lea nessa canção não estava interpretando, ela simplesmente mostrou a verdade do que estava acontecendo no momento. A morte de Cory definitivamente mudou o rumo da série, foi lamentável o ocorrido, e com toda a certeza a pessoa que mais deve ter sofrido com isso foi Lea, ela sendo parceira dele tanto na série quanto na vida real. Desde o inicio da apresentação Rachel estava com os olhos cheios d’água, e é lógico que ela não iria conter isso. A cada verso, era um pedaço da história de ambos que ela contava, a cada lagrima que caia, era uma lembrança do que Cory/Finn foi para Lea/Rachel. A sinceridade que Lea passa no trecho “I’d go hungry, i’d go black and blue. I’d go crawling down the avenue. No, there’s nothing that I wouldn’t do. To make you feel my love” é linda, e é nesse exato momento em que eu não me contenho. Acho que eu nunca vi na minha vida uma interpretação para uma música que fizesse tanto sentido quanto essa, e apesar de tudo, Rachel cantou de forma simples, até por que o momento não exigia um espetáculo, e sim uma mensagem singela de uma despedida. Essa despedida me toca, e Make You Feel My Love é um dos raros momentos que vemos em uma série que te fazem realmente repensar em tudo o que está acontecendo, e o porquê de tantas pessoas se identificarem com o que está assistindo. Essa apresentação é triste, mas ao mesmo tempo um conforto para todos os fãs da série, e por esse motivo ela merece muito estar aqui em primeiro lugar da nossa lista.

glee rachel

Menção Honrosa – “And I Am Telling You I’m Not Going – Mercedes”

glee mercedes

Essa é uma das performances com mais verdade que eu já vi, tanto pela parte de Amber, quanto pela parte de todo o elenco ali presente. É evidente a entrega que Amber trouxe para sua personagem Mercedes (ou Divacedes como eu gosto de chama-la), e essa apresentação foi incrível e impecável. Eu fiquei exausto de uma boa maneira após essa apresentação, e Mercedes se entrega tanto que após o termino ela fica até com falta de ar. Observem as reações, a Quinn “tapando” os ouvidos, os sorrisos dos membros… Tudo foi muito verdadeiro na apresentação, e o mais incrível é ver que essa, na trama, poderia ter sido uma das músicas a ser cantada nas sectionals, já que Mercedes só cantou essa música para provar para Rachel que ela é igualmente capaz de ser uma estrela.

glee diva

Bom pessoal, chegamos ao fim de mais um panelaço. Foi muito difícil decidir qual entraria aqui, por que todos os solos dessa série são maravilhosos. Temos Jar of hearts (minha performance favorita da série), Get it right, Listen, Mine, Teenage dream, this time,  Being Good Isn’t Good Enough, Try a Little Tenderness , Jessie’s Girl e muito mais… Mas infelizmente só podem entrar 7.

Espero muito que todos tenham gostado, foi muito bom relembrar de todas essas performances. Nos vemos semana que vem com a segunda parte da nossa semana especial de Glee. 🙂

até mais

Ricardo Souza
Ricardo Souza

Hello, it's me... Rick, a pessoa que vos escreve com capricho e zelo (talvez sim, talvez não, nunca saberão). Estudante, aspirante e perseverante (esse ultimo adjetivo foi só para rimar). Ama escrever, e por consequência é estudante de Letras/Libras. Aqui no Panelas faz de tudo um pouco, séries, realitys e premiações.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: