I have a dream…

O ano é 1963. O local é Washington, DC, a capital dos EUA. A mensagem é simples e clara: os negros não são melhores ou piores que os brancos; na verdade ambos necessitam viver em união e harmonia por uma sociedade maior. Esta mensagem foi passada por Martin Luther King, um dos principais ativistas americanos pelo fim do racismo. Uma das frases marcantes de seu discurso dizia o seguinte:

“Eu tenho um sonho que minhas quatro pequenas crianças vão um dia viver em uma nação onde elas não serão julgadas pela cor da pele, mas pelo conteúdo de seu caráter. Eu tenho um sonho hoje!”

Mais de 50 anos depois, somos pegos de surpresa pelo lançamento do novo álbum de Beyoncé, intitulado “Lemonade”, que traz fortes debates sobre questões raciais nos EUA. O tempo passou e poucos avanços foram observados na sociedade americana. Um dos pontos principais, que deu visão aos negros, especialmente às mulheres negras, foi a vitória de Viola Davis no Emmy de 2015. Viola tornou-se a primeira mulher negra a vencer o prêmio de melhor atriz na categoria drama, e os motivos pra isso ela discursa lindamente:

Com muito mais a acrescentar, mas com pouco espaço, seguiremos ao nosso Panelaço, hoje homenageando as 6 melhores personagens negras nas séries atuais. Preparados?

6º Lugar – Suzanne “Crazy Eyes” Warren – Orange Is the New Black

Interpretada por Uzo Aduba, Crazy Eyes é dona do nosso sexto lugar. Crazy Eyes abre nossa lista por ser um clichê de preconceitos: gay e negra. Dessa forma, a personagem passa boa parte da série tentando fazer amigos e se tornar parte do grupo social da prisão, uma verdadeira lição de aceitação e inclusão. Todo o drama de Crazy Eyes é complementado com um pouco de humor, divinamente trazido pela ótima atuação de Uzo, que também é vencedora do Emmy Awards!

5º Lugar – Michonne – The Walking Dead

michonne

Na lista de mulheres negras de peso, temos Michonne, interpretada por Danai Gurira, em The Walking Dead. A personagem já chegou na série mostrando a que veio: salvando Andrea e ajudando-a a recuperar-se durante o inverno, até que são capturadas por um grupo do Governador. Michonne já passou por diversas provações para provar o seu valor e conseguir sobreviver, como muitos negros fazem ao redor do mundo. Mesmo com a desconfiança de Rick, Michonne luta para mostrar que é tão capaz quanto qualquer outro do grupo para ajudar na luta contra o Governador. Um shade social de leve? Talvez…

4º Lugar – Michele Brau – Mister Brau

michele

Não poderia deixar de trazer uma personagem brasileiríssima para a nossa lista, não é? Taís Araújo dá vida à irreverente Michele, braço direito de Brau. Acontece que o jogo foi virando, e após uma temporada de sucesso de Michele, a musa voltou arrasando quarteirões e tomando o protagonismo pra si. Ela coloca os pingos nos is e ainda mostra a força da mulher negra brasileira. É Taís Araújo, né minha gente!

3º Lugar – Bonnie Bennett – The Vampire Diaries

Se eu não conhecia muito a fundo as 3 personagens anteriores, daqui pra frente conheço muito bem. Bonnie, a bruxinha de TVD, interpretada por Kat Graham, tem tudo o que queremos em uma amiga: ela é leal, companheira, se sacrifica pelos amigos e ajuda-os quando precisam. Ao longo das 7 temporadas, Bonnie já morreu, já ressuscitou, já namorou o irmão da protagonista, já salvou os protagonistas, já quis matar os protagonistas… E vai me dizer que ela não tem importância pra série? As questões raciais são deixadas de lado pela série, que faz questão de mostrar um mundo perfeito onde Bonnie não é discriminada por nenhum outro personagem. Seria bom se fosse assim né… em um passe de mágica!

2º Lugar – Cookie Lyon – Empire

Impossível deixar a maravilhosa Cookie de fora da lista. A série já traz toda uma temática sobre os negros nos EUA e a Cookie de Taraji P. Henson é a cereja do bolo. Cookie se sacrificou no passado pelo marido, mas retorna querendo mostrar que é dona da porra toda e que vai querer recuperar o tempo perdido. Na série, Cookie tem que lidar com diversos tipos de preconceito: homofobia, racismo e machismo. Obviamente ela tira tudo de letra, com uma leve pitada de humor, que não faz mal a ninguém.

1º Lugar – Annalise Keating – How to get Away with a Murder

A rainha está no devido lugar. Viola Davis é a inconfundível Annalise, a advogada poderosíssima de HTGAWM, que faz o que tem que fazer pra chegar onde quer. Não discutiremos os meios ilícitos de Annalise, mas sim o fato de que, assim como Cookie, a mulher dá uma aula de feminismo e valorização da mulher negra. Não à toa, Viola saiu vitoriosa no Emmy de 2015, por conta de sua atuação lindíssima e forte.

Menção Honrosa – Rochelle Rock – Todo Mundo Odeia o Chris

COMO DEIXAR A MARAVILHOSA ROCHELLE DE FORA? Para nós fãs brasileiros, Rochelle é um dos grandes destaques das séries, interpretada por Tichina Arnold. A série traz uma crítica muito inteligente às questões de racismo nos EUA, como o fato de Rochelle matricular Chris em uma escola de brancos para que ele tenha uma educação melhor. Rochelle poderia até ficar brava por não ter ficado no primeiro lugar do nosso Panelaço, mas vamos combinar que ela não precisa né, pois como ela já dizia: “Eu não preciso disso, meu marido tem DOIS empregos”!

.

Chegamos ao fim de mais um Panelaço! Espero que tenham gostado da temática e espero que tenham pensado em outros nomes pra lista.

O racismo é um problema frequentemente observado em diversos lugares do mundo e, por incrível que pareça, ainda está presente no Brasil, um país onde 51% de sua população se autodenomina negra. As questões raciais devem ser debatidas e não varridas para baixo do tapete. Se você é negro ou conhece alguém que já passou por discriminação entende bem do que estou falando. Precisamos abrir a mente e discutir o quanto as políticas de inclusão são importantes para reduzir o abismo grotesco de oportunidades para negros e brancos, transformando nossa sociedade mais justa, igualitária e com respeito ao próximo.

Venha ser um Paneleiro! Clique AQUI pra saber participar da nossa seleção. Vocês terão até o dia 12/06. Aguardamos vocês!

Gerson Elesbão
Gerson Elesbão

Nem tão complicado demais, mas nem tão simples assim: quebra-galho, colunista e seriador. Dificilmente atualiza o Banco de Séries, mas adora gongar as séries amadas pelo público. @gersonelesbao
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: