Posts Populares

Panelaço: As Performances Mais Emocionantes dos Realitys

Is this what it feels like to really cry?

Mais um dia de panelaço, e mais um dia para derramar algumas lágrimas com essa postagem emocionante e bem nostálgica. É comumente fácil encontrar apresentações bem emocionantes nos reality shows, principalmente em fases de audição, que o candidato conta sua história antes de se apresentar. Como já fizemos dois panelaços das audições mais emocionantes, que você pode conferir clicando aqui, decidimos trazer algumas performances (em fases ao vivo) que conseguem ser tão comovente quanto as audições dos dois posts anteriores. Peguem o lencinho e venham chorar.

Nellie Veitenheimer – If I Were a Boy (The Glee Project Season 2)

https://vimeo.com/45611190

Eu como um grande fã de The Glee Project não poderia deixar de trazer essa, que para mim, é a melhor apresentação do programa de longe. Nellie na época era uma moça de 19 anos, que lidava constantemente com sua baixa autoestima e complexo com o seu corpo. No episódio dessa apresentação, a tarefa da semana era um vídeo na piscina de um colégio, e todos estariam de traje de banho, o que já deixou Nellie muito assustada. Uma coisa que eu não me sentia confortável, era ver como os diretores sempre forçavam Nellie a fazer cenas sexy’s… Claro que ela é linda, mas eu acho que algumas vezes eles pegaram pesado demais com ela e esqueceram que a mesma sofria com um grande complexo com o seu corpo. No episódio ela fala que não se sente nada confortável vestida com um maiô, e que se sente muito mal com a pressão que é colocada sobre ela por conta disso. Sendo assim, ela foi para o bottom 3 e por coincidência ou não, deram If I Were a Boy para ela, essa música que a Nellie disse que gostava muito e já havia cantado antes.

Na performance, ela já chega bem cabisbaixa, mas é só começar a cantar que toda a emoção vem. Eu sinceramente nunca tinha visto uma versão dessa canção que fizesse tanto sentido quanto a de Nellie fez naquele momento (isso até surgir a versão do Alex Newell em Glee), já que a lição que tiramos é que Nellie poderia se sentir melhor se fosse um garoto, se fosse tratada como um, se não sofresse a pressão que uma mulher sofre. Eu morro de orgulho vendo ela tão emocionada se entregando, isos porque ela conseguiu se conter, já que antes da performance, e depois, ela chorou rios de lágrimas. Eu amo ver o Ryan Murphy todo orgulhoso dela, da para ver até o olhinho dele brilhando de orgulho. Enfim, essa performance é muito linda e sempre que vejo me da um aperto no coração, de emoção e felicidade.

Amber Carrington – Sad (The Voice US Season 4)

https://www.youtube.com/watch?v=LIgvi8OW5Is

E está aí um belo exemplo de performance emocionante, apaixonante e poderosa. Sad é uma música que só pelo título já diz tudo. Amber é uma grande cantora, que fez versões espetaculares durante sua jornada pelo The Voice. É incrível ver a forma que ela interpreta essa canção, e como ela ascende na música atingindo o ápice da emoção no trecho final em “the things that you needed to have, i’m so sad”. As pessoas também podem não gostar do coach Adam (que recentemente vem dando alguns motivos para isso), mas nessa época, é impossível dizer que ele não era um ótimo coach que se importava com seus candidatos. Olhem a reação dele ao ver Amber cantando sua própria música… É muito lindinho, e inclusive esse é outro ponto alto que traz bastante emoção para a performance, a conexão entre os dois, que fez o Adam ligar para a Amber na madrugada comemorando por ela ter conseguido entrar no top 10 do iTunes com essa performance. Enfim, fico todo emocionado com essa performance lindíssima.

Rachel Crow – I’d Rather Go Blind (The X Factor US Season 1)

https://www.youtube.com/watch?v=JGeHiTsQaD0

Essa não é somente uma das performances mais emocionantes, como é também uma das eliminações mais emocionantes. Quem não se lembra da enorme polêmica que essa eliminação causou, principalmente para a jurada Nicole Scherzinger, que foi até ameaçada por ter proporcionado a eliminação de Rachel Crow. Rachel vinha vindo em uma ótima crescente na competição, e desde o inicio todos davam ela como finalista, principalmente por fazer parte do time de Simon. Foi aí então que a surpresa veio, quando no top 5 Rachel caiu no bottom, e teve que se apresentar para disputar a vaga. Repetindo uma música que ela cantou (e arrasou) nos lives, ela não deixa de transparecer seu desespero, seu choro e seu medo de ser eliminada. Do inicio ao fim ela tenta se segurar, mas foi impossível conter as lágrimas, principalmente após a performance, quando veio o temível e surpreendente resultado, que fez Rachel literalmente se jogar no chão e chorar. A galera toda da produção foi pro palco acudir ela, e mesmo hoje parecendo ser uma cena engraçada, na época foi extremamente chocante. É por essas e outras que colocar crianças para competir com adultos é bem irresponsável. Enfim, a performance é muito boa, e bem tristinha por termos que ver a jovem Rachel naquela posição.

Hannah Barrett – Read All About It (The X Factor UK Season 10)

https://www.youtube.com/watch?v=blhMXj9WOMs

Quem acompanha o X Factor UK sabe que Hannah Barrett era uma participante que sempre entregava performance bem comoventes, principalmente nas fases iniciais. Assim como Rachel, Hannah estava indo muito bem nos lives, mas, na terceira semana, quando ela cantou Skyfall, acabou indo parar no bottom 2, precisando se apresentar novamente para se garantir na competição. Primeiro preciso dizer que achei bem absurdo ela indo parar no bottom com Skyfall, pois a performance é ótima, mas enfim. Com uma música super emocionante que ela já havia cantado em sua audição, Hannah repete a dose e consegue ser super emotiva na performance. A voz dela é bem forte, o que transparece ainda mais quando a pessoa está emocionada, que é o que acontece aqui, principalmente no finalzinho, quando Hannah não se contem e acaba chorando. Deve ter sido um baque para ela, assim como acho que foi para as pessoas que acompanhavam o programa, vê-la no bottom, e isso sempre traz a emoção nos participantes. Eu escolhi essa performance por achar a música muito linda, mas acho que essa nem é a performance mais emocionante da Hannah, sendo que de toda forma ela ainda assim consegue me comover muito.

Cassadee Pope – Over You (The Voice US Season 3)

https://www.youtube.com/watch?v=y24DLOdFpt0

Claro que uma das performances mais marcantes do The Voice US não poderia ficar de fora. Muito das coisas que falei sobre a performance de Sad se enquadram aqui, principalmente na conexão coach/act, já que essa música é do Blake com Miranda Lambert. Vamos começar falando da cara de bobinho que o Blake fica assistindo Cass aqui, claramente emocionado e encantado com o que está vendo e ouvindo. Cass consegue se conectar com a canção de uma forma muito sincera e bonita, era como se fosse uma homenagem que ela estava fazendo ali. A mescla de precisão na voz, com os momentos em que ela coloca toda a emoção fazem dessa uma performance completa. Quando ela vai subir no refrão, e termina em um singelo ‘over you’, eu fico todo arrepiado, e só de lembrar já bate aquela vontadezinha de chorar. Apresentação lindíssima, e que me arrepia muito toda vez que vejo.

Brian Justin Crum – Creep (America’s Got Talent Season 11)

https://www.youtube.com/watch?v=68qc1X1tikg

Essa é facilmente a performance que mais me toca dentre todas as outras, e tenho os mesmos motivos do Brian para isso. Começando pela escolha da música em um mix com a história dele. Brian é homossexual e que sofreu muito bullying por conta disso. Em sua história, Brian diz que sempre foi muito recluso por ser diferente, e pelas pessoas o olharem diferente. Com isso, em uma adaptação incrível, ele se entrega de corpo e alma ao colocar todo o sentimento que ele sentia nessa canção. Cada palavra da letra tinha um significado, fora o trecho que ele muda para “he’s running out the door”, o que traz um sentimento ainda mais doloroso para ele, e para aqueles que se identificam com Brian. É nítido ver a emoção do rapaz, que se encontra durante quase toda a performance com os olhos marejados e com a respiração pesada. Eu me enxergo muito nessa performance e no significado que Brian quis dar para ela, e é por isso que fico tão emocionado. Eu fico arrepiado com a abordagem dele, em começar de maneira bem sutil, explodir no refrão, alcançando notas incríveis, quase como se fosse gritos de desabado, e novamente, terminar da forma mais sutil possível, trazendo de volta toda a emoção que se misturou com o drama da apresentação. Eu amo muito, e só de rever e escrever aqui já estou chorando novamente.

Menção Honrosa: Addison Agen – Humble And Kind (The Voice US Season 13)

https://www.youtube.com/watch?v=sqt_Wa5nhAo

E fechando nossa lista com chave de ouro, temos a queridinha Addi que não poderia ficar de fora com essa performance tão linda e emocionante que é Humble and Kind. Desde os ensaios já vemos Addi totalmente comovida com a escolha da música, e é óbvio que ela não conteria suas lágrimas ao apresenta-la ao vivo, já que essa canção significa tanto para ela. Eu acho esse um momento muito verdadeiro e bonito, ver ela tão vulnerável ali no palco, até chegar no momento em que ela não se contem mais… É muito lindo.

E assim chegamos ao final de mais um panelaço pessoal. Deixe aí nos comentários sua opinião sobre as performances citadas, e digam também quais são as performances mais emocionantes para vocês. Nos vemos na próxima! 😀

gostou da matéria? deixe um comentário!

Ricardo Souza

Tem gente que diz que sou um amorzinho, eu digo que sou um trouxa. Viciado em maratonar séries e ficar na bad depois de assistir tudo em um dia. Amo muito música indie, quando quiser me chamar pra ouvir Florence já sabe onde procurar. Mineiro do interior que não puxa o 'r' quando fala, mas adora um pão de queijo.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries