Posts Populares

Panelaço – Dia dos Pais – Filmes que Retratam Pais

Os pais e como o cinema os retrata…

Eu estava pensando sobre como construir esse Panelaço, pra trazer um conteúdo interessante e ao mesmo tempo divertido e relevante. Em minhas muitas pesquisas, eu comecei a pensar sobre alguns filmes que eu vi (recentemente ou não) e como os pais são mostrados. Cada filme tem a sua particularidade, mas todos trazem fortemente a questão da proteção, de como os pais fazem o possível e o impossível pra manter seus filhos bem, pra servirem de exemplos e evitarem que o mundo os machuque.

Sem mais delongas, trouxe 7 filmes aqui pra gente conversar um pouquinho sobre Filmes que Retratam Pais e como são mostrados e desenvolvidos no cinema.

O Paizão

Esse filme ainda é do século passado, de 1999, mas é um dos filmes mais divertidos sobre a paternidade que consigo me lembrar. Ele está disponível na Netflix e vale a pena a revisita. A história gira em torno de Sonny, que decide adotar Julian, de 5 anos, pra demonstrar maturidade, pra conquistar mulheres da sua idade. Apesar do motivo fútil, ao longo do filme vamos vendo como a paternidade realmente muda Sonny, lembrando que nesse caso foi uma escolha dele. Apesar de alguns trechos e piadas (literalmente) do século passado, O Paizão mostra como a relação de companheirismo e amizade entre pais e filhos pode refletir bem em ambos, como pode resultar em coisas positivas. Nesse caso, Sonny conseguiu enxergar um outro lado da vida, enquanto Julian

À Procura da Felicidade

Um dos filmes mais tocantes sobre paternidade, À Procura da Felicidade também está disponível na Netflix, e traz a visão de um pai que move céus e terras para cuidar do seu filho, que passa por dificuldades, mas não o abandona. Aquele pai que eu havia falado, que está ali pra proteger o filho. A história fala de Chris e sua luta pra sobreviver com seu filho após a esposa partir por questões financeiras. Chris e seu filho são despejados de casa, passam por abrigos, estações de ônibus, buscam oportunidades que parecem pouco promissoras, mas seguem juntos, honrando a afeição e confiança que um tem pelo outro. O filme fica ainda mais tocante por termos Will Smith no papel principal e seu filho na vida real, Jaden Smith, como o filho de Chris.

Uma Lição de Amor

Falando em filme tocante, tá aí outro pra lista. De 2001, o filme conta com um elenco de peso, como Sean Penn, Michelle Pfeiffer e Dakota Fanning. Disponível na Globoplay, o filme trata profundamente sobre os conceitos de cuidado e afeto, uma vez que Sam, o protagonista, possui uma deficiência mental e cria sua filha Lucy com muito empenho e a ajuda de amigos. Com o tempo e o crescimento da menina, a assistência social decide que Sam é incapaz de cuidar de Lucy e a leva pra um orfanato, o levando a lutar na justiça pelo direito de estar com a pessoa que mais ama na vida. Brilhante em seus papeis, tanto Dakota quanto Sean receberam indicações em diversas premiações, Dakota ainda ganhando algumas delas. É um filme com uma abordagem diferente, mas que ainda traz o conceito do pai como uma pessoa que faz de tudo pelo seu filho e pra estar com ele.

Pai em Dose Dupla

Mais recente, de 2015, Pai em Dose Dupla é mais um filme da linha de O Paizão, cheio de comédia, piadas, mas que traz uma reflexão bacana sobre a relação entre pais e filhos. Nesse caso, temos a rivalidade entre pais (amo kkkkkkkkk), já que Brad e Dusty começam a disputar a atenção e amor dos filhos. Acontece que a história toda se desenvolve de maneira mais cômica, pois Brad é o padrasto e mais presente na vida das crianças, do que Dusty, que é o pai biológico. As personalidades dos dois são muito diferentes e o filme fica mais legal por conta disso, já que existe espaço pra ambos no coração das crianças. A diversa provação de ser um pai mais legal, mais descolado, mostra que o amor dos filhos pelos pais é incondicional, já que não importa o que façam, as crianças continuam amando os dois.

Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica

Eu deixei pra falar das animações no final, mas não acredito que elas sejam menos importantes. Essa animação está no PrimeVideo, da Amazon, e assisti recentemente. É um filme do ano passado que me fez chorar como muito tempo eu não chorava. Ele ainda trata de paternidade, mas de um jeito diferente, já que Ian e Barley vivem num mundo fantástico, com magia, e tem a chance de usá-la pra trazer seu pai à vida novamente por um dia. Só que o feitiço dá errado e só a metade de baixo do pai deles é conjurada hahahaha Daí a jornada toda acontece pra que eles consigam completar o feitiço e terem um momento com o pai. O fim do filme nos traz mais uma vez uma reflexão sobre o papel do pai na nossa vida. Nem sempre pai é aquele que está diretamente envolvido na geração, mas muitas vezes aquele que te protege, que te ama, que está sempre ali, podendo ser um irmão, um tio, um padrasto ou um avô. É um filme que vale muito a pena conferir!

Procurando Nemo

Um clássico das animações, e possivelmente uma das minhas animações favoritas. Aqui temos o clássico “eu seria capaz de atravessar os sete mares pelo meu filho”. Marlin é um pai superprotetor (até demais, né Nemo!), que tem sua vida transformada ao ver sua esposa e todos os ovos depositados por ela comidos por predadores no mar. O único que resta é Nemo, que acaba sendo o oposto do pai, e o desafia durante um dia no recife e acaba capturado. Marlin então, como bom pai que é, atravessa o mar pra resgatar seu filho, encontrando e fazendo amigos, se permitindo viver, mas sempre com seu filho em mente. Disponível na Netflix, essa animação mostra como um pai pode abdicar de sua vida, de suas aventuras, pra dar todo o amor e proteção que seu filho precisa. É lindo, sem dúvidas!

Menção Honrosa – 2 Filhos de Francisco

O único filme brasileiro da lista também foi o único que eu não encontrei disponível nas plataformas de streaming mais populares atualmente. Eu achei interessante trazer esse filme na nossa lista por ele mostrar um pai que é totalmente o oposto de Marlin, de Procurando Nemo. Francisco, pai da dupla Zezé di Camargo e Luciano, sempre estimulou os filhos a irem em busca de seus sonhos, a correrem atrás do que queriam, mesmo com todas as dificuldades. Foi sempre o fã número 1 dos filhos e fez o que foi possível para que eles alcançassem o sucesso de hoje em dia. Sem medo e com muita garra, Francisco é um retrato do pai brasileiro, que teve suas dificuldades na vida, mas que busca o melhor para os filhos, para que não passem pelo mesmo. Quem mais se identifica ai?

E assim a gente encerra nosso Panelaço especial. Espero que vocês tenham a chance de rever os filmes da nossa lista ou que vejam algum que não conheçam. São todas indicações muito legais e que valem a pena sentar no sofá no domingo do Dia dos Pais pra ver junto com o coroa haha. Até a próxima!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Gerson Elesbão

Um @gerson incomoda muita gente, um @gersonrealoficial incomoda incomoda incomoda muito mais! É DC, é Marvel, é Netflix, é reality. Se a série for boa, chama no probleminha, bebê!

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries