Posts Populares

Panelaço: Drags mais injustiçadas do Rupaul’s Drag Race

No último episódio de Rupaul’s Drag Race (veja aqui nossa review) a eliminada causou uma sensação de injustiça para muitos fãs do programa. Essa sensação tem sido bem comum durante a trajetória do show e envolve muita controvérsia em relação às decisões de Rupaul, julgamento de desafios e até mesmo de regras criadas sabotando algumas queens.

Aqui vou tentar falar das que mais marcaram o programa como injustiçadas, vamos começar!

Max – Season 7

Vamos começar com essa queen MARAVILHOSA e que arrasou demais em sua temporada. No sétimo episódio Max já acumulava 2 vitórias e era a frontrunner podendo chegar a final com um excelente desempenho. Mas, sua performance no snatch game foi muito fraca e ela acabou caindo no bottom com a Jaidynn Diore Fierce que é uma drag excelente no palco. Porém, no lipsync (veja aqui) não acredito que Jaidynn tenha brilhado tanto ao ponto de Max merecer levar seu sashay. Sendo assim, foi eliminada muito precocemente e o programa perdeu uma forte candidata à coroa da temporada.

Trixie Mattel – Season 7

Muitos questionam e jogam hate em cima da Trixie por conta de sua vitória no All Stars 3, mas talvez poucos lembrem que Trixie também já foi vítima do programa. Na sétima temporada, Trixie foi eliminada, mas teve a chance de retornar ao jogo, porém, como sabemos que Rupaul não gosta muito de drag retornante né rs, ela acabou caindo no bottom com sua amiga Pearl. O lipsync da Pearl é um dos mais pavorosos vistos na história do programa e é motivo de chacota até em show de humor das drags (ver aqui), mas isso não foi suficiente para Rupaul permitir que trixie continuasse na competição, mesmo sendo infinitamente superior na dublade.

Miz Cracker – Season 10

Durante toda a décima temporada Miz Cracker se destacou em basicamente todos os desafios. Infelizmente ela sempre batia na trave e não conseguia a tão desejada vitória. Em alguns casos inclusive foram apontadas injustiças de Rupaul em não dar o tão sonhado win da rainha. Logo após conquistar sua primeira vitória, já no finalzinho da temporada, Miz Cracker caiu a primeira vez no bottom com Kameron que nessa altura já dublava pela terceira vez. Durante o lipsync, ambas mandaram muito bem e a vitória poderia facilmente sair par Miz, mas o show adora surpreender e esse tipo de injustiça é comum para causar comoção no público.

Tatianna – All Stars 2

E chegamos ao all stars que é perito em cometer injustiças. Dava para fazer um panelaço só com as injustiças do All Stars 2, mas resolvi trazer pra cá apenas a mais injustiçada de todas nessa temporada. Tatianna mostrou uma evolução absurda desde a temporada 2 até seu retorno ao programa. Nas duas vezes que caiu no bottom foi cortada pela Alaska para defender suas amiguinhas (Detox e Roxxy). Talvez muitos não achem que sua primeira eliminação foi injusta, mas assistam o Snatch Game e vejam como Detox e Roxxy conseguiram ser piores que Tati. Sua segunda eliminação então rende comentários até hoje, pois a Alaska chega a dizer que salva a Roxxy por ela ter lhe emprestado uma “brusinha”… Olha, francamente!

Manila Luzon – All Stars 4

Manila Luzon é sem dúvidas uma das melhores drags a passar pelo programa. Seu desempenho na temporada 3 foi tão incrível quanto a vencedora Raja (alguns acham que ela deveria ter ganhado). No All Stars 1, há quem acredite que ela foi eliminada precocemente e injustamente, porém foi no All Stars 4 que a queen sofreu a maior injustiça no show. Depois de colecionar várias vitórias merecidíssimas e se tornar disparadamente a frontrunner Manila acabou caindo no bottom com sua amiga Latrice. Nessa altura do campeonato, eliminá-la passou a ser uma estratégia das outras rainhas. Apesar de estar tudo nos conformes das regras, a sensação de injustiça tomou conta dos fãs, pois Manila poderia facilmente ter sido coroada a campeã. Como diria Naomi Smalls ‘Life’s not fair’.

Shangela – All Stars 3

Todo mundo concorda que o All Stars 3 era a temporada da Bendelacreme. Porém, com a desistência da mesma, única rainha que merecia de fato o posto de campeã era Shangela. Ela brilhou demais em cada desafio que participou e trouxe lipsyncs memoráveis para traçar o seu legado no show. Na final do programa os produtores criaram uma nova regra onde as eliminadas decidiriam quem seriam as duas finalistas. Isso foi um choque para todos. As drags poderiam ter levado em conta a trajetória, mas pesaram apenas comoções e impressões pessoais sobre as meninas que estavam ali, sendo assim Shangela acabou sendo cortada da final e levou todos os fãs do programa a taxar esse como um dos piores episódios e plots twits da história do show.

Menção Honrosa: Shea Couleé

Que Shea Couleé é suma das drags mais talentosas e completas a entrar no programa ninguém dúvida, né? Depois de colecionar 4 vitórias em sua temporada todo mundo esperava apenas a final para coroar e consagrar a rainha como a campeã. Isso acontecia, pois durante 8 temporadas Rupaul sempre coroou a queen com mais vitórias no decorrer do programa. Porém, dessa vez os produtores criaram um novo formato para disputar a final. Embora hoje todo mundo ache mais emocionante esse formato e ele seja bem comum em outros realities, naquele momento foi um choque e acabou custando a coroa de Shea. Não dá pra negar que ela foi massacrada no lipsync contra Sasha, porém por ser a primeira vez que isso acontecia no show, o gostinho de injustiça ficou na rainha.

Tem mais alguma drag que vocês achem injustiçada e que ficou de fora da lista? Discordam de alguma? Comentem com a gente!

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Nyegirton

Sarcástico e bêbado sempre que possível. Ama um bom meme e uma problematização. Apaixonado por humor, suspense, terror e trêta. Professor nas horas vagas.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries