Posts Populares

Panelaço: Filmes de dar nó na cabeça

“Será que eu entendi mesmo esse filme?”

Sabe aquele filme que, quando tu termina de ver, tu corre pro YouTube pra achar uma vídeo que explique o que acabou de acontecer? Ou aquele que te faz ficar pensando se tu realmente entendeu a história? É sobre esse grupo de filmes que a gente vai falar no Panelaço de hoje. Essa lista vai fugir um pouco do óbvio, ou seja, aqueles filmes que todo mundo já falou e discutiu e tudo o mais não vão ser citados aqui (fica pra outro dia, Donnie).

1) O Predestinado – 2014

Predestination Movie Review : The snake that eats its own tail ...

O primeiro filme da lista é Predestination, ou O Predestinado aqui no Brasil. E como a ideia é falar sobre essa sensação de não entender o que acabou de acontecer, nada melhor do que um filme sobre viagem no tempo. Assumo que, da primeira vez que vi, entendi vários nadas do filme. É quase que literalmente um daqueles que tu precisa ver mais de uma vez pra que exista o mínimo sentido e que tu entenda alguma coisa. Sem dar muitos spoilers, um agente precisa voltar no tempo pra impedir que uma bomba exploda e mate milhares de pessoas. Por aí, não é nenhuma novidade, já que várias obras do gênero existem e não são tão boas assim, porém a forma como tudo acontece em O Predestinado te faz pensar naquela clássica pergunta: quem veio antes, o ovo ou a galinha?

2) A Chegada – 2016

Arrival (2016) | Melhores filmes

Arrival, ou A Chegada, é uma obra de arte. É impossível descrever esse filme sem pensar nessas três palavras. A história dele ser simples, mas aborda uma temática que volta e meia ressurge em grupos de discussão: a partir do momento em que a gente sabe que existe vida em outro lugar e eles tão aqui, como a gente se comunica com esses outros seres? O genial desse filme é pegar uma área não muito conhecida, a Linguística, e mostrar de uma forma que todo mundo entenda e se interesse pelos aspectos tratados na obra. Não há nada que o filme não explique, de uma forma ou de outra, então não precisa se preocupar com não entender algum conceito ou teoria abordados. Denis Villeneuve tem todo meu coração.

3) O Grande Truque – 2006

Poster O Grande Truque The Prestige - Uau Posters

A pergunta mais importante que a gente precisa ficar se fazendo toda hora enquanto assiste The Prestige, ou o Grande Truque, é “estamos prestando atenção em todos os detalhes?” É um filme de magia, é um filme sobre inveja, sobre ciúme, sobre raiva, mas acima de tudo, sobre orgulho. Provavelmente os dois melhores mágicos do mundo partem de uma amizade e parceria pra uma briga que vai levar os dois até o limite, físico e mental, pra provar quem, de fato, é melhor ilusionista entre os dois. E, não importa se a família, os amigos ou a própria vida é colocada em jogo pra que um deles saia vencedor no final.

4) Os Suspeitos – 2013

PRISONERS Heartbreaking movie of child kidnapping, very good. Just ...

De novo Denis Villeneuve aqui. Um dos meus diretores favoritos, talvez o favorito, ele trouxe esse filme que nos faz pensar se os fins justificam os meios. Além disso, Hugh Jackman num papel bem diferente do que a gente tá acostumado, Jake Gyllenhall naquele papel que ele já se acostumou a fazer com maestria. Diferentemente dos outros filmes dessa lista, Prisoners, ou Os Suspeitos, não explica tudo que acontece e traz um final não definitivo, que traz agonia e uma curiosidade assustadora. Até onde um pai pode, ou deve, ir pra salvar sua filha?

5) Mãe! – 2017

Ser mulher: uma análise do filme “Mother!”, de Darren Aronofsky

Mother!, assim mesmo, com ponto de exclamação, é um desses filmes que saber algo da história altera completamente a maneira como tu assiste a obra. Da primeira vez que eu assisti Mãe!, eu até não gostei muito do filme, ficando com a sensação de não ter entendido muito bem a mensagem que o Darren Aronofsky tentou passar. Porém, fiquei com uma sensação inquietante de que havia mais ali do que eu tava conseguindo alcançar e fui atrás de mais informações. Aí eu descobri qual era a história por trás da história (sim, tem uma), e rolou a percepção de que eu tinha sido um idiota em não ter entendido e um idiota ainda maior por não ter gostado. Mãe! entra na lista por causar exatamente a sensação de dar nó da cabeça.

Menção honrosa: Ilha do Medo – 2010

daria pra falar de vários e vários filmes aqui, tipo A Vida de David Gale (que é espetacular apesar de Kevin Spacey), 2001: Uma Odisseia no Espaço, Clube da Luta, Sexto Sentido e o já eternamente citado Donnie Darko. Mas acho que a sensação que tive no final de Ilha do Medo é algo que poucos filmes conseguiram me fazer sentir. É um filme clássico, do qual todo mundo já falou um monte de coisa, mas é necessário reforçar. Se tu ainda não viu esse filme, tira umas horas da tua vida pra ver, Vale demais a pena. Atuação primorosa do Leonardo DiCaprio, com um final que vai te deixar olhando pro teto durante outras várias horas.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Rafael Augusto

Um hiperativo que não sabe viver sem ler, escrever, ouvir música, ver séries e filmes, geralmente tudo ao mesmo tempo. Fã de ficção científica, suspense, Stephen King e histórias em quadrinhos.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries