Posts Populares

Panelaço: Melhores Desenhos da TV Aberta

Que criança nunca gostou de um desenho?

Se tem uma coisa que a maioria das crianças gostavam e gostam (eu acho/espero) são os desenhos animados, que é um assunto que elas podem conversar, achar o que querem, usar a fantasia e tudo mais. Minha geração diferente da de hoje era MUITO apaixonada por desenhos animados, sempre ficávamos falando na escola, querendo ser tal personagem, fazer as coisas mais idiotas do mundo, era uma diversão infinita e por naquela época a TV por assinatura no Brasil ser para rico (hoje ficou “acessível” para a classe média), os desenhos que nós mais amávamos eram os da TV aberta, que nos levavam a um mundo inimaginável, fazendo com que nós desejarmos está ali para sempre, sendo herói, buscando nossas amizades e tudo mais, pena que a TV aberta praticamente acabou com o desenho para as crianças e por isso as menos favorecidas estão perdendo essa gama cultural. Então decidi listar os meus desenhos favoritos na época da Infância:

 

AS AVENTURAS DE JACKIE CHAN

Faz parte da gama de desenhos que eu assistir depois de velho, por gostar demais de todos os personagens, desde o Jackie aos vilões, passando pela Jackie, que creio que graças a ela boa parte de meninas gostaram do desenho, pois querendo ou não ela eu um “toque feminino” (que infelizmente ainda existe isso na cabeça das pessoas). O desenho conta a história de um arqueólogo que acaba descobrindo talismãs mágicos e no meio dessa confusão, tem grandes vilões atrás desses mesmos talismãs e no fim das contas toda a família está envolvida, inclusive a Jackie. O Desenho é extremamente exagerado (qual não é), mas porque o Chan em si gosta desses exageros e isso nos faz amar cada vez mais.

 

YU-GI-OH!

Talvez não seja um dos meus desenhos favoritos, mas a febre que esse desenho causou não só em mim, como no Brasil inteiro é algo fora do normal, porque foi um desenho (na época existia isso de brinquedos de meninos e meninas, infelizmente) que foi um fenômeno incrível, onde todo mundo, independentemente de onde estivesse, queria jogar com alguém, fazia a mãe comprar mil baralhos e ficava em casa armando estratégias, lembro como se fosse hoje, eu e um amigo Pedrinho, ficávamos quase uma tarde inteira no final de semana criando estratégias para usar na escola e ganhar mais cartinhas, porque jogávamos apostado, fora esse vício do jogo que saiu das telinhas, o desenho era muito legal, mesmo previsível, conseguia nos entreter bastante, dando muitas emoções com Yu-gi e sua turma nos duelos.

 

CAVALEIROS DO ZODÍACO

Acho que seja um dos desenhos mais subestimados que passaram na Tv aberta brasileira, o desenho continha tudo que criança gostava, uma boa abertura, para ficarmos cantando a vida toda, literalmente, personagens extremamente carismáticos e uma excelente história, que infelizmente não se tornou uma febre nacional, por mais que muitos possam dizer, ao menos no meu país esse desenho não era uma febre e sim em seletos grupos de crianças, talvez porque se não me falhe a memória ele não chegou a ser transmitido na globo, que era predominantemente a maior influência em desenhos na TV aberta que existia.

 

POKÉMON

Quem nunca sonhou em ser um mestre Pokémon, não teve infância e quem concorda respira, tanto que eu até hoje quero ser e fico jogando Pokémon GO, mas além disso o desenho em si nos trazia a excelente e interminável história do Ash, que tinha como sonho ser um mestre Pokémon e nesse caminho vamos vendo todas as suas aventuras com seus amigos, que vão mudando de acordo com as temporadas e a equipe Rocket que fazem de tudo para atrapalhar e capturar o superestimado Pikachu, Pokémon sempre esteve no meu coração, tanto que as vezes me pego assistindo episódios aleatórios, inclusive até viciei um priminho meu.

 

DRAGON BALL

Que desenho incrível, meus amigos. Eu sou apaixonado por toda a história do Dragon Ball, do primeiro ao z, passando pelo GT, ao super, todos. A história de Dragon Ball nem tem muito o que explicar, é basicamente a história de um mundo, com vilões, bonzinhos, que precisam salvar o mundo, nesse meio tempo as pessoas (ou podemos chamar de extraterrestres) tem poderes: voam, tele transportam usam esferas do dragão para poderem realizar pedidos, é tanta coisa e tão bem feito, que nem sei explicar, apenas sentir e venerar, tenho muita vontade de rever tudo, até penso em rever mais à frente quando eu me estabilizar melhor, porque vale muito a pena.

 

DIGIMON

Acho que não há pessoa no mundo que venere esse desenho mais que eu. É o único desenho que já vi, revi e revi novamente, tendo os mesmos sentimentos, vontades, gostos, torcidas, mesmo sabendo frases de cabeça, eu continuo venerando, porque é diferente, cativante e inovador para a época, pois era muito voltado a tecnologia. Digimon é a história de crianças que em um acampamento de verão acabam sendo “jogadas” em outro mundo e nesse mundo cada uma adquire o seu Digimon, que é o melhor amigo, quase que um anjo da guarda e nesse tempo, as crianças acabam ajudando eles a salvarem o mundo delas, só que todo o desenho é interligado nesses dois mundos, onde u sempre precisa da ajuda do outro para salvar o seu planeta, provando que tudo sempre esteve interligado. Amo tanto esse desenho, que recentemente lançaram uma série de filmes “Digimon Adventure Tri”, que tem uma sequência de episódios, que chorei horrores Digimon, eu Te amo.

 

MENÇÃO HONROSA: CHAVES

Aqui não é bem um desenho, mas vamos ser francos, Chaves é uma das produções mais incríveis da história mundial, que já fez milhares de crianças (e adultos, como este que vos escreve) riem até hoje, com um humor leve, sem maldade, que é o ideal para crianças, adultos e geral, nela temos amor, que é o que falta muito no mundo de hoje em dia e muita diversão na vila mais famosa do mundo, aqui não pode ser um desenho, mas sem sombras de dúvidas faz parte do nosso mundo infantil da TV aberta.

Então é isso, um forte beijo e até mais.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Autor

Phelipe

Um cara Fitness, gosta de esportes e um escorpiano nato, apaixonado pela vida. Um "nerd" que curte balada e um baladeiro que curte coisas "nerds", porque a vida é muito curta para se apegar em coisas pequenas, logo pode observar que sou uma pessoa muito eclética em todos os sentidos da vida.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries