Posts Populares

Panelaço: Melhores Novelas das 7

Panela Noveleira!

Lançando mais um especial, dedicado ao nosso público noveleiro. As novelas das 7 costumam sempre ter um perfil de novela mais descompromissada, com o objetivo maior de entreter e divertir o público, aliás uma característica que foi iniciada por Silvio de Abreu que popularizou um estilo de novela com um teor mais cômico e mais nonsense. A globo conseguiu definir bem os horários de suas novelas, além de estrategicamente alocar diferentes perfis de novela para cada horário, sendo o horários das 7 o mais despretensioso para mim e o que permite mais liberdade ao autor, uma vez que a intenção maior é divertir o público.

Apesar de não ter assistido alguns grandes sucessos da décadas de 70, 80 e 90, precisamos reconhecer que Cassiano Gabus Mendes foi o grande mestre desse horário, com sucessos como Ti Ti Ti, Que Rei Sou Eu?, Anjo Mau e Brega & Chique, novelas que boa parte não assistiu, mas que com certeza já ouviu falar. Outros grandes sucessos dessas décadas ficaram de fora, por conta da gente ter focado nas novelas que realmente acompanhamos. Então, nossa lista foi formada com escolhas minhas e do Thairo, sendo 2 unânimes e as demais indicadas individualmente. Espero que curtam nossa lista e essa nostalgia boa.

 

Morde e Assopra (2011)

Morde & Assopra foi exibida em 2010 e me marcou muito, acredito que foi uma das novelas que mais gostei. Toda a temática desde a parte futurística com a Flávia Alessandra de robô até os dinossauros eram fantásticos. Mas a parte principal e da cena que eu até hoje acho uma das melhores de novelas que eu já vi foi da vendedora de cocada Dulce, que fazia de tudo pelo seu filho Guilherme, enquanto o menino mentia dizendo que estava fazendo medicina. A cena do casamento dele com Alice em que puxam e revelam que Dulce é a verdadeira mãe dele e que a própria ruiva sai pegando fogo é fantástica. Essa cena é uma das melhores e com atuações incríveis de Adriana Esteves, Klebber Toledo, Marina Ruy Barbosa e claro a Cássia Kis Magro e merece ser revista com certeza.

Texto por Thairo Bulcão

 

Rock Story (2016)

Rock Story foge totalmente da proposta das demais novelas, uma novela que inovou no horário em uma história com um estilo mais dramático e com humor mais contido, perceptível até na fotografia da novela com um tom mais escuro. É louvável o fato de ousar nesse horário e conseguir ter sido um grande sucesso, em especial de crítica, uma vez que muitos autores tentaram até inovar no horário, cof cof flop Além do Horizonte, porém ela acabou sendo uma grata surpresa no horário, principalmente por ser a primeira novela da Maira Helena Nascimento como autora principal. Outros grandes destaque dessa novela é o trio de protagonistas com Vladmir Brichta, Nathália Dill e Aline Moraes, grandes atores que defenderam bem seus personagens, além do demais elenco apostando em rostos menos comuns, muitos aliás que impulsionaram sua carreira pós novela. Apesar de não ter acompanhado tanto, a novela tem uma história super consistente, o elenco muito bem escalado no qual todos puderam brilhar de forma individual, além daquele enredo todo musical, na qual fez toda diferença com a banda formada especialmente para a novela.

 

Caras e Bocas (2009)

Caras & Bocas foi exibida de 13 de Abril de 2009 a 8 de Janeiro de 2010 e foi um grande sucesso no canal, primeiramente por ter um macaco como protagonista. Nessa época eu estava completando 10 anos e a novela era fantástica, quando eu imaginava toda a trama envolvida em relação ao macaco e ele ter suas habilidades de pintar achava fantástico de verdade. Mas fora isso, a ideia de realmente ter um macaco ator, e eles filmarem com ele. Outro fato marcante da novela foi a da primeira vez uma mulher cega estava a interpretar um cego na novela, e isso é de tamanha importância devido a representatividade em ter o espaço para esse ENORME número de pessoas que são qualificadas e na diversidade e oportunidade que podem ser oferecidas.
Fora isso tem toda aquela história de praxe de romance em que a menina rica se apaixona por um rapaz que não tem tantas condições financeiras e a família os limitam por conta disso, mas que acabam juntos, o verdadeiro diferencial mesmo está no macaco Xico. Este sim que ainda termina a novela junto com a macaca Cássia celebrando o amor.

Texto por Thairo Bulcão

 

Ti Ti Ti (2010)

Eu sou obcecado por essa novela, primeiro porque sempre fico muito curioso quando trata-se de remakes e segundo que seria escrito por uma autora que amo, Maria Adelaide Amaral, consagrada já como autora de minisséries, voltou para a novela com esse grande sucesso. Importante ressaltar que a Maria Adelaide fez vários trabalhos como colaboradora do Cassiano Cabus Mendes, sendo também o seu segundo remake do autor, a primeira sendo Anjo Mau, o que mostra a grande admiração dela. Ela foi inteligentíssima ao unir duas novelas do autor em uma só, Ti Ti Ti e Plumas & Paetês, porque equilibrou a novela com um humor rasgado entre o núcleo do Murilo Benício e Alexandre Borges, por outro também tinha o núcleo dramático da Ísis Valverde e Caio Castro, equilibrando perfeitamente a novela. Ti Ti Ti era uma novela colorida, divertida e de uma direção primorosa do Jorge Fernando, o elenco é um dos melhores que já vi, tanto que boa parte repetiram o sucesso em Sangue Bom, outra excelente novela da autora. A novela agradou tanto a crítica, quanto o público e foi sem dúvidas o grande sucesso de 2010, provas disso é que a novela foi a vencedora do consagrado Troféu Imprensa na opinião dos jornalistas e também e do público (Troféu Internet), passando para trás a duvidosa Passione. Apesar do elenco incrível, preciso citar Cláudia Raia como o grande destaque, no papel da exuberante e louca Jaqueline Maldonado, personagem carismática que merecidamente tomou seu espaço como um dos protagonistas.

 

Da Cor do Pecado (2004)

Essa novela é incrível, impossível não recordar-se de personagens como Mamuska, Pai Helinho, Raí e Preta. Da Cor do Pecado foi a primeira novela do grande JEC e simplesmente já começou hitando na globo, tão sucesso que é uma das novelas da globo mais exportada. O que explica o grande sucesso da novela é a uma sólida história, com um texto genial que soube criar um enredo que te prendia do início ao fim. A trama principal da novela tinha um tom mais dramático, porém nada piega, ao contrário, a aproximação do avó ao neto “bastardo” foi uma história linda e cativante, além da Thaís Araújo brilhando como Preta, uma protagonista forte e com muita personalidade, diferente das mocinhas insossa que costumamos ver por aí. Outra grande atuação foi da Giovanna Antonelli que vinha brilhando como sua primeira vilã e com direito a um visual totalmente novo e diferente de sua inesquecível Jade, aliás uma transformação visual que colaborou muito com o desenvolvimento do personagem e desconexão com seus trabalhos anteriores. Preciso falar também do núcleo da Mamuska, responsável por ser o alívio cômico da trama e na qual o autor tomava liberdade de criar situações absurdamente engraçadas. Outro marco da novela é trazer finalmente e merecidamente a primeira protagonista de novela da TV Globo, papel mais que bem defendido e eternizado pela maravilhosa Taís Araújo.

 

Cheias de Charme (2012)

A novela Cheias de Charme chegou com tudo no horário, trazendo uma abordagem interessante e que não se tinha ainda naquele horário, envolvendo música e leveza de uma forma bem criativa. As três Maria, Maria do Rosário, Maria da Penha e Maria Aparecida se unem para montar uma banda sendo que todas tradicionalmente são empregadas domésticas. A trama é bem legal tanto pela ascensão delas e tratando sobre as diferenças que sofreram para chegarem até lá, até os obstáculos impostos pela rival Chayene que não queria o sucesso dela. Esse sucesso vem depois que o vídeo das três cantando viraliza, mas tinham tantos pensamentos contras que elas acabaram se separando por um tempo até voltarem com força total e continuarem dando certo na carreira. Essa musica se duvidar até hoje você vê gente cantando, por que realmente a novela foi um chiclete e bem produzida. Entregando algo totalmente fora do padrão de roteiro da emissora.

Texto por Thairo Bulcão

Cheias de Charme cativa por ser uma história simples, porém muito bem elaborada e com personagens muito carismáticos. A novela em si tinha um tom mais infantil e personagens mais caricatos, porém sem soar algo chato ou forçado, até mesmo porque a novela mesclou bem os núcleos com um humor mais escrachados e outros com uma história mais consistente e um leve drama, que funcionou muito bem quando analisado o conjunto da obra. Achei sensacional uma história onde contava o protagonismo de três mulheres, onde seus respectivos pares românticos eram meros coadjuvantes na história. O trio Leandra Leal, Taís Araújo e Isabele Drumond tinha uma química incrível e o melhor da novela é que cada uma tinha uma história completamente diferente e individual, o que permitiu que cada um tivesse seu momento único de destaque com seus respectivos enredos. Outros memoráveis personagens e a maravilhosa vilã Chayenne, trabalho incrível da Cláudia Abreu com um personagem totalmente diferente dos que já tinha feito, além da engraçadíssima Socorro, para os mais intímos SOS hahaha.

 

Menção Honrosa

Bom Sucesso (2019)

A menção honrosa é para uma novela ainda recente, em exibição, porém que tem conquistado bastante o público e alavancando a audiência das 19h, além de está agradando bastante a crítica também. Roseane e Paulo começaram com a fofinha novela Totalmente Demais, mostrando um grande potencial para o horário, já que eles conseguem criar uma novela com um humor na medida, numa trama mais colorida e com um núcleo mais enxuto e muito bem amarrados, vendo ambas novelas e a temporadas de Malhação “Sonhos” do casal Perina e “Intensa como a Vida” da memorável Fatinha, percebe-se que Roseane tem uma escrita mais voltada para uma trama mais simples e romântica, que com bastante inteligência, consegue agradar o público com uma leveza e personagens bastante carismáticos. Bom Sucesso marca o retorno de Grazi Massafera como protagonista, ansiosamente aguardado após seu estrondoso sucesso em Verdades Secretas e dois trabalhos com personagens aquém do seu talento, aqui ela brilha lindamente com seu papel protagonista, aliás um papel bem diferente de tudo que ela fez até então. Interessante também ver um elenco cheio de carinhas não tão conhecidas do público, que aliás não fica a dever a nenhum elenco cheio de estrelas. A novela é um encaixe perfeito no horário das 7, com uma trama gostosinha de assistir, sem recorrer ao humor escrachado, cenas polêmicas ou até mesmo diálogos de impacto, o grande charme da novela dá-se por uma história leve, cativante e bastante delicada, quase um conto de fadas, sem esquecer da trilha sonora que é sem dúvidas umas das melhores que já surgiu.

Então é isso, pessoa! Espero que tenham curtido a nossa lista, foi uma publicação conjunta com o Thairo Bulcão. Apesar de não ter encaixado na lista, cito também novelas como Uga Uga, Kubancan, O Beijo do Vampiro, Cobras & Largartos, Pé na Jaca e até mesmo A Viagem, novela super antiga, mas que com tanta reprise você já deve ter visto e ouvido falar. Até uma próxima e fiquem a vontade para comentar e interagir com a gente. Bye!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Michel Araujo

Meio baiano, meio sergipano, já passou dos 20 anos e um sofrido estudante de engenharia, com uma personalidade cheia de atitude e uma leve ousadia. Viciado em séries, realites e músicas, vai me encontrar sempre por aí escrevendo reviews, numa diversidade de gêneros de série e programas de TV.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries