Posts Populares

Panelaço: Melhores séries nacionais Globoplay

Esqueça a ideia de que as séries estrangeiras são melhores. As produções nacionais estão vindo para mostrar que não é bem assim.

Há alguns anos, não se considerava que o mercado de entretenimento brasileiro fizesse séries de TV boas, profundas e atraentes. De fato, a área era bem limitada a obras de comédia, que ficavam restritas à Globo. Com o tempo e a onda dos streamings, o mercado mudou, evoluiu e a própria Globo teve de se reinventar. A empresa criou a Globoplay, plataforma de streaming que surgiu para bater de frente com outras que já estavam ganhando espaço como Netflix e Amazon Prime Video, por exemplo.

Já conhecida por ser uma fábrica de novelas de sucesso, a empresa começou a expandir suas produções e, hoje em dia, a GloboPlay abriga uma boa quantidade de séries originais e de qualidade. Abaixo, listamos sete delas que valem a pena ser conferidas.

Aruanas

“Aruanas” conta a história de três ativistas de uma ONG em defesa do meio ambiente, vividas por Débora Falabella, Leandra Leal e Taís Araújo. Além de narrar a luta de todos os integrantes da organização, ela também foca na vida pessoal das três protagonistas com suas fraquezas e segredos. Essa mescla da ação do ativismo com o drama da vida pessoal de cada uma é o mais interessante da obra.

 

As Five

É um spin-off de “Malhação: Viva a Diferença”, uma das temporadas de maior sucesso dos últimos tempos da novelinha. Keyla, Ellen, Lica, Tina e Benê se reencontram após seis anos sem se verem. Na fase de transição para a vida adulta, todas tem conflitos de naturezas distintas. Apesar de ter uma temática um pouco mais madura por causa da fase da vida em que as personagens estão, a produção tem um ar juvenil, que funciona muito bem e atrai esse público. Mesmo com opiniões variadas sobre ela, “As Five” mostrou fazer sucesso e já foi renovada para a segunda e a terceira temporadas.

 

Desalma

Com um estilo não tão comum no streaming, “Desalma” chega para mostrar que a Globoplay busca estar por dentro de todos os gêneros. A história se passa em Brígida, cidade brasileira colonizada por ucranianos, onde uma festa pagã é banida depois que uma tragédia acontece. Trinta anos depois, ela está de volta, mas eventos sombrios afligem a cidade. 

 

O Caso Evandro

Essa série traz um estilo diferente das outras seis que estão expostas aqui. Elas são obras de ficção que, apesar de nos lembrarem situações da nossa realidade, não abordam diretamente algum fato já ocorrido. “O Caso Evandro” é uma série documental de nove episódios que conta a história do desaparecimento de um menino no Paraná em 1992 e da investigação do caso. A produção conta com cenas de simulação para ilustrar a narrativa, boas fontes de entrevista e tem agradado os seriadores da internet.

 

Filhas de Eva

Conta a trajetória de três mulheres que estão presas a padrões que não as fazem felizes. Após 50 anos de casamento, Stela (Renata Sorrah) decide se separar e acaba mudando a vida das pessoas à sua volta. Essa é uma comédia dramática que entretém e conquista com a história e as boas atuações.

 

Onde está meu coração

Amanda (Letícia Colin) é uma médica com futuro promissor, mas ela enfrenta sua própria guerra particular, devido à relação íntima e destrutiva com as drogas, a pressão familiar constante e a fragilidade de seu casamento com Miguel (Daniel de Oliveira). É apresentada a quem assiste uma narrativa densa, que fala sobre um assunto delicado e que conta com uma direção afiada.

 

Menção Honrosa: Sob Pressão

Uma série médica que não perde em nada para aquelas americanas mais queridas e aclamadas. Mostrando a realidade do serviço de saúde público no Brasil, “Sob Pressão” é uma série que emociona, faz refletir, ficar ciente de alguns problemas do país e admirar atuações incríveis como as de Marjorie Estiano, intérprete da Doutora Carolina, e de Julio Andrade, que faz o Doutor Evandro. Com uma química perfeita entre si, eles lideram o resto do ótimo elenco durante os episódios eletrizantes que a produção consegue oferecer. Vem destacada em menção honrosa, pois é a única na lista que não é exatamente original Globoplay, já que começou como filme e depois foi direto para a TV.

Talvez Você também goste de...

Panela Indica 14.07.2021 Panela Indica #31

gostou da matéria? deixe um comentário!

Luiza Pinheiro

Carioca da gema e jornalista de corpo e alma. A primeira série que viu mesmo, aquela que a deixou viciada, foi One Tree Hill. Depois disso nunca mais parou e engatou uma depois da outra. Também ligada em cinema, não perde uma cerimônia do Oscar.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries