Coisa boa gerando coisa boa!

Fala galera do Panela de Séries, beleza pura? Cá estou eu pra trazer mais um Panelaço pro povo lindo que tá sem séries pra assistir (isso inclui eu) hahaha.

No Panelaço de hoje vamos ter um assunto sério: spin-offs.

“Mas Gerson, que porra é essa?”

Calma que eu explico! Spin-offs são séries criadas a partir de outras, com histórias paralelas que muitas vezes se correlacionam. São séries que surgem com a possibilidade de novos enredos na trama original, que podem gerar mais audiência e burburinho para a emissora e a série-mãe.

Dessa forma, hoje eu vou falar um pouquinho dos 6 melhores spinoffs, na minha humilde opinião. Posso deixar alguma que você gosta de fora, mas se você não conhecer alguma da minha lista, vale a pena dar uma olhadinha! Sem mais delongas, vamos ao que interessa!

6º Lugar – Fuller House (2016)

Fuller House é um dos exemplos mais recentes de Spin-off. A série foi criada a partir de Full House, sucesso dos anos 90. Se você é dessa época e não conhece por esse nome, deve se lembrar de “Três é Demais”, tradução brasileira pra série, que trazia as gêmeas Olsen na interpretação da incomparável Michelle, cheia de sacadas boas.

O enredo de Fuller House baseia-se na vida de DJ, uma das filhas na série-mãe, que agora tem filhos e conta com sua irmã e sua melhor amiga para ajudá-la. Ainda tem retornos super divertidos, como o pai de DJ e os tios. A gente falou um pouquinho mais da série na nossa coluna Vem Aí e fizemos as reviews dos 13 episódios lançados pela Netflix esse ano. Clique AQUI pra conferir!

5º Lugar – Better Call Saul (2015)

Se você é fã de Breaking Bad já ouviu falar dessa série né? A série trata da vida de Jimmy (James Morgan McGill) antes de se tornar Saul Goodman, o advogado e cúmplice de Walter White e Jesse Pinkman. Pra ser mais específico, 6 anos antes de Jimmy aparecer na série original. A série teve sua segunda temporada exibida este ano e é muito aclamada pela crítica, principalmente por contar com o ótimo Bob Odenkirk na pele do protagonista. Abaixo você pode conferir o trailer da série e tirar suas próprias conclusões. Lembrando que você encontra ela completinha lá no Netflix.

4º Lugar – Angel (1999)

Surpreso por ver essa série aqui? Se você é velho como eu deve se lembrar dessa série, que na verdade é um Spin-off de Buffy, A Caça-Vampiros. Essa série foi criada lá em 1999 e foi uma das pioneiras nessa história de vampiro, quando eles ainda não brilhavam no sol.

Piadas à parte, a série traz um pouco da vida do vampiro Angel, que é um vampiro diferente dos demais, “com alma”, que foi devolvida a ele por ciganos como uma punição pelo assassinato de um outro vampiro. Com sua alma atormentada por suas ações no passado, Angel usa suas habilidades para combater o Mal em Los Angeles, onde ele trabalha como detetive particular.

David Patrick Boreanaz, famoso por Bones, foi quem interpretou o protagonista Angel, que na série-mãe havia se apaixonado pela protagonista Buffy. Aliás, diferente da série original, Angel tem um tom mais dark, que vale a pena ser relembrado pelo nosso Panelaço. Com apenas 5 temporadas, a série se encerrou em 2004, e você pode conferir como era no vídeo abaixo.

3º Lugar – The Hills (2006)

“Mas Gerson, que porra é essa? Por que tu colocou a música do The Weeknd aí?”

Caaaaalma gente! The Hills é uma das minhas paixões da adolescência, uma das primeiras séries que comecei a assistir. Ela é um Spin-off da maravilhosa Laguna Beach. Laguna Beach era uma reality-serie que contava o dia-a-dia de adolescentes da famosa Laguna Beach, uma cidadezinha da Califórnia. Pois bem, era cheia de intriga, paixões, tretas, tudo muito divertido, pra quem tinha 15 anos (no meu caso haha) e imagina uma vida na Califórnia.

The Hills é uma reality-série focada em Lauren Conrad, uma das protagonistas das primeiras temporadas de Laguna Beach. Não vou mentir, eu amava Lauren e torcia muito por ela na série. Após sair de Laguna Beach, Lauren se mudou pra Los Angeles e foi estudar moda na Fashion Institute of Design and Merchandising. Acaba que a série gira em torno do dia-a-dia de Lauren, que ainda trabalha numa revista adolescente e arranja tempo pras amigas, pros namorados e para as comprinhas, porque ninguém é de ferro né? Na série ainda conhecemos Heidi, Whitney e Audrina, melhores amigas de Lauren, que estão com ela pra cima e pra baixo. Dá uma conferida no trailer de The Hills e de brinde eu ainda vou deixar o trailer de Laguna Beach. Vale a pena assistir ambas!


2º Lugar – The Originals (2013)

Se você chegou até aqui foi procurando essa série né? Derivada do fenômeno de audiência The Vampire Diaries, The Originals conta mais sobre a história da família original dos vampiros, que conhecemos ainda nas primeiras temporadas de TVD (sdds). A história principal se passa em New Orleans, onde Klaus, Elijah e o resto da família se vê obrigado a enfrentar desafios que nunca antes imaginaram. Este ano tivemos a 3ª temporada, que foi incrível!

Diferente da série-mãe, The Originals não se perdeu (ainda) e traz um enredo consistente, que te prende facilmente. A família Mikaelson já passou por muita coisa, o que inclui bruxas de vodu, sua matriarca ressuscitando louca dos mortos, outros vampiros tentando roubar o domínio da cidade e, mais recentemente, uma ameaça ainda maior! A gente contou tudinho da terceira temporada nas reviews, e você pode conferir clicando AQUI.

A quarta temporada está prevista pra ir ao ar em janeiro de 2017 e enquanto isso, se você não conhece a série e ficou na vontade, confere o trailer:

1º Lugar – The Flash (2014)

Não tinha como não botar essa série em outra posição. Outro sucesso da CW, The Flash já superou a série-mãe, Arrow, em enredo e audiência. The Flash conta a vida de Barry Allen, um detetive forense que teve a vida transformada após ser atingido por um raio e conseguir ultra-velocidade. Se você é fã dos quadrinhos e de Liga da Justiça deve saber bem do que estou falando.

A série é ótima, traz uma vibe dos quadrinhos muito legal, com vários vilões clássicos e teorias loucas de volta no tempo e mundos paralelos. A segunda temporada da série foi exibida neste ano e foi cheia de altos e baixos para os fãs. E o legal é que Barry conta com uma equipe incrível, que está com ele nos momentos mais difíceis. Confira nossas reviews clicando AQUI.

O legal de Flash é a interação com outras séries da DC, como Arrow, Supergirl e Legends of Tomorrow, todas no ar atualmente. Os crossovers são sempre cheio de surpresas e nos deixam com gostinho de quero mais quando vemos os protagonistas interagindo tão lindamente! Se você ainda não conferiu The Flash, não perde tempo! Dá play no trailer e corre pro Netflix!

Por hoje foi isso minha gente! É uma delícia fazer Panelaços que me lembram séries ótimas como as que citei aqui. Se você acha que deixei alguma de fora ou se começou a assistir alguma dessas há pouco tempo, comenta aqui embaixo.

Sem mais, até a próxima!

Gerson Elesbão
Gerson Elesbão

Nem tão complicado demais, mas nem tão simples assim: quebra-galho, colunista e seriador. Dificilmente atualiza o Banco de Séries, mas adora gongar as séries amadas pelo público. @gersonelesbao
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: